Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Bolívia transfere presos ligados ao PCC para unidade de segurança máxima

0

Cerca de 30% dos presos em Cobija tem ligação com o PCC

Três prisioneiros brasileiros ligados à organização criminosa B-13, que opera em coordenação com o Primeiro Comando da Capital (PCC) na região de fronteira entre Brasil e Bolívia, foram retirados da prisão de Villa Busch (Pando) e levados para as prisões de segurança máxima Chonchocoro (La Paz) e Kantumarca (Potosí).

A operação de mudança foi realizada internamente pelo Secretário de Segurança Pública do Governo do Pando, Pedro Villa, que acompanhou a viagem para os prisioneiros e seus guardas.

“Essas pessoas são altamente perigosas. Tinha controle violento da prisão e descobrimos que eles estavam preparando uma tentativa de tomar o presídio, como eles tentaram fazer dois meses atrás “, disse Villa.

Os presos brasileiros, que foram enviados para Chonchocoro são: Italo Conceição da Silva (preso por homicídio e roubo agravado) e Sebastião Nogueira do Nascimento (preso por sequestro, roubo agravado e tentativa de homicídio).

Edivaldo Antonio Márquez Sampaio, preso por sequestro, roubo agravado e tentativa de homicídio na Bolívia, foi enviado para Kantumarca.

Na prisão de Cobija atualmente estão mais de 350 prisioneiros, dos quais pelo menos 30% são presos envolvidos com o PCC, de acordo com as informações das autoridades bolivianas.

As informações são do jornal El Deber

Comentários
Carregando