fbpx
Bovespa sobe 0,9% e retoma nível pré-crise política com expectativa de vitória de Temer na Câmara

O principal índice da Bolsa, o Ibovespa, fechou em alta nesta quarta-feira e recuperou o patamar de 67 mil pontos, de antes das delações da JBS, diante da sinalização de que a Câmara dos Deputados deve rejeitar a admissibilidade de denúncia contra o presidente Michel Temer.

O Ibovespa fechou em alta de 0,93%, a 67.135 pontos. A marca dos 67 mil pontos não era alcançada desde 17 de maio, quando o Ibovespa fechou a 67.540 pontos, antes da delação de executivos da JBS, que deram base à denúncia contra Temer por corrupção passiva.

O volume financeiro do pregão ganhou fôlego e somou R$ 9,69 bilhões, muito acima da média diária vista no mês passado, de R$ 6,36 bilhões e superior também à média diária para o ano até a véspera, de R$ 7,9 bilhões.

O mercado acionário abriu o dia com variações mais contidas, ganhando tração conforme crescia a expectativa por um parecer favorável a Temer, após a Câmara aprovar um requerimento para encerrar a fase de discussão em plenário sobre análise da denúncia, com 292 votos a favor. Pouco antes do fechamento dos negócios, a etapa de votação da denúncia começou, com a fase de orientação dos partidos.

“Se hoje o resultado for favorável ao governo há grande chance de amanhã (o Ibovespa) bater os 68 mil pontos novamente”, disse o gerente de renda variável da corretora H.Commcor Ari Santos.

O noticiário corporativo também seguiu movimentado nesta sessão, com as ações Cielo liderando as perdas do índice e registrando também o maior giro financeiro entre os papéis da bolsa no pregão, com R$ 661,9 milhões.

Fonte: O Estado de S. Paulo

 

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta