Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

BR 364 será recuperada ainda este ano, garante DNIT

0

Trechos mais críticos serão restaurados e o DNIT quer reativar a balança em Ouro Preto do Oeste

O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) informou à PAINEL POLÍTICO nesta terça-feira que já estão programadas uma série de obras de restauração na BR 364, inclusive o trecho de Itapuã do Oeste, cuja empresa responsável pelas obras, Castilho Engenharia, deverá refazer o asfalto que cedeu em menos de 3 anos de uso.

De acordo com o DNIT, os reparos estão programados para acontecer em julho, “e os custos serão bancados pela própria Castilho, o DNIT vai acompanhar os trabalhos”, informou um engenheiro do órgão em Rondônia.

No trecho entre Jaru e Ouro Preto do Oeste, a empresa LCM foi a vencedora da licitação e deve dar início às obras de recuperação também em julho. Serão feitos reparos e restaurações no trecho.

Já o trecho, situado entre Presidente Médici e Pimenta Bueno, está sendo feita a rescisão contratual com a empresa responsável, e serão feitos dois contratos de manutenção, enquanto resolve a questão.

E por fim, o Dnit reiterou que o problema de Rondônia também está no fato de que a balança de Ouro Preto está desativada em razão de um procedimento movido pelo Tribunal de Contas da União e Ministério Público do Trabalho, porque o DNIT havia terceirizado a fiscalização e segundo esses órgãos, “o procedimento é irregular”. Hoje o Dnit está capacitando seus membros efetivos para tentar reativar a balança, porém esbarra na falta de mão de obra do quadro efetivo.

Segundo o Dnit, no instante em que a balança voltar a funcionar, o trânsito da rodovia deve melhorar por duas razões, a primeira é o fato de autuar as irregularidades e com isso fazer caixa para manutenção da via, e o segundo é que as carretas com excesso de peso que hoje trefegam livremente de Vilhena à Porto Velho vão deixar de entrar no Estado, desafogando consideravelmente a rodovia bem como evitando o desgaste precoce da malha viária da BR 364.

Comentários
Carregando