Brasileira Amanda Nunes massacra Ronda Rousey no 1º round no UFC; veja a luta

Pelo triunfo conquistado em apenas 48 segundos, Amanda levou o cheque-extra de 50 mil dólares (cerca de R$ 170 mil)

O suspense durou pouco. Amanda Nunes não deu chances para Ronda Rousey e logo no primeiro round deu cabo da americana, favorita para o combate. Disposta a trocar em pé com a brasileira, a judoca se abriu e, mesmo sendo canhota, usou base de destra. A partir daí foi um passeio para a brasileira, que em menos de um minuto nocauteou a rival com precisos e duros diretos.

Afoita, Ronda caminhou para sempre e logo de cara recebeu potentes golpes da baiana, que dançou ao redor do ringue e atacou seguidamente. Ronda, resistente, precisou ser salva pelo árbitro, que interrompeu o confronto para preservar a saúde da ex-campeã, que mais uma vez foi derrotada.

“Estou feliz. Tenho um time atrás de mim. Incrível como a America Top Team me colocou em um outro level.É inacreditável. É a minha hora, eu sou a campeã. Esqueçam a Ronda Rousey, eu estou aqui. Amanda Nunes! “, narrou a brasileira.

Em novembro do ano passado, Ronda perdeu o cinturão para Holly Holm, se afastou da mídia e ficou meses sem se pronunciar. Ao fazê-lo, ela afirmou que que chegou a pensar em se aposentar tamanha a  depressão pela derrota. Nesta semana, a judoca se recusou a falar com a imprensa e deixou claro que não estava dispostas a se distrair antes do confronto. Mas a tática não deu certo.

Pelo triunfo conquistado em apenas 48 segundos, Amanda levou o cheque-extra de 50 mil dólares (cerca de R$ 170 mil), mesma quantia destinada a Alex Garcia, que nocauteou Mike Pyle também no primeiro assalto.

Para finalizar, a organização do UFC anunciou que Cody Garbrandt e Dominick Cruz receberam, cada um, o cheque de 50 mil dólares por terem protagonizado a melhor luta da noite.

Veja a luta na íntegra:

Vídeo 1 – Narração em português (Portugal)

Vídeo 2 – Em inglês

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta