Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Brasileiro preso por dirigir sem carteira luta contra a deportação nos EUA

Alexandro de Sá rumava para o trabalho quando foi parado por agentes em Milford (MA)

0

Na manhã de 19 de setembro, Alexandro dos Passos di Sá, de 35 anos, casado, natural de Engenheiro Caldas (MG), dirigia para o trabalho quando foi parado por agentes do Departamento de Imigração (ICE). O incidente ocorreu em Milford (MA) depois que ele passou em frente a uma delegacia de polícia onde os agentes estavam. As informações são do jornal Brazilian Times.

“Eles checaram a placa dele e perceberam que se tratava de um imigrante”, disse a esposa de Alexandro, Ivani Regina de Lima.

Ela detalhou que os agentes verificaram a placa do veículo dirigido pelo marido e o seguiram durante um determinado trecho na estrada. “Eles (agentes) pediram o documento (carteira) dele e, como não tinha, solicitaram o visto para estar no país. Mas, o meu marido também não tem e os oficiais o levaram preso”, disse ela.

Durante 23 dias, Sá ficou detido na penitenciária Plymouth County Correctional, em Plymouth (MA), e foi liberado após pagar a fiança. Na quinta-feira (26), ele terá que retornar à audiência na Corte de Imigração, quando um juiz ouvirá o caso e decidirá o destino do brasileiro.

Campanha beneficente

O casal tem um filho de 2 anos, nascido nos EUA, e vive no país há 16 anos. Alexandro trabalha como lavador de carros e é o único provedor da família, pois a esposa fica em casa cuidando da criança. A família iniciou uma campanha beneficente cujo objetivo é angariar fundos para pagar as despesas com um advogado de defesa.

“Esta audiência é para o advogado solicitar o prazo de um ano ou mais para que meu marido fique no país e ele vai usar este período para tentar conseguir um Social Security e uma carteira de Motorista para ele”, fala. “Ele não tem antecedentes criminais e tem o nosso filho, que nasceu neste país”,  explicou Ivani ao BT.

As doações podem ser feitas através de depósito na conta corrente nº 13 26285510, em qualquer agência do Fleet Bank, em nome de Alexandro dos Passos di Sá. Informações através do tel.: (508) 933-3946.

Outros brasileiros foram presos

Os imigrantes indocumentados que dirigem sem carteira de motorista devem tomar cuidado redobrado, pois um farol quebrado, não parar no “stop sign”, vidros do carro escuros demais ou ultrapassar um sinal pode ter consequências desastrosas. Após um dia longo de trabalho na limpeza de casas, a paranaense Jussara Davis, de 42 anos, moradora em Tampa (FL), dirigia de volta a casa quando uma viatura de polícia do Condado de Pasco sinalizou para que ela parasse. O motivo: uma das luzes de alerta do freio estava queimada.

Tentando manter a calma, ela pensou “não sou uma criminosa”, pois nunca havia sido presa, é proprietária de uma casa, paga os impostos, possui um filho adolescente nascido nos EUA e é voluntária na igreja que frequenta. O policial Brian Hernandez caminha em direção da janela do motorista, informa o problema com a luz e pede-lhe a carteira de motorista e o registro do veículo. Pega de surpresa, a brasileira entrega por engano a carteira do seguro de saúde e uma cédula de identificação (ID) emitida por uma agência de serviços local. As informações são do jornal Tampa Bay Times.

Em 2017, vários brasileiros foram presos por dirigir sem carteira de motorista e, alguns deles, postos em processo de deportação. O Jovem Eduardo Loch, de 18 anos, morador em Framingham (MA), foi preso em 2 de março por dirigir sem carteira de motorista no estado de New Hampshire, depois se envolver em um acidente de carro. Na ocasião, ele levava um amigo até a casa de uma namorada na região. Logo depois que os policiais que compareceram à cena do acidente constataram que Eduardo não possuía a carteira de habilitação, eles contataram as autoridades migratórias locais, que levaram o brasileiro detido.

New Hampshire adota a política agressiva de combate aos imigrantes indocumentados. Aparecida X. (sobrenome não revelado), moradora em Revere (MA), informou ao jornal Brazilian Times para relatar a prisão do esposo em New Hampshire. O incidente ocorreu em agosto desse ano, quando estava no estado a trabalho e trafegava por uma estrada.

Os agentes da Polícia Rodoviária, depois de verificar que o brasileiro não tinha carteira de motorista ou documentação americana, acionaram os agentes do ICE. O outro caso envolve Marcelo Sena, de 28 anos, também residente em Massachusetts, foi detido no mesmo mês  em New Hampshire. Ele estava a caminho do trabalho e também não tinha carteira de motorista. O jovem foi encaminhado ao Strafford County Department of Corrections, em Dover (NH), enquanto aguarda a audiência.

As informações são do

Comentários
Carregando