Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Cacoal: Como vai a merenda? (parte2) – Francisco Xavier

0

A situação na qual se encontra a Prefeitura de Cacoal é de causar preocupação, pois a turma que manda, de fato, parece muito distante da realidade e a mentira tem se transformado na marca dessa administração mequetrefe… Essa turma precisa de muito óleo de peroba!

Alguns dias atrás, em artigo publicado neste mesmo veículo, informei aos leitores como estava a situação do Programa de Aquisição de Alimentos, um programa que tem a finalidade de melhorar a qualidade da merenda escolar. Naquela ocasião, comentei sobre um relatório elaborado pela Companhia Nacional de Abastecimento – CONAB – cujo teor é de entristecer qualquer pessoa com o mínimo de decência. Refiro-me ao relatório de número 21.219 (000097/2013 -06), elaborado para mostrar como a Prefeitura está agindo para comprar a merenda das crianças. Em nenhum momento o relatório fala de qualidade de merenda de Cacoal e muito menos de prêmios recebidos por pessoas da prefeitura. Não! Não é este o assunto do relatório. Que fique bem claro!

O assunto registrado no relatório, em mais de 100 páginas, é a forma como a prefeitura vem usando pessoas inocentes para inventar documentos, para inventar situações que não são verdadeiras. O relatório tem o nome e a assinatura de muitas pessoas entrevistadas pela CONAB e que não preenchem as normas estabelecidas por lei para serem cadastradas. Em outras palavras, é como se fossem LARANJAS. Não convém citar o nome das pessoas relacionadas, primeiro porque são inocentes, segundo porque não tem espaço no jornal que caiba todos os nomes da lista. São dezenas!
Quem colocou essas pessoas como produtores? Ninguém sabe. Deve ter sido o Papa…

Após a publicação do artigo assinado por mim, a Prefeitura publicou uma notinha, nas redes sociais, dizendo que a publicação do conteúdo do relatório era leviana e que eu me “intitulo professor e articulista”. Eu não me intitulo coisa nenhuma! Eu sou! E tem mais: estou entre os principais professores da Língua Portuguesa e da Língua Espanhola do estado de Rondônia. Levianas são as pessoas que usam sitiantes inocentes como se fossem produtores de coisas que nunca foram. Levianas são as pessoas que se dizem doutoras, sem nunca terem sido. Levianas são as pessoas que se dizem advogadas sem nunca terem sido. Levianas são as pessoas que se dizem prefeitas sem nunca terem sido. Levianas são as pessoas que fraudam o processo de licitação de compra de merenda. Isso é leviandade!

Se o relatório da CONAB é leviano, por que pessoas da prefeitura se juntaram a um deputado e foram a Porto-Velho pedir para abafar o relatório? Por que não contestaram a CONAB? O relatório, para aqueles que não sabem, está com o pessoal do Conselho Municipal de Merenda, mas eu tenho a cópia, e se alguém achar que as publicações são mentiras, procure o Conselho de Merenda e leia o relatório. Qualquer pessoa honesta que ler aquele relatório vai sentir asco. Nenhuma pessoa decente aprovaria o que foi feito pela prefeitura e está devidamente registrado no relatório da CONAB.
Vale registrar, para dirimir quaisquer dúvidas, que fiz meu papel como membro da imprensa ( eu não me intitulo membro da imprensa; eu sou! ) e publiquei a informação. Se alguma pessoa da Prefeitura de sentiu ofendida, que tome as medidas legais cabíveis. Ficar com fofoquinhas em redes sociais é coisas de gente picareta; a Prefeitura é um órgão oficial e, justamente por isso, deveria tratar as coisas com seriedade.

Com relação às notinhas publicadas, como se fosse da Prefeitura e como se fosse do Partido dos Trabalhadores, tenho a dizer que, considerando a grande quantidade de erros gramaticais grosseiros cometidos por quem escreveu os panfletos, não é possível acreditar que sejam. Não é possível que na prefeitura não tenha nenhuma pessoa que saiba escrever. E não é possível que o PT tenha feito aquela nota, porque conheço muita gente decente no PT de Cacoal. Aliás, a quantidade de gente decente no PT de Cacoal é muito grande, mas infelizmente essas pessoas não querem conversa com a turma do PT da prefeitura. Qualquer pessoa honesta do Partido dos Trabalhadores que der uma lida no relatório de número 21.219 (000097/2013 -06), com certeza, vai pedir uma punição rigorosa para quem cometeu os atos ali descritos.

Com certeza, uma pessoa de honra e de moral procura zelar por estas virtudes. Banalizar a honra, como se fosse algo de qualquer pessoa é nivelar por baixo; a honra e a moral são valores cada vez mais raros, principalmente quando o assunto envolve gestores de bens públicos.

Uma administração que pregou a honestidade para pedir votos não pode aceitar que fatos como aqueles registrados no relatório fiquem impunes, sem investigação e no esquecimento. As pessoas honestas, de verdade, com certeza, não aceitariam uma atitude contra a merenda das crianças.

Finalmente, não vou discutir prêmios recebidos por nenhuma pessoa de nenhuma prefeitura, porque, na maioria das vezes, esses prêmios são comprados com os parcos recursos que deveriam ser empregados em benefício da coletividade. Espero que não seja o caso de Cacoal, mas se for está registrado meu veemente repúdio… Tenho dito!
FRANCISCO XAVIER GOMES
Professor da Rede Estadual e Articulista

Comentários
Carregando