fbpx
Calote em advogados pode deixar sindicato do Judiciário sem sede

Sinjur não pagou escritório de advocacia e teve sede penhorada pela justiça

Brasília – Em março desse ano PAINEL POLÍTICO revelou que o Sindicato dos Servidores do Judiciário de Rondônia -SINJUR, estava com sua sede em Porto Velho indisponível por débitos junto a um escritório de advocacia.

Nesta segunda-feira, após inúmeras reclamações de filiados, o sindicato emitiu uma nota onde afirma que “aguarda decisão judicial para quitar os débitos”, e alega que “não seria possível assumir uma provável dívida sem os devidos esclarecimentos”.

Ocorre que em assembléia a direção do sindicato já havia reconhecido a dívida e chegou a cobrar dos associados uma taxa exatamente para pagar o escritório. A medida judicial portanto, é meramente protelatória.

O prédio continua penhorado e deve ir à leilão em breve. No local, além do escritório administrativo, também funciona o hotel de trânsito do Sinjur.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta