Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Câmara de Vereadores recebe novo pedido de impeachment

0

Um novo pedido de impeachment chegou à Câmara Municipal de Porto Velho esta semana contra o prefeito Mauro Nazif (PSB). O pedido de abertura de um processo legislativo para afastamento do alcaide e seu vice. O pedido foi protocolado no Gabinete da Presidência.

Na exposição de motivos, são elencados várias supostas irregularidades na atual administração, duas delas envolvendo a Semdestur, a Secretaria Municipal de Saúde, além do superfaturamento na compra de 10 mil cestas básicas e possível fraude no contrato da decoração natalina de 2013.

No final do ano passado, um outro pedido de impeachment já havia sido impetrado contra o prefeito e seu vice, desta vez pelo pagamento indevido de uma multa à Receita Federal sem autorização do Legislativo, denúncia feita meses antes pela vereadora do PT Fátima Ferreira.

O pedido desta vez vem alçado com as denúncias matérias que foram amplamente divulgadas pela mídia, à respeito dos atos praticados  pelo secretário da SEMDESTUR, Eduardo Rauen, acusado por uma servidora do órgão de chefiar um esquema de fraude no seguro desemprego  e posteriormente ter contratado aluguel de um imóvel e pago o valor de R$96.000,00 sem estar usufruindo do prédio.

Ainda no teor do pedido foi elencada uma denúncia envolvendo a Secretaria Municipal de Saúde. Segundo o relatório do pedido de Impeachment consta que a Prefeitura de Porto Velho pagou pela construção de um poço artesiano e um ponto de apoio no distrito de União Bandeirantes que nunca foram construídos. A denúncia foi feita pelo vereador Din Din (PSL).

Ainda na Semusa, em dezembro de 2013, o MP constatou , durante uma vistoria, um lote de 900 mil Reais em medicamentos que seriam incinerados e que estariam vencidos. Esses medicamentos estavam em falta nas UPA´s da cidade.

Somadas a isso há outras denúncias elencadas no relatório como a compra superfaturada de gramas para conter a erosão dos viadutos da BR-364 e um caminhão da Semas trafegando na cidade com placa adulterada.

Fonte: Tudorondonia.com

Comentários
Carregando