Cantor country “deixa de ser gay” e muda até nome artístico

Quando Josey Greenwell iniciou sua carreira como cantor de country music nos Estados Unidos, ele era assumidamente gay. O norte-americano chegou a ter um affair com um modelo brasileiro, Rodiney Santiago, com quem dividiu a capa da revista “DNA. O cantor, no entanto, parece ter mudado de ideia em relação à sua orientação sexual.

Segundo o site WeHo Confidential, no início deste ano, as contas de Josey no Twitter, Instagram e Facebook foram deletadas. Meses depois, o cantor teria reaparecido sob o nome artístico de Nate Green, sem qualquer indício de sua homossexualidade assumida. Muito pelo contrário, Nate é considerado um sex symbol por milhares de fãs mulheres no sul dos EUA.

Ainda de acordo com o WeHo, alguns fãs do “ex-gay” são respondidos com agressividade quando questionam sobre a sexualidade do cantor nas novas fanpages. E em entrevista a alguns veículos locais, Nate já teria declarado não ser gay.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário