Cantora egípcia é presa por ‘devassidão’ após clipe sensual

A cantora egípcia Shaimaa Ahmed, 21 anos, conhecida por Shyma, foi condenada a dois anos de prisão e uma multa de 1.850 reais por “incitar a devassidão”. O motivo foi o clipe da música I Have Issues, em que ela aparece de lingerie e come uma banana diante de um grupo de estudantes. O diretor do vídeo, Mohamed Gamal, recebeu a mesma sentença. Ambos ainda podem recorrer.

Segundo o jornal The Guardian, a imprensa egípcia acusou a cantora na época que o vídeo foi lançado de “ensinar devassidão aos jovens”. No Facebook, antes de ter suas contas bloqueadas, a cantora pediu desculpas pela produção. “Eu não imaginei que tudo isso aconteceria e que o vídeo seria alvo de ataques tão fortes. Sou apenas uma jovem com o sonho de ser uma cantora.”

Shyma não é a primeira a ser censurada pelo governo do Egito, que tem imposto severas regras morais para acuar artistas. Este ano, uma cantora foi processada após fazer um comentário cômico sobre a qualidade da água do rio Nilo. Em 2015, duas dançarinas do ventre foram detidas também por depravação em um videoclipe.

Fonte: veja

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário