Cantora gospel se disse vítima de abusos em outros 2 casos em MT e GO

Na tentativa de entender o que aconteceu com a adolescente Geslyane Piassa, de 16 anos, a polícia vasculhou o passado da garota e descobriu que ela se envolveu em casos parecidos ao do ocorrido na última semana.

Segundo Marcela Orçai, delegada que investiga o caso, em 2012, foi aberto um inquérito em Xavantina (MT), quando a garota alegou ter sido abusada sexualmente. Entretanto, a família abandonou o processo e, por isso, ele não chegou a ser concluído. Na cidade de Iporá, sul de Goiás, a família da cantora acusou um homem de querer aliciá-la. A segunda ocorrência foi registrada no mesmo ano.

A polícia quer retomar essas duas investigações. Geslyane foi encontrada enrolada em um cobertor em uma praça próxima ao aeroporto de Goiânia (GO), no último sábado (6).

A vítima contou em entrevista à Rede Record que recebeu uma ligação do produtor musical marcando uma reunião. Assim que o encontrou, ela bebeu uma água oferecida por ele e passou a ficar tonta. Depois foi levada para um motel e não lembra direito o que ocorreu, mas diz que foi abusada por vários usuários de droga na rua. Geslyane foi encontrada com roupas de homem e teve os cabelos cortados.

A delegada informou que ela foi ouvida na tarde desta segunda-feira (8) e que uma psicóloga acompanhou o depoimento. A polícia já considera o produtor musical e um amigo como suspeitos. O produtor é casado, tem filhos, e ainda não foi ouvido. A polícia disse que investiga o caso e que ainda não pediu à Justiça a prisão preventiva de ninguém. Uma simulação de todo o trajeto percorrido será feita.

A cantora gravou um CD recentemente produzido pelo suspeito do crime. Imagens de circuito de segurança mostram a última vez que ela saiu de casa. Para a mãe, a jovem contou que ia a um salão de beleza.

O produtor musical se posicionou sobre a questão e negou abuso praticado contra Geslyane. Ele disse que manteve relações com a menina, mas com a aprovação dela.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta