Cartões corporativos do governo têm 50% dos gastos sob sigilo

Em 2015, União gastou R$ 56,2 milhões por meio dos cartões, sendo R$ 23,6 mi em informação secreta.

A União terminou o ano com cerca de metade dos gastos com cartões corporativos da União classificados como sigilosos. Desatualizado, o Portal da Transparência só tem informação sobre as despesas até outubro do ano passado. Até aquele mês, dos R$ 46,9 milhões em contas pagas com os cartões, cerca de 23,6 milhões eram secretos. As informações são da Coluna do Estadão desta terça-feira (3).

Já em 2015, a União registrou R$ 28 milhões em gastos sigilosos do total de R$ 56,2 milhões em despesas. De acordo com o jornal, quase todos as despesas secretas são de órgãos subordinados à Presidência da República e ao Ministério da Justiça.

Até outubro do ano passado, a Polícia Federal teve R$ 11,5 milhões em gastos ocultos, contra R$ 13,5 milhões de 2015. Já a Abin teve R$ 6,6 milhões em 2016, em comparação a R$ 8 milhões do ano anterior.

Na Presidência, a Secretaria de Administração fez R$ 4,3 milhões em gastos secretos. Já a Vice-presidência outros R$ 616 mil. Os dados se referem a cinco meses de gestão de Michel Temer, sendo o restante gastos feitos pela equipe da ex-presidente Dilma Rousseff.

Fonte: noticiasaominuto

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário