fbpx
Casal mata mulher a facadas após sexo a três em Goiás

Segundo a polícia, vítima foi morta após ter dito que era portadora do vírus HIV

Uma mulher de 47 anos foi assassinada a facadas por um casal após o trio ter praticado sexo coletivo em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da capital do estado de Goiás. Os suspeitos foram presos. A Polícia Militar informou que os criminosos alegaram que a vítima disse ter sido estuprada e que era portadora do vírus HIV.

Segundo o G1, com informações do Batalhão de Operações Especiais da PM, o casal negou estupro e disse que o sexo com consensual. Já a família da mulher morta afirmou que a vítima não tinha HIV.

“A versão do casal é que eles começaram a beber cerveja em um bar e de lá foram para uma distribuidora, compraram mais bebidas e foram até a casa do casal, onde houve o ato. As duas mulheres se desentenderam e a vítima começou a gritar que tinha Aids. Ela afirma que por isso deu seis golpes de faca nela”, contou O  tenente Márcio Nogueira, do Bope, ao G1.

O caso aconteceu na segunda-feira (4). O corpo da vítima foi enrolado em um lençol, colocado no porta-malas do carro e jogado em um matagal na Serra das Areias. Os suspeitos foram autuados por homicídio e ocultação de cadáver. A dupla está presa no 4º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta