Cassol e Expedito podem caminhar juntos, de novo, nas eleições 2016 e 2018

Reconciliados desde a eleição de 2014, Ivo Cassol e Expedito Júnior voltaram a se reunir em Brasília dessa vez para tratar das eleições deste ano, mirando em 2018. Na tarde da última quarta-feira, no gabinete de Cassol, Expedito, Luiz Cláudio e Jaqueline Cassol sentaram para traçar estratégias políticas.

O senador alegou que as siglas (PSDB, PP, e PR0 poderão caminhar juntas nessas eleições e nas próximas, “onde for possível coligar, coligaremos”, sentenciou.

Agora em 2016, ao menos para a prefeitura de Porto Velho, o PR já tem compromisso em lançar o deputado estadual Ribamar Araújo, que filia neste sábado, 27. Já o PP tem a possibilidade de indicar como vice, o médico Amado Rahhal, tanto para o PSDB, que pensa em vir com Mariana Carvalho, quanto para o próprio PR.  

Em Rolim de Moura, berço dos Cassol, Júnior e Luiz Cláudio, atualmente o comando está com o PSDB, que assumiu a prefeitura com a renúncia de César Cassol. Devido a uma série de problemas administrativos, o município passa por sérias dificuldades financeiras.

Cassol e Expedito haviam rompido relações nas eleições de 2010, quando Ivo lançou João Cahúlla como candidato ao governo em uma disputa contra Expedito Júnior. Ambos saíram derrotados e Confúcio Moura venceu as eleições. Em 2014, após Jaqueline Cassol ficar fora do segundo turno, Ivo Cassol apoiou publicamente a campanha de Expedito Júnior. Muitos atribuem a esse apoio, a derrota do ex-senador tucano, de novo, para Confúcio.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário