Cassolistas podem aposentar o chapeu, Ivo está inelegível e não tem como voltar em 2018

Sem chance

Por mais que os cassolistas torçam, e o senador Ivo Cassol ande pelo Estado espalhando que “vai ser candidato em 2018”, essa possibilidade é praticamente impossível de acontecer. O senador pode até escapar da prisão pelo processo que tramita no STF e deve ir à julgamento nesta quarta-feira. Porém, ele tem outra condenação por improbidade na justiça federal. Em novembro do ano passado o senador foi condenado em caráter cível pela 5ª Turma do TRF (Tribunal Regional Federal) da 1ª Região a devolver R$ 1,5 milhão ao erário, também por irregularidades em contratações.

Devolveu dinheiro

Por unanimidade, a 5ª Turma condenou o senador e uma construtora que, segundo o Ministério Público, pertenceria informalmente a ele. Além da devolução de R$ 1,5 milhão por danos materiais, também foi determinado o pagamento de cerca de R$ 375 mil por danos morais. O caso se refere ao período em que o senador era prefeito de Rolim de Moura (RO). Segundo a Procuradoria, diversas licitações de obras e serviços de engenharia realizadas pela prefeitura foram direcionadas a empresas que, apesar de pertencerem a Ivo Cassol, estavam registradas em nome de aliados políticos para fraudarem os certames.

LF Imports informa – Não relaxe no câmbio

Alavanca de câmbio manual só serve para trocar as marchas, não para descansar a mão quando está num congestionamento. O péssimo hábito desgasta aos poucos o trambulador, peça que faz a comunicação da alavanca com o câmbio. Em alguns automáticos, como nos BMW mais novos, pode surgir uma folga na alavanca ou problemas nos contatos. E nada de descansar levemente o pé no pedal de embreagem ao dirigir, um vício que desgasta o disco de embreagem. Isso diminui sua vida útil em até 50%, dependendo da pressão no pedal. A mesma dica se aplica a quem não pressiona o pedal de embreagem até o fim do curso ao trocar a marcha: desgastará o disco em excesso sem perceber.

Mas tem mais

Levantamento feito pelo jornal O Globo em setembro do ano passado mostrou que o senador rondoniense responde a nada menos que 10 inquéritos no STF. São acusações de crimes de peculato, improbidade administrativa, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro, corrupção passiva, crimes contra o meio ambiente, sistema financeiro e Lei de Licitações, sendo que essa última já lhe rendeu condenação de quatro anos e oito meses de prisão por fraude em licitação quando era prefeito de Rolim de Moura (RO), entre 1998 e 2002.

Negativado

Muita gente quer saber como a família do senador Acir Gurgacz (PDT-RO) ainda não teve todos os bens bloqueados em função do débito de R$ 734 milhões com a Receita Federal. Após anos de esforço, a Fazenda Pública conseguiu penhorar a garagem da Eucatur em Ji-Paraná e a cada onde Acir Gurgacz mora, mas tem gente achando que vai faltar comprador com coragem de comprar a briga. Quem arrematar o lote, fica responsável pelo despejo da Eucatur e do senador…, Garanto que se fosse qualquer outro pobre mortal, a Receita Federal já tinha dado um jeito de cobrar essa dívida faz tempo.

Clínica Mais Saúde informa – Estudo identifica mecanismos que provocam metástases no câncer de próstata

Uma equipe de pesquisadores encontrou um dos mecanismos pelo qual o câncer de próstata desenvolve metástases, uma descoberta que abre a porta para a identificação de pacientes com maior risco de um câncer agressivo e, no futuro, a definição de tratamentos personalizados. Os resultados deste trabalho foram publicados na revista “Nature Cell Biology”, em artigo no qual os cientistas descrevem como a ausência do gene PGC1A se associa a metástases em câncer de próstata. As células cancerígenas se nutrem de forma diferente das normais, principalmente porque dedicam seu metabolismo a gerar mais células e crescer. O objetivo deste trabalho foi conhecer as causas do câncer de próstata mais agressivo. Para isso, os pesquisadores, liderados por Arkaitz Carracedo, do Centro de Pesquisa Cooperativa em Biociências (CIC bioGUNE), da Espanha, partiram da seguinte colocação: no câncer de próstata existem “reguladores professores” que orquestram e definem a nutrição das células tumorais. Para explicá-lo, Carracedo fez a seguinte analogia: o metabolismo é como uma orquestra no qual cada solista é uma rota metabólica e o diretor é um maestro. Se um violinista interpreta mal, a música soará pior, embora a peça siga a mesma, mas se o regente dirige mal, a obra será completamente diferente. O passo seguinte será como traduzir estes resultados em um método que chegue à clínica e melhorar assim o diagnóstico e, no futuro, encontrar tratamentos.

 

News Reporter
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta