Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

César Cassol critica Raupp, Marinha, Carlos Magno e Confúcio

0

O prefeito de Rolim de Moura, César Cassol disse que seu irmão Ivo Cassol “tem muita sede de poder” e ainda revirou fatos do passado para acusar o ex-governador João Cahulla de se associar ao ex-deputado Valter Araújo para montar uma quadrilha no Estado.

César Cassol deu estas declarações durante solenidade na manhã desta segunda-feira em frente à Prefeitura de Rolim de Moura, quando anunciou que permanecerá no cargo, abrindo mão de disputar as eleições deste ano contrariando, assim, a vontade do irmão, que queria lançá-lo para o senado. Segundo ele, uma pesquisa mostra que 67% dos habitantes de Rolim de Moura são a favor de sua permanência no cargo de prefeito.

Durante seu pronunciamento, César Cassol criticou o governador Confúcio Moura (PMDB), o senador Valdir Raupp, a deputada federal Marinha Raupp, o deputado federal Carlos Magno e o próprio irmão, o senador Ivo cassol.

De acordo com César Cassol, na época em que Ivo era governador e seria cassado pelos deputados daquela legislatura, foi ele, César, quem disse ao irmão onde estava a corrupção na Assembleia Legislativa do Estado e sugeriu que as fitas gravadas com parlamentares pedindo dinheiro ao chefe do Poder Executivo Estadual fossem entregues ao Fantástico, da Rede Globo.

“Depois, o Ivo, feito uma cadela, contou para os deputados: ‘olha, vocês ficam aí puxando o saco do César, mas foi ele quem entregou todos vocês, pois ele foi deputado oito anos e sabia onde é que estava toda a corrupção da Assembleia’. E fui eu mesmo que disse ao Ivo onde estava toda a corrupção”, revelou.

Ouça a fala de César Cassol:

“MUITA SEDE DE PODER” César Cassol disse que seu irmão senador não pode ser candidato neste ano, “mas tem muita sede de poder, e quer colocar a mulher, dona Ivone, como candidata a governadora; a filha como candidata a deputada federal, uma segunda filha como candidata a deputada estadual, e eu como candidato ao senado. É muita sede de poder!”.

Sobre os recursos que Ivo Cassol, Valdir Raupp, Marinha Raupp e Carlos Magno dizem ter arrumado para Rolim de Moura, César Cassol afirmou que esse dinheiro “é igual pé de cobra: ninguém vê”.

“O Ivo Cassol prometeu 20 milhões aqui para Rolim de Moura e não saiu nenhum centavo”, afirmou César Cassol.
Sobre o governador Confúcio Moura, o prefeito de Rolim de Moura disse estar arrependido e decepcionado de ter votado nele. César Cassol acusou Confúcio de prestigiar os adversários da última campanha eleitoral e de abandonar os companheiros que de fato ajudaram a elegê-lo governador de Rondônia.

Com informações do Tudorondonia

Comentários
Carregando