Cinco pessoas são presas por pichações, uma delas contra Doria

Dois homens e três adolescentes foram flagrados pela Guarda Civil Metropolitana na Praça da República; prefeito e pichadores travam ‘guerra’ em São Paulo.

Cinco pessoas foram presas na madrugada desta sexta-feira por pichar uma mureta da Praça da República, no centro de São Paulo. Entre as pichações estava um xingamento ao prefeito João Doria (PSDB). Dois homens e três adolescentes foram conduzidos ao 2º Distrito Policial.

De acordo com a Guarda Civil Metropolitana (GCM), agentes da corporação que patrulham a região por videomonitoramento flagraram o grupo pichando a praça e deslocaram equipes ao local, que detiveram as cinco pessoas por volta das 0h45 min.

Após assinarem um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), as cinco pessoas foram liberadas. A prisão do grupo é mais um episódio da queda de braço que o prefeito e os pichadores têm travado desde a campanha eleitoral.

No dia 29 de setembro, durante debate promovido pela TV Globo, o tucano prometeu limpar São Paulo. “Isso (pichações) acontece com anuência da prefeitura. Vamos coibir isso. Vandalismo tem que ser tratado como caso de polícia. É uma agressão contra a cidade. Ela tem que ser respeitada”, afirmou.

Fonte: veja.com

 

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário