Cinco prefeitos da Baixada Fluminense estão desaparecidos

Chefes do executivo de Mesquita, São João de Meriti, Nova Iguaçu, Caxias e Belford Roxo não foram mais vistos no exercício de suas funções.

Prefeitos das cidades de Mesquita, São João de Meriti, Nova Iguaçu, Caxias e Belford Roxo, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, não foram mais vistos exercendo as suas funções, nas últimas semanas. Para piorar, em todos os municípios onde os chefes do executivo estão desaparecidos, os funcionários estão com salários atrasados.

De acordo com informações do RJTV, da Rede Globo, Dennis Dauttmam (PCdoB), prefeito de Belford Roxo, não aparece há três semanas.

“Ele não tem vindo, não, diz uma funcionária do gabinete, sem se identificar.

Em Mesquita, Gelsinho Guerreiro não aparece há mais de dois meses na sede do governo.

Em Caxias, Alexandre Cardoso (PSD) não estava, mas servidores disseram que ele tem aparecido.

Em Nova Iguaçu, ninguém sabia se Nelson Bornier (PMDB) estava na sede da prefeitura, mas muitas pessoas esperavam uma chance de se reunir com ele. Ele perdeu a reeleição.

Já em Meriti, um funcionário foi bem sincero quanto à possibilidade de falar com o prefeito Sandro Matos (PHS): “Falar com ele, final de governo, fica mais difícil”, explicou, sem revelar a identidade.

As prefeituras se pronunciaram: a de Caxias afirmou que Alexandre Cardoso tem cumprido uma agenda diária, enquanto a de Nova Iguaçu garantiu que Bornier é o primeiro a chegar e o último a sair da sede do governo. A de Meriti informou que Sandro Matos esteve em Brasília. Nas prefeituras de Belford Roxo e de Mesquita, ninguém atendeu as ligações.

Fonte: noticiasaomiinuto

News Reporter

Deixe uma resposta