Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

“Colocar mais dinheiro para os políticos nesse momento é um desrespeito”, diz Cassol sobre fundo eleitoral

0

Para o senador, a criação de Fundo eleitoral de R$ 3 bilhões é injustiça com o povo”

 O senador Ivo Cassol (PP-RO) fez duras críticas a proposta aprovada na Comissão da Reforma Política da Câmara dos Deputados, que criou um fundo público no valor de R$3,6 bilhões para o financiamento de campanhas políticas.

Para entrar em vigor, o texto ainda precisa ser aprovada pelos plenários da Câmara e do Senado.

Cassol estranhou a alocação de valores tão altos para os partidos políticos. “Num momento em que o país passa por uma crise tão profunda, com a economia em baixa, disponibilizar mais de R$ 3 bilhões e meio para financiamento de campanha é algo muito injusto com o povo brasileiro. Vamos pegar esse dinheiro e investir em hospitais, vamos disponibilizar mais remédios para o povo.  O que tinha que ser feito era baratear o custo das eleições, fazer uma campanha mais enxuta respeitando os nossos eleitores. Colocar mais dinheiro para os políticos nesse momento é um desrespeito”, alertou Cassol.

Distritão

No âmbito da reforma política, o senador Ivo Cassol defende a mudança no sistema eleitoral com a adoção do chamado ‘distritão’. A proposta também aprovada na Comissão Especial da Câmara prevê que as mudanças entrem em vigor nas eleições de 2018 e 2020, de forma que seriam eleitos para o Legislativo os candidatos mais votados.  “ São os mais votados, essa é a linguagem que você entende. Quem tem que te representar é aquele que teve mais votos, hoje não funciona assim. O sistema acaba elegendo candidatos que não tiveram votos. É o exemplo de São Paulo, com o Tiririca, que foi eleito e trouxe mais cinco a reboque”, concluiu Cassol. ​

Comentários
Carregando