Olha essa

Os vereadores Ellis Regina, Cabo Anjos e Márcio do Sitetuperon estiveram na secretaria municipal de esportes de Porto Velho e solicitaram detalhes do processo 014-2013. Eles não conseguiram, porque a pessoa responsável não estava. Mesmo assim, eles foram ao almoxarifado para verificar o estoque, já que o referido processo, cujo valor é de R$ 136 mil, foi para a compra de bolas. Eles detectaram a total falta de controle do estoque e informações desencontradas. Como resultado, existe a possibilidade da Câmara abrir, na próxima semana, a “CPI das Bolas”.

Detalhe

Os três vereadores fazem parte da base aliada do prefeito na Câmara. Na segunda-feira, a partir das 9 horas, estarão na Câmara de Vereadores o secretário de Serviços Básicos de Porto Velho e o coordenador de limpeza urbana. Eles foram convocados pelo vereador Fogaça para prestarem esclarecimentos sobre a contratação da empresa LARA, por R$ 14 milhões, em regime emergencial, ou seja, sem licitação. Existe a possibilidade, segundo Fogaça, da Câmara pedir a anulação do contrato.

Parêntese

Na última coluna foram feitas algumas observações em relação a atitude do candidato a vice de Confúcio Moura, o sindicalista Daniel Pereira, que afirmou em reunião com os filiados de seu partido, PSB, ter pedido que Confúcio Moura publicasse decreto reduzindo horário de atendimento do serviço público para que os servidores pudessem fazer campanha à reeleição. Alguns leitores acharam isso “normal”, outros afirmam que “a coluna foi comprada”. Não se trata disso. Não é “normal”. Não existe “normalidade” em crime. Essa é uma tática de abuso de poder político e é criminosa. Conheço Daniel Pereira há anos e sempre o tive em alta estima, inclusive saindo em sua defesa por diversas vezes.

Só para relembrar

Quando ele foi expulso do PT por dar apoio político ao então presidente da Assembleia Legislativa, Natanael Silva (hoje foragido), eu sai em sua defesa por acreditar que já naquela época o PT estava sendo hipócrita com ele, afinal, Daniel era um expoente do partido e era um bom parlamentar. O PT na época, por exemplo, passou a mão na cabeça do então deputado Edézio Martelli, esse sim, enrolado até o pescoço com Natanael, e sequer o puniu, já Daniel sofreu expulsão. O mesmo PT que se recusou a expulsar, por exemplo, Roberto Sobrinho e Epifânia Barbosa.

Portanto

Não esperava esse tipo de atitude por parte de Daniel, que é servidor público e sabe bem o que essa categoria passa. Creio que ele deve um pedido público de desculpas por tal sugestão. O mesmo posso dizer em relação a sua declaração que “comissionado que não está na campanha deve ser exonerado”. Que isso companheiro?!

Em relação a Expedito

Já falei, e torno a repetir, tentam lhe imputar uma pecha que não é condizente com a verdade. Júnior foi condenado pela acusação de compra de votos. Ponto. Dizer que ele roubou dinheiro público ou é “ficha suja” é leviano. Seu registro foi concedido pelo Tribunal Regional Eleitoral e confirmado pelo Tribunal Superior Eleitoral esta semana. Já em relação ao atual governo não podemos dizer o mesmo e quem acompanha a coluna sabe que antes mesmo de Confúcio assumir já criticávamos, por exemplo, a contratação de Mangabeira Unger (http://migre.me/mdpET). Também já alertávamos para as movimentações do cunhado do govenador, que mandava e desmandava (http://migre.me/mdq19). O mesmo cunhado que, segundo Confúcio afirmou no debate “nunca ocupou cargo em seu governo”. Lamento, mas o governador mentiu (http://migre.me/mdwFk).

Ele também

Faltou com a verdade em relação a isenção fiscal das usinas. O Rondoniaovivo fez ampla cobertura sobre o caso (http://migre.me/mdqD2), portanto, temos que ser justos em relação a algumas questões. Ao eleitor cabe avaliar a ficha de serviço de cada candidato e temos apenas dois. Quem acompanha o noticiário político rotineiramente sabe que não existe favorecimento por parte da coluna em relação a candidato A ou B. Confúcio tem seus méritos, e são inquestionáveis, a conclusão do teatro estadual é um deles, a ajuda aos municípios, sendo que alguns haviam sido deixados de lado por questões políticas. Portanto, na minha modesta opinião, creio que enalteceríamos mais o debate se picuinhas fossem deixadas de lado e tivessemos propostas que trouxessem soluções a nossos problemas, que são crônicos. O que assisti no primeiro debate entre os candidatos foi quase uma luta de UFC. Rondônia merece mais.

Apoios

Neste segundo turno os grupos se reorganizam e começa tudo de novo, no zero a zero. Em Pimenta Bueno, uma reunião juntou no mesmo espaço 7 dos 13 vereadores e eles declararam apoio a candidatura de Expedito Júnior, capitaneados pelo deputado estadual Kaká Mendonça, Brito do Incra e Scheilla Cassol, as três maiores lideranças do município. Confúcio Moura reuniu em Porto Velho prefeitos de mais de vinte municípios rondonienses, de deputados eleitos e não eleitos, lideranças locais, colaboradores de campanha, dentre outros. Confúcio conseguiu o apoio de José Rover, prefeito de Vilhena, Júnior tem o vice, Jacier Dias. Em Ouro Preto, Carlos Magno cai em campo a favor de Expedito e em Jaru, Lúcio Mosquini tenta garantir a liderança.

No Whatsapp

Aécio Neves lançou um “vídeo-selfie” direcionado aos grupos de whatsapp. Confúcio e Expedito entraram no clima e já espalham uma série de videos pedindo votos e conclamando os eleitores a irem às urnas neste segundo turno. E é uma iniciativa louvável de ambos. A abstenção foi altíssima, assim como os votos brancos e nulos. É importante votar, democracia se consolida através do voto.

E agora?

O deputado federal Amir Lando disse que a transposição de servidores estaduais aos quadros da União só poderá acontecer, caso o governador Confúcio Moura determine à Procuradoria Geral do Estado (PGE) o ingresso de um Mandado de Segurança por Omissão à Constituição Federal junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir que a norma fundamental seja respeitada pelo governo federal. “É inadmissível essa demora no ingresso desse mandado ou outra ação que queira a PGE, afinal, são os mais beneficiados e os servidores não podem mais esperar”. De concreto posso afirmar o seguinte, esqueçam transposição nesse ano.

Alerta máximo

Um caso de ebola foi registrado no Paraná e acendeu a luz vermelha. O Brasil não tem estrutura para conter uma epidemia desse porte. As autoridades precisam adotar medidas drásticas em relação a essa questão. O fechamento das fronteiras para quem vier de países com casos registrados e a colocação dessas pessoas em quarentena. Isso só para começar. Se o ebola chegar em estados pobres como Maranhão, Piauí e regiões com alto índice populacional, a coisa vai fugir ao controle.

Elefantíase

A coluna já havia alertado sobre a possibilidade de registro de casos de filariose (elefantíase) com a chegada dos imigrantes haitianos. No Acre já foram registrados 15 casos. Não se trata de xenofobia, trata-se de responsabilidade, coisa que anda faltando em nossas autoridades.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no https://www.facebook.com/alan.alex.pvh e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

‘Gorduras do bem’ podem ser chave contra diabetes

Dois estudos publicados na edição desta semana da revista científica “Cell” podem abrir novos caminhos no combate ao diabetes, à obesidade e às doenças a ela relacionadas. No primeiro, cientistas do Centro Médico Beth Israel Deaconess (BIDMC, na sigla em inglês) e do Instituto Salk, ambos nos EUA, identificaram uma nova classe de “gorduras do bem” que melhoram a capacidade do corpo de usar a insulina que produz e controlar os níveis de açúcar no sangue. Já no segundo, pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Yale, também nos EUA, descobriram as bases moleculares de um processo cerebral ligado ao controle do apetite que regula a taxa de transformação da chamada “gordura branca”, usada pelo corpo para armazenar energia, na “gordura marrom”, queimada pelo organismo para gerar energia. Durante muito tempo, achava-se que as gorduras, como o colesterol, estavam sempre associadas a problemas de saúde. Mas a nova classe de lipídios, batizada como ácido graxo hidroxilizado de ácidos graxos (FAHFAs, na sigla em inglês), agora se junta a outras, como o ômega 3, que hoje se sabe serem benéficas para o organismo.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário