Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Aliados de Cassol podem debandar após convenção

0

Para onde vai?

A pergunta da semana no cenário político é saber para onde vai o PT, de Padre Ton e seu bonde, composto pelo ex-prefeito Roberto Sobrinho, Epifânia Barbosa, Cláudio Carvalho e Anselmo de Jesus. Ton gostaria muito de aceitar o convite de Cassol para disputar o senado, mas enfrenta resistência dentro do próprio bonde, já que Anselmo prefere o PMDB de Confúcio. Cláudio Carvalho também prefere o PMDB e tem a concordância de Epifânia.

Oportunista

Padre Ton vem sendo apontado por alguns petistas como “oportunista”. Isso acontece porque desde o início Ton vinha dizendo que seria candidato a governador, e não abria mão disso. Ele conseguiu tirar Fátima Cleide do circuito e está querendo abrir mão do projeto de governo em troca de ser candidato ao senado, no grupo de Cassol. O problema é que no frentão idealizado por Ivo, o PT encolhe mais que em uma aliança com o PMDB. Um dos poucos problemas na aliança com Confúcio é o PTB, de Nilton Capixaba. Nem o PT quer se misturar com o “deputado das ambulâncias”.

Por outro lado

O PSB vem trabalhando, também, para indicar o vice de Confúcio. Apesar de Júlio Olívar, ex-secretário de Confúcio sonhar com essa indicação, o nome da vez seria Daniel Pereira. De qualquer forma, os martelos só serão batidos no fim de semana. Por enquanto está todo mundo falando com todo mundo.

Mas, porque o PT?

Nas eleições de 2010 o então candidato do PT ao governo era Eduardo Valverde, que conseguiu 18,16% dos votos válidos, ou 120.462. Os partidos apostam nesse percentual, que não garante a vitória, mas ajuda muito em uma eleição majoritária. O PMDB sabe disso, e principalmente Acir Gurgacz, que aliado ao PMDB, conseguiria anular um adversário, que não representa perigo, mas atrapalha. Em 2010 a então candidata petista ao Senado, Fátima Cleide conseguiu 225.300 votos, sendo que o segundo colocado, Ivo Cassol obteve 454.087 e Valdir Raupp 481.420.

Se o PT

Fechar com Cassol, a vaga de senado fica com o PT e Ton teria Ivone Cassol como suplente. Na verdade essa disputa é entre Cassol e Acir, Ton é meramente um coadjuvante, já que Ivo prefere não expor sua esposa em um confronto direto. O problema é que Ton não tem os mesmos apelos que Fátima e o PT está muito desgastado. Se Cassol perder essa disputa, será sua segunda derrota ao senado. A primeira foi para Raupp, em 2010. O italiano ficou brabo por não ter conseguido o primeiro lugar.

Para Acir

Tanto faz, mas melhor seria ter o PT junto. Sem Ton, Cassol fica sem nome para a disputa já que Carlos Magno está se recuperando de um transplante e também não está muito empolgado para essa briga. O nome que Ivo deveria ter trabalhado era de seu irmão, César, que agora não pode mais por ter perdido o prazo de desincompatibilização.

Esquentando

Está cada vez mais difícil manter o clima de “disputa amigável” entre Jaqueline Cassol e Maurão de Carvalho. Em entrevistas que ela vem concedendo, a pré-candidata do PR tenta deixar claro que ela é a candidata de seu irmão, Ivo, e insinuou, inclusive, a possibilidade de Maurão ter inventado a história de que o convite para que ele, Maurão, disputasse o governo teria partido de Cassol. O deputado, por sua vez, garante que não abre mão de sua candidatura e reafirma que foi Ivo quem construiu essa idéia, “se tem uma coisa que Ivo tem é palavra, e ele sabe que sempre o respeitei por isso. Tenho certeza que vou manter esse respeito”, declarou.

No domingo

A convenção do PP/PR/PROS/PPS promete ser quente, com direito a discursos inflamados e muita discordância. Resta saber como o senador Ivo Vassol vai resolver essa confusão toda, que até onde se sabe, foi criada por ele próprio. O racha em seu grupo e a falta de construção de uma candidatura, em virtude dele, Cassol, esperar por um milagre no Supremo Tribunal Federal, permitindo dessa forma que ele próprio se candidatasse, foi uma tremenda trapalhada. Seja lá qual for o resultado, o cenário favorece Confúcio. Se o governador estava com problemas, Ivo Cassol está conseguindo entregar de bandeja a reeleição ao peemedebista.

Mais complicado

Vai ficar para o senador controlar os partidos aliados, independente do resultado. Se Maurão for o candidato, os insatisfeitos vão debandar para o lado de Expedito, se for Jaqueline, eles podem migrar para Confúcio e também Expedito. E os que ficarem por imposição, não vão vestir a camisa. A coisa está bem difícil, resta saber como o italiano vai se virar.

Falando em Cassol

O julgamento de seus embargos declaratórios não estão na pauta do Supremo para a sessão desta semana. Se não entrar na semana que vem, só serão julgados após o recesso, em agosto.

Gasolina

E César Cassol, prefeito de Rolim de Moura, irmão de Ivo e Jaqueline que está nos Estados Unidos, antecipou seu retorno e promete estar presente a convenção de domingo. César declarou seu apoio a candidatura de Maurão de Carvalho e anda meio, digamos, estressado, com seus irmãos. O encontro promete.

Na Inglaterra

Num momento em que vários países debatem a descriminalização da maconha, o Reino Unido pode proibir a venda de cigarros; inicialmente para as pessoas nascidas depois do ano 2000. A expectativa é, com isso, banir completamente o cigarro até o ano 2035, criminalizando a venda para toda uma nova geração. A ideia foi aprovada ontem no encontro anual da Associação Médica Britânica (BMA na sigla em inglês), a mesma que fez lobby para duas leis já em vigor: a da proibição do fumo em carros com crianças (de 2011) e em lugares públicos (2002). Isso significa que uma das entidades mais poderosas do país também fará campanha para a aprovação dessa proposta no Congresso. A ideia é proibir completamente qualquer pessoa nascida no século XXI de comprar cigarros, não importando que idade ela tenha. O argumento do autor do projeto de lei, Tim Crocker-Buque, especialista em saúde pública, é que os jovens são os mais afetados pelo cigarro. Com a proibição, ele acredita, o país poderia se tornar o primeiro a erradicar completamente o fumo.

Preocupante

Vi um artigo assinado pelo jornalista petista Ricardo Kotscho em uma publicação do PT onde ele falava sobre a Copa do Mundo e os supostos prejuízos causados pela “mídia golpista” ao evento, etc. Até ai nada demais. Mas, nos comentários a companheirada se empolgou e passou a defender a estatização da informação e a implantação imediata do tal Conselho de Jornalismo. Esse devaneio ‘bolivarianista’ deve ser evitado a qualquer custo. O sonho da maioria dos petistas é poder controlar a informação a qualquer preço.

Nem tanto

Nas hostes peemedebistas a aposta é que a deputada federal Marinha Raupp deve repetir ou ampliar o número de votos que teve em 2010, quando emplacou 100.589 votos.

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Para fazer parte de nossos grupos no whatsapp envie um whats para 9248-8911 com a seguinte informação: nome+sobrenome+NOTÍCIAS (apenas para receber informações); Caso queira participar de debates e interagir com os demais membros envie nome+sobrenome+DEBATES; Não incluímos ninguém por indicação, a própria pessoa deve enviar o pedido. Notícias são enviadas até às 22 horas, a partir desse horário só se for algo de grande relevância. Também estamos com grupos no aplicativo Telegram. Para mais informações acessehttp://painelpolitico.com/grupos-de-noticias.

Sexo casual é bom para a saúde quando não é feito por vingança

Sexo casual faz bem desde que seja feito pelos motivos certos. Este é o resultado de um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Nova York e de Cornell, publicado no Social Psychology and Personality Science. A pesquisa foi feita com 371 estudantes em que 42% admitiu ter tido alguma relação sexual fora do relacionamento. O estudo apontou que os estudantes que eram irrestritos sexualmente, ou seja, dormiam com diferentes parceiros, reportaram um grande nível de bem-estar depois do sexo. O resultado sugere que esse desprendimento pode fazer com que os prejuízos do sexo casual sejam minimizados e os benefícios ganhem maior dimensão. O estudo é coordenado por Zhana Vrangalova, da Universidade de Cornell, que também já fez uma pesquisa, recentemente, mostrando que sexo casual causa depressão. Para o pesquisador não há controvérsia, só uma complementação. Se for feito pelas razões certas, trará benefícios, caso contrário, pode causar depressão. As razões certas seriam aquelas autônomas, como a busca pelo prazer, explorar e aprender sobre sua própria sexualidade. Já as razões equivocadas, seria ter a relação por causa de vingança, para se sentir bem com você mesmo ou por pressão para fazer algo que não seja tão responsável. A pesquisa correlaciona que se o sexo casual for feito pelos motivos errados, ele vai trazer ansiedade e estresse. Já se for feito pelo próprio prazer, isso causará bem-estar.

 

Comentários
Carregando