Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Aprovados em concursos em RO não serão convocados, diz Chefe da Casa Civil

0

Em audiência pública, Emerson Castro também disse que fotos que mostram péssimas condições no JPII “dependem do ângulo”. E ainda, Olavo Pires (?) é homenageado batizando Parque Ecológico

Renunciou

O senador Ivo Cassol (PP) renunciou sua participação no Conselho de Ética do Senado. Ele encaminhou ofício ao líder da legenda, Benedito de Lyra agradecendo a indicação e disse que prefere se manter na presidência da Comissão de Agricultura do Senado. Cassol aguarda o julgamento de um recurso no STF e achou por bem não arrumar mais problema para sua vida…

Pode esquecer

Quem fez concurso público em Rondônia e espera ser convocado no atual governo, pode esquecer. Não vai ser chamado. A declaração é do chefe da Casa Civil Emerson Castro, dada em audiência pública na Assembleia Legislativa que debatia a LDO na semana passada e você pode conferir no vídeo abaixo (se quiser pular o papo furado, pode ir direto para 1h50min.

Parênteses

Interessante foi ele dizer, ao ser confrontado por fotos que mostram as péssimas condições em que se encontra o Pronto Socorro João Paulo II que, “dependendo do ângulo que se tire a fotografia, até na minha casa vou encontrar coisas feias”. Nem vou comentar, porque quem já foi no JPII, sabe que o secretário deveria estar zuando com a cara dos usuários…ali, de qualquer ângulo que se olhar, a coisa é feia.

Voltando

Com essa resposta do secretário fique você sabendo que, até 2020 não teremos concursos para a Polícia Civil de Rondônia. Desde que Confúcio assumiu, em janeiro de 2011 delegacias foram fechadas porque o governo achou que as Unidades Integradas de Segurança Pública seriam a solução. Não foram. 18 foram entregues, apresentando erros de projeto, falta pessoal para trabalhar e deve piorar com as aposentadorias. O desmonte da segurança pública pode ser comparado ao desmonte da Caerd, com uma diferença, sem a Caerd a população se vira, cava um poço, vai atrás, já sem polícia as pessoas perdem a vida.

Quer mais?

Emerson Castro culpou a demora da transposição dos servidores públicos para a União pela falta de recursos para a convocação de aprovados. Mas quer ver uma coisa? Há três anos, PAINEL POLÍTICO alertou para o fato do governo estar gastando por conta, antes mesmo da transposição ser concretizada. Dá uma olhada nessa coluna AQUI. E um ano antes, a gente já alertava que o governador tinha entregue Rondônia

Também há quatro anos

Já mostravamos que a situação da segurança pública no Estado ia piorar. Isso foi logo quando resolveram fechar as delegacias…Olha AQUI

As declarações de Castro

Na audiência pública, por mais que ele tentasse desconversar, ou não falar claramente como foi cobrado, deixaram evidente a incapacidade dele resolver essas questões, como a convocação de aprovados e a segurança pública. É bom frisar que ele mora em um condomínio de alto padrão, fechado onde nem fazendo muito esforço vai ser possível encontrar um “angulo feio”. Ele se desloca em carros oficiais e está sempre protegido, já você caro leitor…

Enquanto isso

A jornalista Mara Paraguassu, filha de Raimundo Paraguassu, que doou a área onde atualmente é o Parque Ecológico Municipal está revoltada com o fato de terem batizando o parque de “Olavo Pires”, uma idéia infeliz que sinceramente não tenho a menor idéia de quem foi esse “lampejo criatividade”. Olavo Pires era senador por Rondônia e foi assassinado em frente a sua empresa, Vepesa, que funcionava na Avenida Jorge Teixeira com Amazonas naquele prédio amarelo gigante que atualmente está fechado. Olavo era candidato ao governo quando foi morto. E a história mostra que a população gosta de políticos ruins, já que ele liderava as pesquisas da época (ele morreu e elegeram Piana, sem comentários).

Enfim

Olavo, que era natural de Goiás, nunca fez absolutamente nada pelo Estado, e a não ser o fato de ter sido o segundo senador assassinado no mandato na história do Brasil, não tem representatividade para ser nome de parque em Rondônia. Se muito uma rua, e olhe lá. Uma grande oportunidade para a Câmara mostrar serviço e começar a rever alguns nomes na cidade…

Bebês que passam a dormir em quartos próprios antes de completarem quatro meses de idade dormem mais

Segundo estudo publicado recentemente no periódico científico Pediatrics, bebês que começaram a dormir em quartos próprios antes de completarem quatro meses, dormem, em média, 40 minutos mais do que bebês que continuaram no quarto dos pais até os nove meses de idade. Já os bebês que passaram a dormir sozinhos depois dos quatro meses, dormiam 26 minutos mais. Os efeitos parecem prolongar conforme o crescimento da criança. Aquelas que dormiram com os pais até completarem um ano de idade, aos dois anos e meio de vida ainda dormem menos do que as outras que mudaram de quarto mais cedo.

Comentários
Carregando