fbpx
Coluna – Assembleia vira “puxadinho do Palácio” e fecha os olhos para os desmandos na Caerd

Denúncias contra a gestão de Iacira Azamor se acumulam e deputados fazem vista grossa; empresa quer gastar R$ 11 milhões com gaveteiros

Mais um ciclo

Entramos de vez em 2017. E está sendo um ano conturbado, com rebeliões, chacinas, escândalos de corrupção (que nunca acabam nem ficam poucos) e polêmicas. Mas o principal, espero que cada um de nossos leitores esteja bem, com saúde e com esperanças de dias melhores, é o que nos resta. Obrigado mais uma vez pelo carinho de todos, pela participação em nossos grupos e até pelas críticas, é assim que a gente vai tentando melhorar.

E falando em confusão

Desde o ano passado que estamos alertando sobre a gestão criminosa que se instalou na Caerd, a companhia de águas e esgotos de Rondônia, que vem sendo preparada para ser privatizada. Até aí, como diriam, “Inês é morta”. Ocorre que, mesmo alegando que a empresa está em dificuldades irreparáveis, e que precisa ser vendida à qualquer custo, a presidente Iacira Azamor resolveu alugar, diretamente, sem licitar, 53 carros, por um período de 6 meses, ao custo de  R$1.101.900,00. A empresa “convidada” é a Madeira Fleet Eireli LTDA, também conhecida como “Mais Veículos”, situada na Avenida Paulo Leal, em Porto Velho. O Sindicato dos Urbanitários denunciou a contratação, e o Tribunal de Contas determinou que fosse feito o processo licitatório e que a presidente apresentasse defesa.

Porém

Como já demonstramos em situações anteriores, a presidente Iacira Azamor não é muito chegada a cumprimento de ordens judiciais, até porque o dinheiro que paga as multas não é o dela, e sim o nosso. Portanto, baseado em seu histórico, ela certamente vai atropelar o processo e manter a contratação, porque ao que tudo indica, a lei não consegue parar a presidente da combalida Caerd. Para ver o despacho do TCE, clique AQUI, a partir da página 4.

Mas tem mais

Em vias de ser privatizada, inclusive com edital na praça, a Caerd está gastando R$ 11 milhões na compra de gaveteiros para almoxarifado. A companhia, que sempre alega “não ter dinheiro”, não tem pago férias, decisões judiciais nem encargos sempre alegando estar “no vermelho”, mas gasta uma fortuna com material que certamente deverá ser aproveitado pela empresa que a comprar.

E o mais curioso

A companhia alega não ter R$ 350 mil para comprar uma bomba para melhorar a distribuição de água em Ji-Paraná, mas torra dinheiro com gaveteiros e locação de veículos. Será que apenas eu consigo enxergar tantas incoerências em uma única gestão? O que está acontecendo com os órgãos de fiscalização? O que os deputados estaduais estão fazendo que até hoje não chamaram a presidente da Companhia para dar explicações, e o Ministério Público? O TCER está mostrando, sindicato está denunciando, mas a coisa corre frouxa pelas bandas da companhia.

Falando em assembleia

A conversa que rola forte em qualquer roda onde o assunto seja política é que a Casa do Povo virou um “puxadinho” do Palácio. Pelo jeito…

Faça contato

Para falar com a coluna, envie uma mensagem de Whatsapp para (69) 99248-8911, ou e-mail para [email protected]. Se for denúncia, não se preocupe, garantimos o sigilo da fonte.

Andou?

Em 10 de janeiro deste ano foi protocolado no Ministério Público uma denúncia contra a empresa Lumiar que pertence a esposa do secretário Chefe da Casa Civil do governo de Rondônia, Emerson Castro. Estamos em março e nem notícia sobre o caso…

Novidade na OAB/RO

A OAB/RO pretende levar jovens advogados para Brasília. A primeira viagem está programada para os dias 3 e 4 de abril, coincidindo com a sessão do Conselho Federal. Em um projeto inédito no país, os jovens advogados também irão apreciar os tribunais superiores e o Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Nesse projeto piloto, os jovens advogados serão recepcionados pelo Conselheiro Federal Elton Assis, que também é ouvidor nacional da OAB. A iniciativa do projeto foi do presidente Andrey Cavalcante e da vice, Maracélia Oliveira.

Incidência de câncer colorretal aumenta entre os mais jovens

Um estudo divulgado ontem pela Sociedade Americana de Câncer revela que o número de casos de tumor colorretal (de intestino grosso e reto) está aumentando entre adultos jovens e de meia-idade, principalmente o cancro no reto — antes mais comum entre idosos. De cada dez pacientes diagnosticados com essa doença, três têm menos de 55 anos. Entre os motivos, estão a obesidade e o estilo de vida sedentário, que fazem com que especialistas sugiram a antecipação da recomendação para exames de detecção dos tumores. aumento nas taxas de incidência de câncer no reto é ainda mais evidente, com variação média anual de 3,2% entre 1974 e 2013 para adultos na faixa etária entre 20 e 29 anos. Entre 40 e 54 anos, o crescimento foi de 2% ao ano desde a década de 1990. Em 2013, 29% dos casos diagnosticados da doença foram em pacientes com menos de 55 anos, contra percentual de 15% registrado em 1990.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta