Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Bandidos que trabalham em delegacias estão roubando… as delegacias

0

Três já foram presos novamente por furtos e assalto a mão armada; policiais estão com medo de ficar nas delegacias

Passando a fita

Nesta quinta-feira a Polícia Militar prendeu Jhonatam L.S., de 22 anos, acusado de assalto à mão armada. Ele e outros dois comparsas teriam invadido um estabelecimento comercial na leste de Porto Velho. Até ai, nada demais, ocorrência corriqueira, exceto por um detalhe, ele prestava serviços na Direção Geral de Polícia Civil (DGPC), como pagamento de sentença. Ou seja, a raposa cuidando do galinheiro.

Mas esse caso

Não é isolado. Ele foi o terceiro caso registrado nos últimos dias de “prestador de serviços” preso por roubo. Um outro que estava “trabalhando” no 4º DP foi capturado em uma ocorrência portando diversas armas, entre elas uma submetralhadora Uzi. Ele também havia sido preso anteriormente por furtar o sistema de som de um carro que estava guardado em um dos depósitos laterais da delegacia.

Na Central de Polícia

Um outro foi preso, de novo, por furtar material apreendido, ou seja, provas de crimes, pertences de terceiros. Foi registrada uma ocorrência administrativa, na manhã desta quarta-feira, porque um policial passou a noite inteira do lado de fora de uma delegacia da capital vigiando de longe, pois circulava a informação que a mesma seria invadida. A que ponto chegamos.

Não é de hoje

Que a coluna vem mostrando a fragilidade, e pior, o total descaso por parte do governo com o setor de segurança pública de Rondônia. Com planejamento zero, falta de efetivo nas ruas, delegacias sucateadas e sendo fechadas e pior, a pouca estrutura que resta sendo “cuidada” (?) por criminosos dos mais diversos tipos. Colocando em risco a vida dos poucos policiais que ainda se arriscam nas abandonadas estruturas. Dias atrás chegou a informação que o 4º DP está com graves problemas estruturais no prédio, inclusive com a fiação exposta e cheio de gambiarras. Um verdadeiro pardieiro.

O sistema

Não ajuda em nada. Preso pagando prestação de serviços em delegacia é igual colocar um pedófilo para cuidar de uma creche. Vai terminar em tragédia. Preso tem que trabalhar sim, mas o melhor exemplo vem do vizinho EUA, que coloca seus detentos para capinar estradas, varrer ruas e trabalhar em situações que não ofereçam riscos aos que estão sendo atendidos, sejam eles policiais ou a própria sociedade.

Enquanto isso

O governo recontratou para o DER o ex-residente do órgão, que está sendo investigado por enriquecimento ilícito, Rodrigo Tadeu Cordeiro Viana, braço direito do ex-diretor e atual deputado federal Lúcio Mosquini. Ele será uma espécie de “interlocutor” entre os prefeitos e o atual diretor-geral (?) coronel Caetano. Essa contratação teve a participação direta de Mosquini, que continua dando as cartas no órgão. O deputado foi preso no final do ano passado acusado de uma série de crimes, entre eles o superfaturamento de uma obra na capital, o Espaço Alternativo.

Decolando

A empresa A Rio Madeira Aero Táxi (RIMA) começa a operar com voos diários entre Cacoal e Porto Velho a partir do próximo dia 4. Os voos serão feitos em uma aeronave modelo Cessna Grand Caravan C-208B, que tem capacidade para 11 ocupantes. fará dois voos diários de segunda a sexta-feira com destino a Porto Velho e retorna para Cacoal no período da tarde. O voo terá duração de 1 hora e vinte minutos e suporta até nove passageiros e dois tripulantes.

Fazendo as contas

Um balanço divulgado pela Policia Federal revela que o Brasil teve um prejuízo de R$ 6,8 bilhões apenas em 2014. No mesmo período, a PF evitou o desvio de outros R$ 2,87 bilhões e confiscou de seus alvos, em bens e valores, R$ 3,35 bilhões. A Polícia Federal prendeu e conduziu coercitivamente para depoimentos 3.769 alvos de operações especiais em 2014 — ou, 14 vezes mais que no ano de 2003 (271 prisões), quando a corporação passou a priorizar o combate sistemático a crimes financeiros, fraudes contra o Tesouro, malfeitos na administração pública e também ao narcotráfico e crimes ambientais. Entre os “coercitivos” estavam o governador de Rondônia, Confúcio Moura.

Contra Expedito

O Ministério Público Eleitoral está pedindo para que o Tribunal Regional Eleitoral não diplome o ex-senador Expedito Júnior, em uma eventual perda de mandato de Confúcio Moura baseado em uma denúncia apresentada pelo proprietário de uma gráfica. Ocorre que o denunciante alega ter um saldo a receber no valor de R$ 2,5 milhões em relação a material de campanha, mas como prova ele apresentou apenas uma nota fiscal, sem nenhum protocolo de recebimento. Ele também não tem nenhum documento comprovando a entrega desse material.

Cá entre nós

É um valor alto para alguém “fazer fiado”, ainda mais em se tratando de campanha eleitoral. Nenhum empresário responsável confiaria tal volume de dinheiro em uma simples reunião, como eles alegam ter tido com “coordenadores de campanha”. A denúncia é fantasiosa e pior ainda é a forma como o processo está sendo conduzido.

Mais complicado

É o Ministério Público Eleitoral estar querendo promover “novas eleições” em Rondônia. Fico imaginando quem seriam os candidatos… Do jeito que a coisa anda esculachada por essas bandas, a gente podia eleger o Doutor Rey, que vira e mexe anda por aqui querendo ser candidato a alguma coisa.

No Acre

Nos próximos dias o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estará em Rio Branco (AC) participando da inauguração de um call center. Ainda não estão confirmadas as presenças do governador do Piauí, José Wellington Barroso de Araújo Dias (PT) e do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

Falando sozinho

Um vídeo mostra o ex-presidente Lula proferindo uma palestra em uma empresa do Grupo Petrópolis, responsável pela cerveja Itaipava, no último dia 17, na cidade de Itapissuna. Foram pagos R$ 300 mil para que o ex-presidente proferisse uma ““palestra motivacional para força de vendas da Cerveja Itaipava”. O problema é que não tinha ninguém prestando atenção e em determinado ponto, Lula chega a ficar calado e não faz a menor diferença. Resta saber se no vizinho Acre ele terá a mesma receptividade.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no www.painelpolitico.com e www.facebook.com/painel.politico e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Cérebro é programado para odiar dietas, indica estudo

Clínica Mais Saúde (agende seu check-up 3214-847/9242-1079) – Uma pesquisa sugere que o cérebro humano foi programado para ‘odiar’ dietas. Segundo cientistas americanos no Campus de Pesquisa Janelia Farm, do Instituto Médico Howard Hughes, células do cérebro sensíveis à fome, conhecidas como neurônios AGRP, são as responsáveis pelo horror à dieta. Os pesquisadores fizeram experiências que mostraram que estes neurônios são responsáveis pelas sensações desagradáveis associadas à fome, que tornam os petiscos irresistíveis. Segundo o líder do grupo de pesquisa, Scott Sternson, as emoções negativas associadas com a fome podem transformar a dieta e a perda de peso em uma tarefa muito difícil, e a explicação pode estar nestes neurônios. Em um ambiente no qual a comida está sempre disponível, os sinais difíceis de ignorar enviados por estes alimentos podem parecer irritantes para quem está de dieta, mas, do ponto de vista da evolução dos humanos, estes sinais podem fazer sentido. Os neurônios AGRP não levam um animal diretamente a comer, mas ensinam o animal a responder a pistas sensoriais que sinalizam a presença de comida no ambiente. A equipe do cientista americano também demonstrou que existe um grupo diferente de neurônios especializado em gerar sensações desagradáveis de sede. As descobertas foram publicadas na revista especializada Nature.

Comentários
Carregando