Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Caso Naiara volta à pauta com julgamento de acusados

0

Estupro e assassinato de jovem até hoje não foi esclarecido pela Polícia Civil, que se perdeu no meio das investigações e conseguiu esvaziar o inquérito

Esfriou?

O DNIT, ao que tudo indica, fez só o foguetório da retomada das obras dos viadutos de Porto Velho. Colocaram umas proteções laterais na pista e ninguém falou mais sobre o assunto. Assim como o governo do Estado que havia se comprometido a concluir as obras da rua da Beira. Continua tudo parado, enlameado e esburacado.

Na avenida

Jorge Teixeira, que é de responsabilidade do DNIT, a situação também não é nada promissora. A pista está cheia de buracos, causando acidentes e colocando a vida de motociclistas e motoristas em risco. Não dá para entender como os órgãos públicos são tão desleixados aqui em Rondônia. Nada é concluído, não existe prevenção. Por aqui a coisa funciona na base do “deixa acabar que depois a gente faz outro”. Só que nesse meio tempo, a população fica a mercê de todo esse descaso.

Nas comissões

O senador Valdir Raupp tem investido pesado em sua participação nas comissões temáticas do Senado. Esta semana, ele passou a integrar como titular a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e a do parlamento do Mercosul. Ele já integra a do Meio Ambiente (CMA), Ciência e Tecnologia (CCT) e Infraestrutura (CI). Agoa que já sabemos quais as comissões que ele atua, é aguardar para ver quais os resultados práticos que isso trará a Rondônia. Influência não lhe falta.

Júri popular

Os acusados do assassinato de Naiara Karine, ocorrido em 24 de janeiro de 2013, em uma estrada vicinal na capital, irão à júri popular. Francisco da Silva Plácido, Wagner Strougulsky de Souza e Richardson Bruno Mamede das Chagas haviam impetrado recurso querendo evitar o júri, mas ele foi negado esta semana pela 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Rondônia que manteve a decisão do juízo de primeiro grau.

Barbárie

O crime foi cometido com requintes de crueldade. A menina foi violentada por pelo menos 5 homens, estrangulada e esfaqueada mais de 20 vezes. Seu corpo foi largado nas imediações da Lagoa do Sapo, próximo ao presídio Urso Branco. Ela havia saído de casa pela manhã para uma aula na auto-escola, quando foi raptada. A história é cabeluda, cheia de contradições e o caso até hoje não foi resolvido pela Polícia Civil de Rondônia, que se perdeu no meio das investigações, prática, que aliás, está se tornando comum em casos de grande repercussão.

Chama a atenção

O fato dos executores mal se conhecerem, alguns sequer já haviam se visto, mas eles se reuniram e cometeram o crime. Alguns meses depois, um vigilante foi preso após ter sido reconhecido em imagens que haviam sido feitas pelo celular de Naiara, encontrado próximo a lagoa (alguém jogou achando que cairia na água, mas ele ficou na margem). Os pais de Naiara concederam diversas entrevistas e insinuaram por diversas vezes que “alguém poderoso” estaria envolvido no assassinato da moça. Eles foram embora de Rondônia alegando estarem sendo ameaçados.

O problema

É que como a polícia não resolveu o caso, e sequer apresentou uma linha de raciocínio plausível, abriram-se margens a especulações e teses diversas, envolvendo pessoas que, até onde se sabe, são inocentes. Mas a conta continua sem fechar, porque não faz o menor sentido a família da vítima ter ido embora se não houvesse algo realmente grave por trás de toda essa situação. De qualquer forma, mesmo com a condenação dos acusados, essa alma ainda não vai descansar em paz.

Dessa escapamos

A lista de políticos com contas na Suiça que aparece no escândalo do HSBC não tem ninguém de Rondônia. Dessa nós escapamos. Não é crime ter conta no exterior, é crime não declarar o dinheiro. Por enquanto, os acusados andaram apresentando as respectivas declarações e outras contas estavam zeradas. Mas isso se deve ao cerco que vem se fechando no exterior para dinheiro oriundo de corrupção e exploração humana. Por aqui a turma guarda dinheiro em casa. Tem gente que jura de pés juntos que tem uns que enterram o dinheiro em tambores em fazendas, sítios e no fundo do quintal de casa para evitar ser flagrado.

Desenfreada

A violência em Rondônia está atingindo níveis alarmantes. Mortes em todo o Estado e nenhuma ação concreta para reduzir. Falta efetivo e pela primeira vez, sobram viaturas. Mas falta comando e ninguém se mexe. Nesta quinta-feira foi assassinado um assessor parlamentar do deputado Edson Martins (PMDB). O rapaz foi morto à tiros dentro de seu carro na zona leste da cidade, após ser perseguido por um motociclista. Evidente que se trata de um crime pontual, mas crimes pontuais estão se tornando tão rotineiros exatamente pela total falta de policiamento.

Acordo

O ministro Ricardo Lewandoski, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) assinou na última quarta-feira um acordo que visa dar celeridade aos processos de políticos que tramitam na Corte. Tem casos que se arrastam por décadas sem serem conclusos, outros mofam nas gavetas aguardando uma simples publicação de acórdão. Se de fato o STF cumprir com esse acordo, teremos mudanças em níveis federal e estadual.

Falando em STF

Teori Zavascki é o relator da Ação Penal contra o deputado federal Lúcio Mosquini, que tramita no STF. E está andando rápida a ação 904, que já se encontra conclusa ao relator.

No TRE

Espalhou-se a notícia que o julgamento dos embargos de Confúcio Moura ocorreriam na sessão desta quinta-feira e muita gente estava ansiosa para saber o resultado. Será na terça-feira, 31, o julgamento.

Só os pequenos que sofrem

Depois da operação Lava Jato, que investiga escândalo de corrupção envolvendo Petrobras, políticos e empreiteiras, o setor da construção civil registrou um saldo negativo de 250 mil empregos formais nos últimos cinco meses (de outubro a fevereiro). Os dados são do Caged (cadastro de empregados com carteira assinada, do Ministério do Trabalho). De acordo com o Caged, o estoque de empregos com carteira assinada na construção foi reduzido em 10% nos últimos meses, o maior índice entre todos os setores destacados. A primeira fase da Lava Jato ocorreu em março de 2014, mas as delações premiadas começaram a vazar durante setembro/outubro.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no www.painelpolitico.com e www.facebook.com/painel.politico e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondencia para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Dieta mediterrânea reduz pela metade risco de doenças cardíacas

Um estudo apresentado no dia 15 de março em um dos mais importantes congressos internacionais de cardiologia, o da Academia Americana de Cardiologia, mostra que seguir a dieta mediterrânea – aquela composta por peixes, verduras, castanhas, azeites, grãos e uma taça de vinho tinto – pode reduzir em 47% a chance de ter problemas cardiovasculares. O estudo concluiu também que aderir à dieta mediterrânea traz mais benefícios protetores do que praticar exercícios físicos. Já se suspeitava que a dieta mediterrânea é amiga do coração. Nenhum estudo anterior, porém, tinha acompanhado pessoas de meia-idade ao longo de 10 anos para concluir que o cardápio é realmente um grande protetor do sistema cardiovascular. Para adaptar a dieta do Mediterraneo ao cotidiano, é só incluir peixes e reduzir, ao máximo, o consumo de carne vermelha, explicam especialistas brasileiros.

Comentários
Carregando