Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Cassol vai atrás de Expedito desmentindo candidatura de ex-senador

0

Copa

Dia 12 de junho terá início a Copa do Mundo de Futebol, e o Brasil, como todos sabem, será a sede do mundial. É inegável que o evento movimenta números gigantescos e movimenta a economia nas cidades sedes, que serão Belo Horizonte (estádio Mineirão), Brasília (estádio Nacional), Cuiabá (Arena Pantanal), Curitiba (Arena da Baixada), Fortaleza (estádio Castelão), Manaus (Arena Amazônia), Natal (estádio das Dunas), Porto Alegre (Beira Rio), Recife (Arena Pernambuco), Rio de Janeiro (Maracanã), Salvador (Arena Fonte NOva e São Paulo (Arena de São Paulo).

Quem mora

Por essas bandas e pretende assistir a jogos nas duas cidades próximas, Cuiabá e Manaus, vai poder conferir clássicos como Rússia e Coréia do Sul, Bósnia e Nigéria, além de seleções grandiosas como Austrália, China, Colômbia e Japão. Já quem optar por Manaus poderá conferir de perto o desempenho das fantásticas seleções de Croácia e Camarões, além dos Estados Unidos, Portugal Suiça e Itália. Tudo isso, claro a preços módicos, partindo de R$ 60 (categoria 4, beeem longe do gramado) para os jogos de fases de grupo a R$ 1.980,00 (categoria 1, jogo da final). O pacote mais barato, chamado de Cisel custa R$ 3.058 (categoria 3 com ingresso para final). O mais caro R$ 6.700 (categoria 1).

A conclusão

Óbvia dessa história é que a Copa do Mundo foi feita para ricos e claro, ganha dinheiro quem tem dinheiro. E quem acha que vender churrasquinho em porta de estádio ajuda a melhorar a vida de alguém é bom ressaltar que na África do Sul, o estatuto da Fifa vetou o comércio informal perto de edifícios públicos, igrejas, caixas eletrônicos e das áreas oficiais de exclusão da Fifa – ou “áreas de restrição comercial” como preferem chamar – que, diferentemente do que se pensa, não se restringe apenas ao entorno dos estádios mas também aos locais de eventos oficiais da Fifa (que incluem as fan parks, grandes festas de torcedores geralmente montadas nos centros das cidades ou em praias), centros de credenciamento, áreas oficiais de treinamento, hotéis onde as delegações dos países e as equipes da Fifa estão hospedadas, dentre outros. Na África, qualquer comércio não autorizado era proibido em um raio de 100 metros destes locais (2 km no caso dos estádios). Por aqui, a lei geral da Copa também não aliviou para os ambulantes.

Para complicar

Ainda mais o cenário, temos até agora apenas 18% das obras de infraestrutura necessárias para que a Copa se realize, entregues pelo governo federal. Um levantamento feito pela Rede Globo em março deste ano, mostrou que dos 81 projetos previstos para as áreas de mobilidade urbana, aeroportos e portos, apenas 15 estão concluídos. Até agora já foram gastos R$ 32,1 bilhões, através do Regime de Contratação Diferenciado (sem licitar). Mas o problema virá depois da Copa, quando os holofotes forem desligados. O que será de todos esses estádios, já que os custos de manutenção são assombrosos? Com a maioria dos times em crise financeira, quem vai manter as arenas da Amazônia e Pantanal? Como somos o país da pizza e do futebol, já sabemos onde isso vai parar.

Agora

Quer apostar como logo após a Copa vão começar a surgir denúncias de rolos nessas obras?

Instabilidade

O motorista do ex-senador Expedito Júnior, Paulo Roberto da Silva capotou a camionete no último sábado quando chegava em Porto Velho vindo de Jaru. Expedito seguiu de Jaru para Guajará-Mirim de avião e o motorista seguiu para Porto Velho. Ao chegar próximo a estância Três Capelas, em Candeias do Jamari, o veículo Toyota Hilux teria aquaplanado e capotado. Paulo não sofreu ferimentos, mas ingeriu cerca de dois litros de água, já que a camionete caiu dentro de uma área alagada. Ele teria sofrido afogamento. O motorista está internado na UTI do Hospital de Base em coma induzido. Ele trabalha com Expedito há 27 anos.

Conversando

E nesta segunda-feira Expedito Júnior e Hermínio Coelho estiveram reunidos para tratar das eleições deste ano. Com o PSD de Hermínio aliando-se ao PSDB de Júnior, ambos trataram de aparar as arestas. Hermínio deve compor a nominata para deputado federal.

Estabilidade

Quer conhecer uma camionete que não capota? Vá na LF Imports e conheça a linha Triton e Pajero. Campeãs em estabilidade, combinadas com força e velocidade, além do menor preço e baixo custo de manutenção. LF Imports com lojas em Porto Velho, Ji-Paraná, Cacoal e Vilhena.

E a Petrobrás?

O Planalto está usando todas as armas para tentar barrar a CPI da Petrobrás, que pode deflagrar um escândalo muito maior que o Mensalão. Durante anos o PT aparelhou a estatal e fez o que bem entendeu. Mas, quando surgem rolos grandes assim, que envolvem vários partidos, principalmente o velho PMDB que nunca fica de fora de uma boa maracutaia, a coisa tende a desandar. Nos próximos dias devem surgir documentos enrolando mais gente e como sempre a raia miúda é a que paga o pato. É esperar para conferir.

Novidade

A cervejaria OutBeer inaugurou uma nova cozinha, com uma diversidade incrível no cardápio, incluindo frutos do mar e até joelho de porco. Além disso, a outBeer oferece ainda a seus clientes mais de 120 rótulos de 15 países diferentes.

Cenário

Todas as análises em relação ao deferimento do registro de candidatura de Expedito Júnior já foram feitas. Teorias foram desenvolvidas a favor e contra. Sabe-se com clareza que existem decisões que lhe são favoráveis, porém, a questão será resolvida mesmo pelo Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia. Nas mãos de sete magistrados está o destino de Rondônia. Isso por uma matemática bem simples, se Expedito não for candidato, Confúcio ganha a eleição.

OIha só

Ivo Cassol não conseguiu criar nenhuma liderança de fato. A possível candidatura de sua esposa, Ivone não passa de um balão de ensaio. Dificilmente o italiano conseguirá transferir votos para Ivone, mesmo que ele insista nessa empreitada. Maurão de Carvalho, que também faz parte do grupo de Cassol está se esforçando, mas não tem força suficiente para unir o grupo em torno de sua candidatura e se sair fragilizado, não emplaca. Já o PT de Padre Ton e Roberto Sobrinho deverá ficar sem candidato a governo ou ceder a pressão do PMDB e apoiar Confúcio. Qualquer pessoa que acompanha o cotidiano político de Rondônia sabe que hoje, o nome que supostamente poderia bater Confúcio nas urnas é Expedito. Sem ele no páreo, a tendência é de pulverização em torno de vários candidatos fracos e um Confúcio levando em primeiro turno.

Agora

Os ventos tem soprado favoráveis a Expedito Júnior. Pelo menos duas decisões recentes em torno de questões similares a dele foram favoráveis, portanto o deferimento de seu registro é dado como certo em função dessas decisões. Mas Júnior enfrenta, além de Confúcio, Ivo Cassol, que vem no seu rastro afirmando que ele, Expedito, não é candidato. Como eles dividem o mesmo eleitorado, Júnior enfrenta dois adversários de peso. Melhor tomar um banho de sal grosso, vai ver que é por isso que na semana passada seu carro atropelou uma vaca e no último sábado seu motorista capotou a camionete. Ou não.

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Para fazer parte de nossos grupos no whatsapp envie um whats para 9248-8911 com a seguinte informação: nome+sobrenome+NOTÍCIAS (apenas para receber informações); Caso queira participar de debates e interagir com os demais membros envie nome+sobrenome+DEBATES; Não incluímos ninguém por indicação, a própria pessoa deve enviar o pedido. Notícias são enviadas até às 22 horas, a partir desse horário só se for algo de grande relevância. Também estamos com grupos no aplicativo Telegram. Para mais informações clique AQUI.

Açúcar acalma os ânimos entre os casais

A velha água com açúcar pode ser o melhor remédio para acalmar os ânimos entre marido e mulher. Em uma pesquisa com duração de 21 dias, uma equipe liderada pelos departamentos de Comunicação e Psicologia da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, testou a relação entre as taxas de glicose e a agressividade dos casais. Os resultados sugerem que quanto menos doce é o sangue, mais impulsos agressivos têm os pares. Os pesquisadores atribuíram o comportamento a problemas no autocontrole. Segundo eles, o controle das emoções está diretamente relacionado ao consumo energético. Ou seja, quanto menos glicose no sangue, mais dificuldade uma pessoa tem em reprimir sua hostilidade.Publicada na revista científica “Proceedings of the National Academy of Sciences” (PNAS), a pesquisa contou com a participação do departamento de Ciência da Comunicação da Vrije Universidade de Amsterdã, na Holanda, e dos departamentos de psicologia das universidades de Kentucky e da Carolina do Norte, nos EUA.

 

Comentários
Carregando