fbpx
Coluna – Dívida de Santo Antônio pode chegar a R$ 4,2 bi

Registro

Faleceu nesta quinta-feira em Brasília Jerônimo Garcia Santana, ex-prefeito de Porto Velho e ex-governador de Rondônia. Ele foi o primeiro a ser eleito pelo voto direto em 15 de novembro de 1986, sendo empossado em 15 de março de 1987 para um mandato de quatro anos. Advogado, havia se formado pela Universidade Federal de Minas Gerais em 1963. Após militar no Movimento Revolucionário Oito de Outubro ingressou no MDB sendo eleito deputado federal em 1970, 1974 e 1978. Com a reforma partidária efetuada no governo João Figueiredo ingressou no PMDB e foi candidato a senador em 1982 sendo derrotado, porém, pela votação maciça dos nomes do PDS.1 Eleito prefeito de Porto Velho em 15 de novembro de 1985 e empossado no primeiro dia do ano seguinte, renunciou ao cargo em maio de 1986 a fim de disputar as eleições de novembro nas quais foi eleito governador de Rondônia.

Nos últimos anos

Jerônimo amargava no ostracismo em Brasília, estava recluso e vez em quando recebia visitas de políticos e amigos. Vivia da aposentadoria de ex-governador.

11 de setembro

E neste dia 11 os Estados Unidos relembram o fatídico 11 de setembro de 2001, quando foram vítimas de um ataque terrorista que chocou o mundo. Aviões comerciais foram lançados contra as torres do edifício World Trade Center, matando aproximadamente 3 mil pessoas.

Para entender

Nas últimas semanas a população de Rondônia vem comentando sobre os problemas que estão sendo enfrentados pela usina de Santo Antônio, que estava com um débito gigantesco. Mas essa conta não surgiu “do nada”, ela foi feita em função de uma previsão que não se concretizou. Foi assim, como a hidrelétrica começou a operar em março de 2012, nove meses antes do previsto no contrato de concessão (dezembro de 2012), eles aproveitaram a antecipação para lucrar com a venda dessa energia extra, mas acabou não conseguindo entregar toda a carga que vendeu aos clientes.

O custo

De venda dessa “energia excedente” seria um determinado valor, estabelecido no edital de concessão. Como a empresa não conseguiu cumprir, ela teve que comprar energia de terceiros, a preço de mercado, que tem uma variação absurda. E a conta ficou alta. Tão alta que foram necessários alguns, digamos, “ajustes”, entre eles a demissão de trabalhadores. Para complicar ainda mais, os credores ingressaram na justiça. Até 2021, existe a expectativa dessa conta chegar a R$ 4,2 bilhões. Esse valor foi informado pelo próprio presidente do consórcio, Eduardo de Melo Pinto.

Na última segunda

O consórcio conseguiu, através de seus acionistas, um aporte financeiro para quitar a dívida de R$ 860 milhões junto ao setor elétrico. Isso porque na quarta-feira (4/9) o Superior Tribunal de Justiça (STJ) indeferiu pedido de liminar do consórcio, que não queria pagar a multa de R$ 594 milhões. As multas aplicadas pela indisponibilidade das turbinas (eram para ser 44, hoje são 31), somada ao custo dos 63 dias de energia não entregues entre fevereiro e julho, formam os R$ 860 milhões.

Crise

Essa situação vem intensificando uma crise no consórcio, que anda cogitando inclusive a possibilidade de empurrar a batata quente para outros. A venda não está descartada. Resta saber quem estaria disposto a assumir esse abacaxi elétrico.

Mudança

Por uma decisão empresarial, deixei de usar o meu perfil pessoal no Facebook. Ele foi transformado em uma página, mas continua com as mesmas funcionalidades, entre elas e a de envio e recebimento de mensagens. Integramos essa conta ao Twitter (@painelpolitico) o que deu mais dinamismo as duas contas. Faça uma visita a nossa nova página (https://www.facebook.com/alan.alex.pvh), é importante coloca-la entre seus favoritos, pois estamos sempre postando informações relevantes por lá. Nos siga no Face e mantenha-se bem informado.

Nada legal

O programa “Nota Legal” do governo do Estado continua confundindo a cabeça da população. Um leitor da coluna afirma ter solicitado a transferência de determinado valor em janeiro desse ano, e até hoje o dinheiro não apareceu em sua conta.

Autoestima

Com o argumento de “devolver a autoestima dos magistrados” o ministro do Supremo Tribunal Federal, novo presidente da Corte, Ricardo Lewandowski defendeu o aumento salarial que foi aprovado por eles próprios em sessão administrativa no final do mês passado. O contra-cheque, pela proposta, vai saltar de R$ 29,4 mil para R$ 35,9 mil.

Confusão

O Planalto vetou o aumento e enviou ao Congresso um Orçamento que prevê salário de R$ 30,9 mil para os ministros do STF, que são o teto do Judiciário. O reajuste proposto pela presidente deve entrar em vigor a partir de janeiro e terá efeito cascata sobre os salários de todos os servidores do Judiciário, que também receberão aumento. A ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Rosa Weber deu nesta quinta-feira (11) um prazo de dez dias para que a presidente Dilma Rousseff justifique o corte feito na proposta de orçamento do Judiciário para 2015. Agora o gato subiu no telhado.

30 anos

Foi o tempo de prisão a que foi condenado o caminhoneiro Fabiano Vergutz, acusado de ter assassinado sua esposa, Abla Rahhal em Vilhena. O julgamento durou cerca de 11 horas e ficou provado que a vítima antes de morrer sofreu violência sexual por um objeto pontiagudo que lhe causou uma série de ferimentos. Abla ainda teria sido estrangulada e enforcada até a morte. Ele foi condenado a 16  anos de reclusão, para o crime de homicídio e para o de estupro, 8 anos. O advogado disse que vai recorrer da sentença para tentar “anular o julgamento”. A defesa tentou confundir o júri com uma história fantasiosa de “dívidas de drogas” e que um “traficante teria cometido o crime”.

O tio de Abla

Médico Amado Rahhal, que foi diretor do Hospital de Base por anos, comemorou o resultado do julgamento. Para ele a justiça foi feita, “lamentavelmente perdemos a companhia de Abla, que era uma menina muito querida”, declarou o médico. A filha de Abla, que encontrou o corpo da mãe no dia do crime mora com Amado e sua esposa desde então.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no https://www.facebook.com/alan.alex.pvh e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Chocolate preto ajuda na circulação de sangue em idosos

Para a maioria de nós, o chocolate preto é apenas uma guloseima, mas para idosos pode ajudar a caminhar melhor, de acordo com estudo feito pela Universidade Sapienza de Roma. Uma pesquisa descobriu que pessoas idosas com problemas arteriais nas pernas conseguiram fazer caminhadas com menos dificuldade após a ingestão de chocolate preto. A doença arterial periférica, ou PAD, é um problema cardiovascular que afeta as artérias das pernas e está associado à idade, geralmente atinge pessoas acima dos 70 anos. A redução do fluxo de sangue causa dor, cãibras e cansaço nas penas e quadris durante a caminhada. O resultado do impacto do chocolate foi concluído por experiência feita com 14 homens e seis mulheres, com idades entre 60 e 78 anos, portadores da doença. Eles foram testados em uma esteira, uma vez de manhã e outra após comerem 40g de chocolate preto. Após o doce, caminharam, em média, 39 metros e 17 segundos a mais do que no início do dia. Os pesquisadores sugerem que compostos encontrados no cacau podem reduzir o estresse oxidativo e melhorar o fluxo sanguíneo nas artérias periféricas. As melhorias foram modestas, no entanto, o benefício dos polifenóis do chocolate preto é “de potencial relevância para a qualidade de vida desses pacientes”, de acordo com coautor do estudo, Lorenzo Loffredo.

 

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta