Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – E a transposição foi para o beleléu

0

Correções

Na última coluna falamos sobre o caso de três políticos, que estão fora de mandatos, mas estão na folha do governo da atrapalhação por benevolência de Confúcio Moura. Sobre os salários de Romeu Reolon, Lindomar Garçon e Cleiton Roque, o leitor Talvane Santos bem lembrou que mudou a nomenclatura dos cargos comissionados. Portanto, uma pequena correção. No caso de Cleiton Roque, ele recebe salário de R$ 9 mil (CDS 12). Já Reolon pediu exoneração em agosto do ano passado e Garçon também está recebendo salário de R$ 9 mil (CDS 12).

Aparecendo

O que a compra de uma refinaria no Texas (EUA) pela Petrobrás tem a ver com a campanha eleitoral de 2010 em Rondônia? De acordo com reportagem do jornal Correio Braziliense, tem tudo a ver. Segundo o jornal, a coisa foi assim: “A campanha presidencial de Dilma Rousseff recebeu da empresa nacional Tractebel, que vende energia no Brasil, R$ 1 milhão durante a corrida eleitoral de 2010. Outros R$ 550 mil foram repassados ao comitê financeiro do PT. Quatro anos antes, Dilma deu aval para a Petrobras comprar a refinaria de Pasadena, no Texas, até então pertencente à empresa belga Astra Oil, ocasionando um prejuízo bilionário ao Brasil. A Tractebel, uma companhia com sede em Florianópolis, é controlada pela francesa do setor de energia GDF Suez. O bilionário empresário belga Albert Frère, que controla a Astra Oil por meio da Transcor Astra Group, é também um dos acionistas da gigante mundial da França”.

E Rondônia?

“No site oficial da GDF Suez, empresa líder do consórcio para construção da Usina Hidrelétrica de Jirau, em Rondônia, uma das maiores obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Frère aparece como membro do conselho e diretor independente. De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a Tractebel doou R$ 1 milhão, em duas parcelas de R$ 500 mil, diretamente ao comitê financeiro nacional da campanha de Dilma Rousseff. O restante, em três parcelas de R$ 250 mil, R$ 200 mil e R$ 100 mil, foram repassados ao comitê financeiro único do PT de Rondônia e de Santa Catarina e, ainda, à direção nacional do partido”. Texto extraído da reportagem assinada por João Valadares e Andre Shalders do jornal Correio Braziliense.

Olha essa

Dos 20.240 processos encaminhados ao ministério do Planejamento apenas 32 (todos policiais civis) já foram aceitos e estarão na folha de pagamento da União já a partir de abril próximo. 11.863 servidores não se enquadram na Lei, segundo o Governo Federal, e outros 8.346 poderão até vir a se integrados, mas dependem de certidões e documentos a serem anexados para futura análise da AGU. Destes, 1.282 serão devolvidos para serem refeitos e outros 6.614 possuem pendências que até poderão ser sanadas, dependendo de parecer favorável do Tribunal de Contas da União. Neste grupo de 8.300 processos estão os servidores que foram contratados por prazo indeterminado, determinado, temporários e os demitidos no fim da administração do então governador José Bianco e posteriormente readmitidos pela administração do então governador Ivo Cassol. Essas informações são do gabinete do senador.

Pois bem

Ainda segundo Cassol, a união vai continuar “empurrando com a barriga” essa questão. E o senador tem razão. Só quem acreditou que essa transposição iria sair foi Confúcio Moura e sua equipe, que começaram a gastar por conta, apenas com a remota possibilidade dessa transposição dar certo. O que ele recomendou, e é o mais correto, é entrar na justiça para garantir esse direito, que já está estabelecido em lei, através de uma emenda constitucional, mas que vem sendo ignorada (e vai continuar sendo) pelo Planalto, seja lá quem estiver no comando do país.

Foi por isso

Que a presidente Dilma Roussef quando esteve por aqui se recusou a falar sobre o assunto. Ela sabe que essa questão está definida e a União só vai atender a essa reivindicação após uma determinação judicial. Mas quer saber? A dívida do Beron, por exemplo, já foi julgada e a decisão é favorável ao Estado. Mesmo assim, continuamos pagando. A transposição vai ser mais ou menos assim.

E fechando

Um detalhe chama a atenção no release enviado pela assessoria do senador, “além da bancada federal, participaram os ministros Aluízio Mercadante (Casa Civil), Luís Adams (AGU) e Miriam Belchior (Planejamento). Como representante dos sindicatos interessados na transposição, participou apenas o presidente do Sintero, Manoel Rodrigues, na condição de observador, que só entrou na sala depois que Cassol propôs trocar de lugar – e sair da reunião – para que pelo menos um sindicalista se fizesse presente”. Mais uma evidência que eles estão “andando” para essa questão.

Enquanto isso

O Estado de Rondônia, através da SEDUC, contratou com dispensa de licitação a Consultoria Falconi pela bagatela de R$ 6 milhões com o objetivo de “reorganizar a estrutura da SEDUC e resolver questões internas”. Pois bem, de acordo com o SINTERO, o problema da SEDUC é não dar reajustes para os servidores. E concordo com eles e vou além, acho que esse dinheiro poderia ser bem melhor utilizado em ampliação e reforma de escolas. E parece que até estou ouvindo um longo discurso em defesa desse contrato…

Barbárie

Desaparecido desde 2 de agosto do ano passado, o caso do menino Arthur Pietro, de apenas 3 anos de idade, teve um desfecho dramático e desumano. Ele foi morto pelo seu pai, a pauladas e o crime vinha sendo acobertado pela mãe. O caso chegou ao fim nesta quinta-feira, quando policiais tomaram conhecimento que a mãe do menino estava querendo ir embora de Rondônia. Ela foi convidada a conversar com os policiais e começou a chorar, revelando o que tinha acontecido. O pai de Pietro foi preso e levou os policiais ao local onde havia enterrado o corpo. Até hoje é possível ver cartazes com fotos do pequeno Arthur, que muitos acreditavam ter sido raptado. Melhor estivesse talvez se isso acontecesse.

Banco dos réus

E o Tribunal de Justiça está julgando Marco Antônio Chaves da Silva, o primeiro de três suspeitos presos pela morte da estudante Naiara Karine, ocorrida em janeiro do ano passado. A menina foi estuprada e morta com mais de 20 facadas. O caso, segundo a Polícia Civil foi esclarecido em parte, tendo sido aberta mais três linhas de investigações.

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Para fazer parte de nossos grupos no whatsapp envie um whats para 9248-8911 com a seguinte informação: nome+sobrenome+NOTÍCIAS (apenas para receber informações); Caso queira participar de debates e interagir com os demais membros envie nome+sobrenome+DEBATES; Não incluímos ninguém por indicação, a própria pessoa deve enviar o pedido. Notícias são enviadas até às 22 horas, a partir desse horário só se for algo de grande relevância. Também estamos com grupos no aplicativo Line e Telegram.. Para mais informações clique AQUI.

Dieta mediterrânea reduz risco de diabetes

Quem faz a chamada dieta mediterrânea pode ter reduzido o risco de desenvolver diabetes – especialmente pessoas com alto risco de doença cardiovascular. Essa constatação faz parte de um estudo apresentado na 63ª Sessão Científica Anual de Cardiologia da “American College”, nos Estados Unidos. De acordo com os dados do estudo, a adesão à dieta foi associada a uma redução de 21% do risco de aparecimento da doença em comparação com outros grupos de controle alimentar. Entre pessoas com risco cardiovascular – para os quais a prevenção é fundamental -, a queda é até maior, chegando a 27%. Os cientistas revisaram 19 pesquisas sobre o assunto que avaliaram 162 mil pessoas por um período médio de cinco anos. A dieta mediterrânea normalmente prioriza alimentos como frutas e legumes, cereais integrais, feijões, nozes, peixes, azeite de oliva e até mesmo um copo de vinho tinto doce.

 

Comentários
Carregando