Coluna – Emendas parlamentares são ralos para a corrupção; entenda

Além disso, as emendas são usadas como moeda de troca entre Executivo e Legislativo; e ainda, veja como votaram os deputados de Rondônia

Emendas parlamentares

As emendas parlamentares são uma verdadeira praga na política brasileira. Deputados e senadores trabalham com esses recursos e vendem a idéia de que, não fosse por eles, estados e municípios não as receberiam. E não é verdade, governadores e prefeitos poderiam buscar esses recursos sem a interferência de legisladores. Denúncias de desvios de recursos, através dessas emendas, pipocam em todo o país, envolvendo assembleias legislativas, câmara dos deputados e senado. Mas, afinal, como é a tramitação?

Acordos e poder de barganha

As emendas são utilizadas pelos governos estaduais e federal para barganhar com deputados e senadores. E é simples, deputado que não está “alinhado” não consegue liberar as emendas, ou sempre é colocado no fim da fila. Michel Temer vem usando e abusando dessa estratégia, e prova disso é que “os alinhados” são os maiores beneficiados. O Intercept Brasil fez um levantamento e mostrou que os 10 ‘campeões’ em emendas liberadas são do PMDB e PRB.

Desvios

Mas, como se desvia o dinheiro de uma emenda, se ele não passa pelas mãos do deputado/senador? A explicação é relativamente simples, através de algumas entidades ou prefeituras que são beneficiadas. O parlamentar chama o prefeito e pergunta quem vai fazer a obra. Combina-se como será feito o direcionamento, caso necessite licitação e normalmente o percentual combinado é repassado ao parlamentar antecipadamente. São todos que fazem isso? Obviamente que não, e essa é uma estratégia utilizada por alguns. Outras formas estão sendo investigadas e vira e mexe, a casa cai.

O que fazer?

Acabar com as emendas seria um bom começo. Elas estão previstas na Constituição e para mais detalhes sobre a tramitação e percentuais, você pode obter AQUI. Com o fim das emendas, o poder de barganha do Executivo reduziria drasticamente, assim como os ralos da corrupção em estados e municípios. Atualmente, com a informatização, prefeitos e governadores poderiam apontar as necessidades diretamente aos ministérios, sem passar pelos legisladores, que poderiam, aí sim, fiscalizar a execução desses recursos. O Ministério da Saúde é quem mais pagou emendas em 2016 e 2017, mas o quadro em estados e municípios é de falência do setor. Então tem coisa muito, mas muito errada nessa equação.

Falando em Saúde

Conforme antecipamos, a Polícia Federal deflagrou uma operação nesta quarta-feira em 19 estados, incluindo Rondônia, contra fraudes na importação de equipamentos da saúde. Foram sequestrados judicialmente nove veículos e 21 imóveis dos principais investigados.

41,3%

É quanto os magistrados brasileiros estão querendo de reajuste salarial. Representantes da categoria buscaram apoio junto à presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia para obter o aumento. Até onde se sabe, como boa mineira ela ouviu, mas não se comprometeu. É hoje função de presidentes do STF – emenda constitucional de 2003 – fixar esses subsídios.

Michel Temer 

A bancada rondoniense votou da seguinte forma nesta quarta-feira

Expedito Netto – Não (contra Temer

Lindomar Garçon – Sim (à favor de Temer)

Lúcio Mosquini – Sim

Luiz Cláudio – Sim

Marcos Rogério – Não

Mariana Carvalho – Não

Marinha Raupp – Sim

Nilton capixaba – Sim

Brócolis, couve e repolho ajudam no tratamento de diabetes

Reduzir o açúcar e a gordura não devem ser os únicos ajustes na dieta de um diabético. De acordo com um novo estudo, publicado no periódico científico Science Translation Medicine, brócolis, couve, repolho e outros alimentos da mesma família possuem um composto antioxidante que pode atuar no tratamento do diabetes tipo 2. Segundo os pesquisadores da Universidade de Gothenburg, na Suécia, a glucorofanina, presente nesses alimentos, quando ingerida, se transforma em sulforafano, que controla a produção de glicose de forma semelhante a metformina, um dos medicamentos mais utilizados no tratamento do diabetes. Além de brócolis, couve e repolho, a substância pode ser encontrada em outros vegetais crucíferos como folhas de mostarda, couve-flor e couve-de-bruxelas. Estudos anteriores já haviam mostrado a eficácia do sulforafano na prevenção de outros problemas de saúde, como câncer de intestino.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Por favor, dê um like em nossa página no Facebook
Placeholder
Anterior «
Próximo »

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

  • twitter
  • googleplus

Deixe uma resposta

Direto de Brasília

Associado da Liga de Defesa da Internet