Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Estranhas relações em uma obra de R$ 22 milhões

0

Território

O PSDB realizou no último sábado, em Rolim de Moura, uma “pré-convenção”. Na verdade o evento serviu para Expedito Júnior marcar território e mostrar para o senador Ivo Cassol que sua candidatura está consolidada. A estratégia deu certo, o senador passou a manhã toda telefonando para pessoas que estavam presentes ao evento, em busca de informações. O vice de Expedito, deputado estadual Neodi Carlos (PSDC) esteve reunido, segundo ele “pela última vez” com Cassol, após a pré-convenção para explicar que vai manter sua aliança com o PSDB.

Enquanto isso

O PSB realizava sua convenção em Porto Velho e resolveu lançar oito candidatos a deputado federal (Daniel Pereira, Júlio Olívar, Almir Suruí, Bozo, Deyse Ribeiro, Regineide Cunha, José Bento Fonseca e Elmerson Lira), além de 18 candidatos a deputado estadual (Cerzinando Pessanha, Márcio Pacele, Ayres Eduardo, José Martins, Rubens Luz, José Aílton, Francisco Ricardo Marques, Cristalino Holanda, Ismael Crispin, Cleiton Roque, Otino José, Gilberto Pereira, Monica Guedes, Carla Marcely, Abson Praxedes, Delfina Delma, Luiz de Souza e Francisco Manfredo). Gilson Nazif foi eleito presidente estadual a partir de 2015 e o partido quer indicar, em aliança possivelmente com o PMDB, o candidato a vice-governador.

Esta semana

Vai ser decisiva para os partidos, já que o prazo para convenções encerra na próxima segunda-feira, 30. Porém, todos querem definir suas candidaturas e alianças até o dia 29. O grupo de partidos liderados pelo senador Ivo Cassol (PPS, PP, PR, PROS, PV) realiza convenção no domingo, 29. Por lá as coisas andam azedas por uma situação criada pelo próprio Ivo Cassol. Ano passado, logo que sua irmã Jaqueline entregou a direção do PR e anunciou que sairia da vida pública, o senador ficou sem nome, e deu corda no deputado Maurão de Carvalho.

Este

Por sua vez tomou gosto pela sugestão e passou a trabalhar sua pré-candidatura. Ao longo dos meses, construiu apoios e alianças, porém, há pouco mais de um mês, Jaqueline resolveu que iria disputar o governo e semeou a discórdia no grupo. De concreto, até o momento, é que ambos vão disputar o cargo na convenção. Ivo vem pressionando os convencionais a ficarem ao lado de sua irmã e dá como certa a candidatura dela, “não existe candidatura de Maurão, ele pode ser candidato a reeleição, mas a governo, esquece”, diz o senador aos convencionais. De qualquer forma, a questão será definida no domingo.

Fidelidade?

Cassol anda apostando na “fidelidade” dos deputados estaduais para alavancar a candidatura de Jaqueline Cassol. Nesse quesito o senador fica “suzinho”. Os deputados estaduais, em sua maioria apóiam Maurão e outros, que foram eleitos no grupo de Cassol há quatro anos, declaram apoio abertamente a Confúcio Moura. O teste de fidelidade aconteceu quando Cassol anunciou que pediria a Assembleia a abertura de uma CPI para investigar o uso do sistema Gurdião pela SESDEC, de forma supostamente irregular. Ele só conseguiu a assinatura de dois deputados, Hermínio Coelho e Cláudio Carvalho. Nem mesmo Luis Cláudio, que jura fidelidade a Ivo, se prontificou a assinar a CPI. E dessa vez a história deve se repetir.

Interditado

O aeroporto de Ji-Paraná, mais uma vez teve as operações suspensas no último fim de semana em função dos problemas apresentados após a “reforma” do governo da enganação. Técnicos especializados afirmam que o trabalho realizado na pista apresenta uma série de falhas estruturais. Os passageiros que iriam embarcar no sábado tiveram que se deslocar até Cacoal ou Porto Velho. As obras em Ji-Paraná foram realizadas pelo DER, sob o comando de Lúcio Mosquini e fizeram um verdadeiro carnaval na inauguração.

Falando em Mosquini

O ex-diretor do DER vai ter Alex Testoni, prefeito de Ouro Preto como coordenador de sua campanha a deputado federal. Acontece que Mosquini é do PMDB e Testoni é PSD. Polêmico, o prefeito de Ouro Preto declarou, em entrevista a uma rádio da cidade, que “seu candidato a governo é Confúcio Moura (PMDB), e a federal é Mosquini (PMDB)”. Testoni terminou se colocando em uma situação complicada, já que diz apoiar Confúcio “por gratidão pelo que o governador fez a seu município”, mas a coisa não é bem assim.

Rumores

Surgidos nos últimos meses informam que a obra de mais de R$ 20 milhões que está sendo executada em Porto Velho, no Espaço Alternativo, sob a responsabilidade do Consórcio Engeron Santa Cruz, composto por várias empresas, entre elas estaria supostamente a Rondonorte (aquela que Mosquini era engenheiro até 2010), está sendo administrada pelo filho do prefeito de Ouro Preto, Juan Alex Júnior. O rapaz se mudou para Porto Velho e é visto diariamente na obra. Ela também teria sido o motivo de Testoni não ter sido candidato a governo nessas eleições. Voltaremos ao assunto desse emprendimento.

Voltando a Mosquini

O senador Valdir Raupp não está muito empolgado em deixar o ex-diretor do DER ser candidato a federal. O senador avalia que essa candidatura pode afetar a de Marinha Raupp. O PMDB já tem candidatos demais a deputado federal. O ex-diretor do DER também está enfrentando problemas com o Ministério Público, que anda olhando com lupa suas finanças. Mosquini é suspeito de enriquecer enquanto estava à frente do DER e da Secretaria de Obras do Estado. Uma denúncia formal foi feita pelo presidente da Assembleia Legislativa, Hermínio Coelho. Só um detalhe, os caminhões do DER abastecem em postos do ex-diretor do órgão, pode isso Arnaldo?

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Para fazer parte de nossos grupos no whatsapp envie um whats para 9248-8911 com a seguinte informação: nome+sobrenome+NOTÍCIAS (apenas para receber informações); Caso queira participar de debates e interagir com os demais membros envie nome+sobrenome+DEBATES; Não incluímos ninguém por indicação, a própria pessoa deve enviar o pedido. Notícias são enviadas até às 22 horas, a partir desse horário só se for algo de grande relevância. Também estamos com grupos no aplicativo Telegram. Para mais informações acessehttp://painelpolitico.com/grupos-de-noticias.

Cientistas descobrem ligação entre estresse e doenças cardíacas

Que o estresse pode levar a complicações cardíacas e até ao infarto, todos já sabem. Mas agora os cientistas da Escola Médica de Harvard em Boston conseguiram, pela primeira vez, achar elementos que de fato liguem o sintoma à doença. A causa, segundo o estudo, seria a produção excessiva de células brancas (leucócitos), estimulada por altas cargas emocionais, que bloqueariam as artérias e outras partes do sistema cardiovascular, impedindo a circulação regular do sangue causando os problemas relacionados ao coração. De acordo com os pesquisadores, o estresse ativaria as células-tronco da medula óssea, que por sua vez gerariam em excesso as células brancas. Para encontrar a ligação, a equipe de Harvard observou 29 colegas médicos que trabalham em unidade de terapia intensiva (UTI), ambiente considerado um modelo para exposição ao estresse crônico por conta do ritmo rápido e pesada responsabilidade que carregam para decisões de vida ou morte. Comparando as amostras de sangue colhidas durante as horas de trabalho e de folga, bem como os resultados de questionários de percepção de estresse, os pesquisadores descobriram que a ligação entre estresse e sistema imunológico estaria na produção excessiva de células brancas. Os leucócitos são uma forma de defesa do organismo, produzidos para combater principalmente infecções, mas a produção excessiva causada pelo estresse quebraria o equilíbrio do corpo humano. Ela também causaria danos a mais a pessoas que sofrem de aterosclerose, ou seja, espessamento das paredes das artérias causada pelo acúmulo de placa bacteriana.

 

Comentários
Carregando