Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Governador de Rondônia pode ser processado sem autorização da Assembleia

0

E mais, prefeito de Ouro Preto continua afastado e ele ainda terá que explicar ao TCE denúncias de nepotismo

Fora do Ton

Perdoem o trocadilho, mas não deu para resistir. O ex-deputado federal Padre Ton (PT) terminou ficando sem espaço no governo da cooperação. Não sobrou nada. Aliás, a companheirada anda completamente perdida desde as eleições de 2014. Por total falta de estratégia resolveu lançar a candidatura de Ton ao governo, sem a menor chance real de obter vitória. Sua nominata a federal teve uma votação pífia e o partido, que em passado bem recente parecia que ia dominar Rondônia, tal qual a companheirada fez no Acre, virou uma farandula.

Agora

Só lhes resta juntar os cacos e tentar reconstruir o que não tem mais jeito. Com a saraivada de pancadas que a presidente Dilma está enfrentando devido a uma série de trapaças cometidas por alguns “cumpanheiros”, o destino do PT é incerto. Por essas bandas de Rondon não deve sobrar muita coisa. As principais lideranças morreram, politicamente falando, e elas próprias, a exemplo das demais agremiações partidárias, não deixaram que outras lideranças surgissem. Foi o começo do fim.

Inferno astral

A vida do prefeito afastado de Ouro Preto, Juan Alex Testoni não anda nada fácil, juridicamente falando. Seus advogados impetraram, no Superior Tribunal de Justiça um pedido para que ele retornarsse a prefeitura. O problema é que o processos ainda não chegou por lá, perdendo dessa forma, a materialidade do pedido. O ministro relator chegou a dar um puxão de orelhas nos representantes de Testoni pela afobação.

E por aqui

O Tribunal de Contas do Estado determinou que Testoni fosse notificado para dar explicações sobre denúncias de nepotismo que supostamente teriam ocorrido em sua gestão como prefeito de Ouro Preto. Testoni também foi outro que “perdeu o tom”. Era uma grande liderança do interior, poderia ter saído candidato ao governo com chances reais de vencer a disputa, mas preferiu o “canto da sereia” de Confúcio Moura e Lúcio Mosquini. Como diriam os antigos, “quem tudo quer, tudo perde”.

Testoni

Para quem não sabe ou não lembra, foi preso no final do ano passado em operação do Ministério Público do Estado, junto com seu filho e o ex-secretário de Obras de Rondônia, Lúcio Mosquini, acusados de uma série de esquemas ilícitos, e eles devem responder por crimes como formação de quadrilha, fraudes em licitação e falsidade ideológica. Desde então, ele está afastado do cargo por decisão da justiça.

No STF

Por maioria de votos, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), em sessão nesta quinta-feira (12), julgou parcialmente procedentes as Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADI) 4791, de relatoria do ministro Teori Zavascki, e as ADI 4792 e 4800, de relatoria da ministra Cármem Lúcia, para declarar a inconstitucionalidade de dispositivos das constituições estaduais do Paraná, Espírito Santo e Rondônia que remetiam às assembleias legislativas o julgamento dos governadores nos crimes de responsabilidade. Os ministros entenderam que os dispositivos contrariam a Constituição Federal, que fixa a competência privativa da União para legislar em matéria processual. Com isso, as ações podem ser abertas diretamente. Os relatores apontaram não haver qualquer norma constitucional que impeça que normas estaduais estendam aos governadores prerrogativas asseguradas ao presidente da República. Acho que a casa do Confúcio cai com essa.

Subindo

Em depoimento à Polícia Federal, o doleiro Alberto Youssef afirmou que o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu recebia propina da Petrobrás em nome do PT. Ele era identificado com o codinome ‘Bob’ para fins de contabilidade. O doleiro  revelou ligações entre consultor envolvido em corrupção na Petrobras e Antonio Palocci, ex-ministro da Fazenda. Na outra ponta, Shinko Nakandakari, que seria operador ligado a Renato Duque assinou esta semana um acordo de delação premiada. Ele seria um dos intermediadores da Galvão Engenharia.

Ruim com ela

Está previsto para 15 de março uma manifestação, em várias cidades do país, pedindo o impeachement da presidente Dilma Roussef. Não gosto dele, tampouco da forma como vem conduzindo a política econômica do País, mas isso não quer dizer que ela não está legitimada. Ela foi eleita, democraticamente e o mérito é todo de sua equipe de marketing.

Pior sem ela

O problema desse tipo de movimento é que ele não ajuda em nada a atual situação do País. E vamos tirar a Dilma para quê, colocar o Michel Temmer? Entregar o país ans maõs do PMDB é mais ou menos como jogar uma raposa para cuidar das galinhas. Os esquemas de corrupção do PT estão sendo expostos, a cada dia que passa o partido se afunda mais e mais no lamaçal. Acredite, melhor um petista baleado que o peemedebista ávido por cargos. O Brasil, infelizmente não tem uma oposição responsável. Os tucanos não são a salvação da lavoura.

A hora é de união

O PT conseguiu introduzir no país um sentimento de apartheid, nos dividiu com discurso de ódio, de pobres contra ricos, de minorias contra as “elites dominantes” e isso ficou muito claro durante a última campanha. O Brasil é de fato um país de todos e não do PT. A instabilidade política que atravessamos favorece interesses escusos. Precisamos escorraçar não apenas o PT, pelo simples fato de ser PT. Temos canalhas em todas as legendas, precisamos sim, erradicar a classe política corrupta, essa sim uma elite dominante, e elegermos pessoas comprometidas com o país e não com grupos ou partidos. Impeachment não é a solução. O que vai resolver é ir às urnas com consciência a cada eleição. Chega de bandidos, e isso vale para todas as legendas.

Advocacia

A Caixa de Assistência dos Advogados de Rondônia – CAARO está completando 20 anos de instalação e em parceria com a Mongeral Aegon e OABPrev, está oferecendo aos associados um seguro de vida sem custos. Os portadores do cartão de benefícios da CAARO já tem acesso, e o seguro tem cobertura por morte acidental. Para obter o cartão  e formalizar a adesão ao seguro de vida, basta o comparecimento do profissional na sede da CAARO.

No poleiro

O bloco Galo da Meia Noite arrumou uma confusão daquelas ao assinar o Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público, que no ítem 10 diz “ fica estabelecido que não será feita nenhuma alteração na programação, horários, trajetos dos desfiles dos blocos, quantidade de eventos já programados, tudo conforme dados atualizados até a presente data, e outras que impliquem em alteração do planejamento já efetuado e regras de obrigações estabelecidas”. Por causa disso, teve o pedido de adiamento negado pelo MP nesta quinta-feira, data em que originalmente deveria sair. Com isso, o desfile azedou.

Segundo a diretoria

O Galo tentou adiar porque os abadás não ficaram prontos a tempo. Esse é só mais um episódio entre os inúmeros que marcam o carnaval portovelhense.

Em Brasília

O deputado federal Marcos Rogério (PDT) vem tentando conseguir a presidência do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados e ele já tem o apoio do atual, Ricardo Izar (PSD-SP). Falta construir consenso com o deputado José Carlos Araújo (PSD-BA), veterano do Conselho e eterno candidato à presidência do colegiado, já sinalizou interesse em concorrer mais uma vez. Diante disso, Rogério pretende conversar com o baiano, em busca de um acordo. Como já tem o apoio de Izar, o deputado trabalhista espera conseguir convencer Araújo sobre uma chapa conjunta dos dois. Essa história ainda vai longe e envolve outros personagens. Vamos ver a desenvoltura do deputado rondoniense nessa situação.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no www.painelpolitico.com e www.facebook.com/painel.politico e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondencia para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Dez sinais de câncer frequentemente ignorados

Uma pesquisa da organização Cancer Research UK listou dez sintomas de câncer que muitas vezes são ignorados pelos cidadãos britânicos. A ONG diz que isso pode atrasar possíveis diagnósticos da doença. Veja os sintomas e a que tipo de câncer eles podem estar relacionados, Tosse e rouquidão (câncer de pulmão); Aparição de caroços pelo corpo (dependendo da região do corpo, pode indicar câncer); Mudança na rotina intestinal (câncer no intestino); Alteração no hábito de urinar (câncer na bexiga); Perda de peso inexplicável (pode estar ligada a diversas variações da doença); Dor inexplicável (pode indicar vários tipos de câncer); Sangramento inexplicável (pode estar ligado a cânceres no intestino, na medula ou na vulva); Ferida que não cicatriza (por estar ligada a diversas variações da doença); Dificuldade de engolir (câncer no esôfago); Mudança na aparência de uma verruga (câncer de pele). De acordo com a Cancer Research UK, muitas pessoas tendem a achar que sintomas como esses são triviais e, por isso, não procuram seus médicos. Os pesquisadores da entidade entrevistaram 1.700 pessoas com mais de 50 anos de idade. Mais da metade (52%) afirmou ter sentido ao menos um dos sintomas nos três meses anteriores à pesquisa.

Comentários
Carregando