fbpx
Coluna – Governo apresenta proposta para Polícia Civil, mas não agradou

Confúcio recebeu representantes da categoria nesta segunda-feira. Policiais vão realizar assembleia para deliberar

Uma aberração

Verdadeiramente criminoso os trabalhos feitos em diversos pontos da BR 364 entre os anos de 2013 a 2015. O asfalto simplesmente “derreteu” em alguns pontos, como o feito em Itapuã do Oeste (entrada e saída), entrada de Ariquemes, na chegada e saída de Ouro Preto e na saída de Ji-Paraná sentido Presidente Médici. Um verdadeiro descaso tanto por parte do DNIT que não fiscalizou corretamente as obras, quanto das empreiteiras, que fizeram um serviço porco e certamente vão se defender alegando que “fizeram o que estava no projeto”.

Pois é

Enquanto isso, certamente serão feitos novos contratos de “manutenção” dos trechos que foram recém-construídos e vai gerar uma bela “manutenção” na conta das empreiteiras que vão ganhar esses contratos. Motoristas arriscam à vida desviando de buracos e dos sulcos que apareceram em função das obras porcas, projetadas por algum engenheiro igualmente suíno e executadas por alguma empresa bem ordinária.

Com a buraqueira

Ganham os donos de autopeças, os revendedores de pneus. E as vítimas perdem seus entes queridos pela irresponsabilidade e ganância desenfreada que toma conta desse país. Posso dizer sem medo de errar, esses “empresários” que se sujeitam a reduzir a qualidade das obras públicas, não tem o menor amor pelo país, são pessoas desprovidas de caráter, que visam o lucro fácil. Uma vergonha para a sociedade, deveriam ser processados, presos e obrigados a devolver o dinheiro com juros e correções. Fiz um vídeo na minha passagem pelo trecho em Itapuã, dá uma olhada ai embaixo:

Ficou difícil

A saída de Dilma Rousseff complicou a vida dos bolivianos, que estão em situação complicada, principalmente os que vivem na fronteira com Guajará-Mirim, que contavam com a usina termelétrica que seria “doada” pelo governo brasileiro. Desde a semana passada, que a cidade boliviana de Guayaramerin está fechada e vai continuar assim por tempo indeterminado. Ruim para os bolivianos, frustrante para brasileiros que gostam de visitar as lojas do país vizinho.

 

Rondônia Rural Show

O governo anunciou com pompa que vai construir uma estrutura em terreno doado pela prefeitura de Ji-Paraná para a Rondônia Rural Show, evento que já faz parte do calendário oficial do Estado. Só não entendi o motivo disso. O parque de exposições de Ji-Paraná atende a feira, com sobra. Além do mais, o local só é usado durante a Expojipa e um ou outro evento isolado. Desperdício de dinheiro público.

Ainda a feira

Movimentada e pega muita gente de surpresa pelo formato diferenciado para quem acha que é igual as feiras agropecuárias, com shows, bebidas e vaqueiros. É uma feira de negócios, uma vitrine, principalmente para quem é produtor rural e pequeno empreendedor. Tinha muito dinheiro disponível, mas a maioria inacessível para grande parte dos produtores. Dinheiro procura dinheiro e quem tem, não precisa de feira para conseguir boas taxas. O banco corre atrás. No mais, foi interessante ver que, independente das trapalhadas governamentais, o setor produtivo se mantém firme. Pena que os governos ainda insistam em meter o bedelho.

Bailão

Fora a questão empresarial, o que mais marcou o evento Rondônia Rural Show foi a “baroa” que o governador Confúcio Moura deu nos manifestantes da Polícia Civil na abertura do evento. Ele não foi. Deixou para ir à tarde, quando todos já haviam ido embora. No dia seguinte os policiais mudaram a tática e, à paisana, conseguiram “pegar” o governador, que marcou uma reunião com eles nesta segunda-feira, e lá….

Fez uma proposta

Dia 30 de junho entregará a proposta oficial do governo com lei e tabela para a categoria deliberar.  O envio do texto para a ALE será em novembro, junto ao que Confúcio chamou de “pacotão de leis”, com efeito financeiro para maio de 2017. Essa mesma proposta foi feita a enfermeiros e outras categorias que aguardam o PCCS. Os policiais devem realizar assembleia para deliberar sobre a proposta, mas a maioria já adiantou que é contrária e que vota pelo “endurecimento” de um posicionamento contra o governo. Pelo jeito, o tempo vai fechar.

Clínica Mais Saúde informa – Dieta com pouco sal pode fazer mal ao coração

Embora o sódio seja considerado um vilão para a saúde, principalmente para pessoas com hipertensão, um novo estudo mostrou que uma dieta com baixíssimo teor de sal pode, na verdade, aumentar o risco de problemas cardiovasculares. A novidade foi publicada recentemente no periódico científico The Lancet. Para chegar a esta conclusão, pesquisadores do Instituto para Pesquisa em Saúde Populacional (PHRI, na sigla em inglês) da Universidade McMaster e do Hamilton Health Sciences, ambos no Canadá, revisaram quatro estudos observacionais, totalizando 133.118 pessoas (63.559 com hipertensão e 69.559 sem o problema) que foram acompanhadas por cerca de quatro anos. Os voluntários tiveram seu consumo de sódio medido por exames de urina. Os resultados mostraram que pessoas com pressão arterial elevada que consomem mais de sete gramas de sódio por dia correm um risco 23% maior de eventos cardiovasculares, em comparação com aqueles que ingerem entre quatro a cinco gramas diários da substância. A grande surpresa, contudo, é que o risco subiu para 34% naqueles que consumiam menos de três gramas de sódio diariamente. Entre os participantes sem hipertensão, não houve aumento do risco de doença ou morte por causas cardiovasculares naqueles que consumiam mais de sete gramas de sódio por dia. Já naqueles que comiam menos de três gramas por dia, o risco aumentou 26%, em comparação com aqueles que consumiam de quatro a cinco gramas diariamente.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta