Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Governo favorece apadrinhados com “grupos de trabalho”

0

Manobra permite pagar gordas gratificações a secretários e “amigos do rei” burlando a legislação

Eleições

Em 2016 teremos novamente eleições para os cargos de prefeito e vereador. Mauro Naziz, candidato natural a reeleição, por enquanto não tem adversários. Mariana Carvalho, recém-eleita para deputada federal vem sendo aconselhada a participar do processo, mas não como candidata, e se ela tiver juízo deverá seguir essa recomendação. Lindomar Garçon não quer nem ouvir falar sobre isso. Também recém-eleito como representante de Rondônia em Brasília, disse que pretende fazer um mandato diferente, mais qualificado. Está pensando certo também.

O PMDB

Poderia vir com Mário Português, mas ele não anda muito empolgado com essa idéia. E quem perde somos nós, aliás, perdemos uma grande oportunidade de ter um prefeito que de fato, cuidaria dessa cidade. Agora ele prefere cuidar de sua fazenda. Além disso, apesar das críticas que vem sofrendo, Nazif em seu silêncio vem trabalhando. Obras de saneamento estão espalhadas por toda a cidade, se vão resolver, não sei, mas ao menos algo está sendo feito. E se, de fato o Dnit der continuidade as obras dos viadutos como está previsto, vai ser difícil conseguir derrubar Mauro.

A grosso modo

Parece que a saraivada de críticas contra a administração municipal não passa de questões pontuais, tem falhas, algumas gritantes e escandalosas, como por exemplo a dificuldade em vacinar crianças recém-nascidas nos postos de saúde. Concentraram tudo em lugar só e por incrível que pareça, só funciona as segundas, quartas e sextas pela manhã. Como disse, questões pontuais que precisam ser observadas e corrigidas. Quanto as obras de saneamento, vamos ver o resultado durante o período chuvoso, no fim do ano.

Por fora

Alguns grupos políticos observam a movimentação de Mauro para definir se lançam ou não candidatura. Um dos que tem pretensão é o vereador Alan Queiroz, ex-presidente da Câmara, mas as chances não estão a seu favor. Estavam, mas ao entregar de bandeja a presidência da Casa para o PT acreditando em outro projeto político, jogou fora seu futuro político, e vem perdendo cada vez mais espaço. Provavelmente não consegue sequer a reeleição. Outros que devem ficar sem mandato pelo legislativo municipal são Jair Montes e Eduardo Rodrigues, vítimas do apocalipse confuciano que também deve fazer estrago na reeleição de Marcelo Reis e Cabo Anjos. Reis com mais chances em função de seu trabalho na TV, porém com uma votação bem mais modesta que a última.

Portanto

Quem aposta que Nazif está morto vai perder. Ele pode até parecer cansado e lento, mas de leso não tem nada. Fica olhando…

Recordar é viver

No período em que Valdir Raupp governou Rondônia ele tinha uma forma bem prática de gratificar os mais chegados, eram os grupos de trabalho, que em tese são constituídos para determinadas funções, mas na prática não servem para nada, a não ser engordar a conta dos agraciados no fim do mês.

Pois é

A prática foi extinta no governo Bianco porque é dispendiosa e como eu disse, não acrescenta nada a administração pública. Ivo Cassol manteve a decisão e também não resgatou essa imoralidade, mas veio Confúcio e para “dar uma força”, ainda mais que ele fez um “h” com a conversa de que reduziu salários. Quem abre o Diário Oficial do Estado, percebe a enorme quantidade de “grupos de trabalho” que foram constituídos nos últimos anos.

Burlando

É constitucionalmente vedado a acumulação de cargos públicos remunerados, daí a instituição desses grupos de trabalho. Mas só os “amigos” que integram esses grupos, especialmente os secretários e ocupantes de cargos comissionados de alto escalão. Além da burla a constituição, a prática conflita com o artigo 63 da Lei Complementar Estadual nº 224/00, que prevê no máximo até dois Grupos de Trabalho, cuja característca básica é a transitoriedade, peculiaridade e circunstâncias especiais, devidamente comprovada mediante Relatórios de Trabalho acompanhado de documentos probatórios. O que não é nosso caso.

Portanto

Cabe aos organismos fiscalizadores, no caso me refiro apenas ao Ministério Público e Tribunal de Contas, porque da Assembleia não podemos esperar nada, adotar providências em relação a esses grupos, olhar a documentação e quem faz o que, de fato. Apesar do governo andar por ai “comemorando” sabe-se lá quais números “azuis”, isso não tem se refletido no cotidiano do rondoniense.

Lá vem

Agora em março a Polícia Civil anuncia que vai parar entre os dias 18 e 20 de março. De acordo com o presidente do Sinsepol, Jales Moreira, no início da gestão atual, a Polícia Civil estava em 4º lugar nacional em termos de salário e agora despencou para a 22ª colocação. “O governador não valorizou a categoria e hoje nós estamos no ranking como um dos piores do país. As condições de trabalho são vergonhosas, nossas delegacias estão sucateadas, e muitas vezes tiramos dos nossos bolsos para comprar copos descartáveis, papel higiênico, papel sulfite e outros materiais necessários. Não vamos mais fazer isso, agora nós vamos exigir que o Governo cumpra com o seu dever”, disse o presidente.

Pois é

Mas os governistas estão parecendo os juízes do TRE de Rondônia, não conseguem “enxergar” as coisas como elas são.

Vai continuar errado

A CPI da Petrobrás será comandada pelo PT e PMDB. O Congresso trouxe de volta as famigeradas passagens para esposas de deputados, as investigações da Lava-Jato sinalizam com fortes tendências a panos quentes e engavetamentos, os preços continuam subindo, o dinheiro sumindo e o Brasil parando. Mas a população continua exatamente como estava antes, parada, assistindo inerte a toda bandalheira.

Tem que zerar

O Brasil precisa de uma reforma política, administrativa e estrutural com urgência. Precisamos de uma nova constituição, mais enxuta, com menos paternalismo, com mais deveres. Não sei de onde tiraram a cretinice de “pátria educadora”, esse país é qualquer coisa, menos educador. Os investimentos em educação são ridículos, os professores são pessimamente remunerados, a maioria precisa de três ou mais contratos para poder ter uma vida minimamente digna, com isso não conseguem preparar aulas com tranquilidade. As escolas são uma piada. Estamos vivenciando um período extremamente conturbado e me preocupa passarmos por ele e voltarmos ao ‘status quo’. E todos os sinais indicam isso.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no www.painelpolitico.com e www.facebook.com/painel.politico e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondencia para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Maca peruana ainda está em estudos

Impulsionada pela moda dos chamados “superalimentos”, a maca peruana, também conhecida como “ginseng andino”, tem se tornado um dos principais produtos de exportação do país. As propagandas mais exaltadas a anunciam como uma “resposta natural ao Viagra”, apesar de nenhum benefício em termos de potência sexual ter sido confirmado pela ciência. O que sim, se sabe, é que a maca tem propriedades energizantes e benefícios comprovados que incluem o favorecimento da memória e da aprendizagem. A raiz é cultivada na região andina, principalmente no Peru, mais de 4 mil metros acima do nível do mar. Segundo registros históricos, ela é consumida pelos nativos desde o século 17, mas de acordo com pesquisadores é conhecida desde o ano 8.000 a.C. “Muitas das coisas tidas como certas sobre maca não foram comprovadas pelas pesquisas. Até o ano 2000 se dizia que hipertensos não poderiam consumi-la, mas descobrimos que, na verdade, ela diminui a pressão arterial”,diz o biólogo e endocrinologista da Universidade Peruana Cayetano Heredia, Gustavo F. Gonzales Rengifo, especialista nas propriedades da planta.

Comentários
Carregando