Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Gráfica “fantasma” imprimiu material de Confúcio

0

Sem Ibope

Até esta quarta-feira, não consta nenhum pedido de registro de pesquisa por parte do IBOPE ou qualquer outro instituto de fora do Estado para a realização de sondagens eleitorais em Rondônia. Já realizaram pesquisas as empresas J.J Coelho, Fonte Real, Comunicare Organizações e Areval e CIA. O último registro é do Fonte Real, no dia 28 último.

Olha essa

O Tribunal Superior Eleitoral tenta, a cada eleição, aumentar a fiscalização sobre as campanhas. Em passado recente alguns candidatos agiam de maneiras escusas e uma das medidas adotadas pelo Tribunal foi a obrigatoriedade da impressão do CNPJ das gráficas no material produzido nas campanhas, assim como a tiragem correta, para evitar fraudes.

Porém

Aqui em Rondônia velhas práticas são difíceis de serem abandonadas. A coluna vem pesquisando os materiais apresentados pelos candidatos e qual não foi nossa surpresa ao conferir o CNPJ dos santinhos de Confúcio Moura que estão espalhados pela cidade, assim como outros candidatos do PMDB a deputado federal e estadual. A inscrição utilizada é a 06.88.142/0001-41, que pertence a empresa DGCollor Indústria e Comércio EIRELI-ME, que além de serviços gráficos vende “de agulha a avião”.

A principal

Atividade da empresa é “Comércio atacadista de mercadorias em geral, sem predominância de alimentos ou de insumos agropecuários”. Mas ela também é comércio atacadista de alimentos para animais, de ferragens e ferramentas, medicamentos e drogas de uso humano, móveis e artigos de colchoaria, fabricação de conservas de palmito, alimentos e pratos prontos, artigos para viagens, bolsas e semelhantes de qualquer material e também é gráfica.

Ocorre

Que todas essas atividades, que convenhamos, não são poucas, funcionam (ou deveriam) na rua Elias Gorayeb, 2462. Porém, nesse endereço encontramos uma residência, uma casa simples que mesmo com muito boa vontade não seria possível desenvolver nenhuma das atividades da empresa. De acordo com as informações nos santinhos, foram feitas 500 mil unidades para governador e 2 milhões para deputados federais e estaduais. Abaixo as imagens do santinho e do endereço onde funciona a “gráfica”. É bom andar rápido e ficar de olho na casa, vai que na madrugada eles colocam um equipamento por lá.

Santinho de Confúcio. No destaque, o CNPJ da gráfica fantasma
Santinho de Confúcio. No destaque, o CNPJ da gráfica fantasma
Endereço onde deveria funcionar a gráfica
Endereço onde deveria funcionar a gráfica

Uso irregular

E o governador Confúcio Moura sofreu uma derrota parcial no Tribunal Regional Eleitoral nesta quarta-feira. Ele foi acusado pelo Partido dos Trabalhadores de utilizar em seu perfil pessoal no Facebook vídeos, fotos e textos pertencentes ao acervo estadual. Também teria utilizado um link para a página mantida na internet pelo Departamento de Comunicação do Governo (Decom). Nesta página, constam várias matérias – ilustradas por fotografias – enaltecendo os supostos feitos do governador. O juiz eleitoral Guilherme Ribeiro Baldan concedeu liminar determinando a retirada do link e aplicação de multa. Segundo o advogado do PT, Nelson Canedo, “sem nenhum pudor, o governador apoderou-se de bens públicos para utilizar na sua campanha como se ele fosse o proprietário de tais bens”.

Já a companheirada

Enviou convite por e-mail para reunião com a candidata “Claudir do Sintero” usando o e-mail institucional do próprio Sintero. E o evento acontecerá também no auditório do Sintero em Vilhena, no dia 1 de agosto. Interessante observar que o e-mail foi enviado para endereços de e-mail de escolas públicas. Foram encaminhados para [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected] e [email protected].

Mas

Se candidato não pode passar nem perto de escola, pode usar e-mails das escolas para marcar reunião com servidores da educação? Será que não deveriam enviar para os e-mails pessoais de cada um dos servidores? Na listagem podemos ver e-mails com a extensão @seduc.ro.gov.br.

Expectativa

O advogado Diego Vasconcelos informou à coluna nesta quarta-feira que o processo referente ao registro de candidatura de Expedito Júnior deverá estar na pauta da Corte na próxima terça-feira, 5. O presidente do TRE, Péricles Moreira Chagas havia informado, em reunião, que todos os processos devem estar julgados até o dia 5. Segundo Diego, a expectativa de sucesso é grande, uma vez que decisões sucessivas do Tribunal Superior Eleitoral garantem o deferimento de registro em casos similares. Ele informou ainda que a situação do Solidariedade deverá estar resolvida até no máximo dia 8. Nesta quarta-feira o DRAP do PSDB foi julgado e deferido.

Ser velho no Brasil custa caro

No Brasil, o custo anual da velhice pode ultrapassar o preço de um carro de luxo. Foi o que uma pesquisa constatou quanto às despesas com um idoso que necessite de atenção 24 horas por dia: os serviços de cuidadores chegam a sair até R$ 144 mil ao ano. Vale ressaltar, para comparação, que um carro Audi A3, modelo 2014, é vendido no País por cerca de R$ 120 mil. Em São Paulo, contratar cuidadores que passem 24 horas por dia com um idoso pode chegar a R$ 12 mil por mês, ou R$ 144 mil por ano, segundo a Right at Home, considerada uma agência de preços medianos. O turno de 12 horas pode variar de R$ 187 a R$ 215. Em um levantamento feito pelo iG em São Paulo, com ajuda do geriatra da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Clineu Almada, e de empresas especializadas em idosos, só os medicamentos já assustam. Na Ultrafarma, rede de farmácias, o ticket médio de gasto com remédios é de R$ 105,63, sendo que 75% dos clientes são idosos. Ou seja, por ano, um idoso é capaz de gastar mais de R$ 1.200 em medicamentos. Já os exames de rotina – de sangue e de imagem, feitos anualmente – em um laboratório particular sairiam por cerca de R$ 3.871 segundo dados do Delboni Auriemo Medicina Diagnóstica. Isso sem contar a consulta ao geriatra, que, em São Paulo, pode variar de R$ 400 a R$ 1 mil por encontro de acordo com Almada. As informações são do IG.

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Para fazer parte de nossos grupos no whatsapp envie um whats para 9248-8911 com a seguinte informação: nome+sobrenome+NOTÍCIAS (apenas para receber informações); Caso queira participar de debates e interagir com os demais membros envie nome+sobrenome+DEBATES; Não incluímos ninguém por indicação, a própria pessoa deve enviar o pedido. Notícias são enviadas até às 22 horas, a partir desse horário só se for algo de grande relevância. Também estamos com grupos no aplicativo Telegram. Para mais informações acessehttp://painelpolitico.com/grupos-de-noticias.

Abuso de bebidas na meia-idade pode elevar risco de perda de memória

Se o consumo de álcool ainda na adolescência é maléfico e pode causar dependência, as bebidas também causam outros impactos nos estágios mais avançados da vida. Uma pesquisa publicada na Revista Americana de Psiquiatria Geriátrica deste mês constatou pessoas de meia-idade que bebem podem mais do que dobrar os riscos de desenvolverem doenças relacionadas à perda de memória. O estudo baseou-se a partir de respostas a um questionário apresentado a uma série de pacientes entre 50 e 60 anos. O estudo também descobriu que o abuso de álcool pode ter “custos ocultos” mais tarde na vida, inclusive prejudicando a cognição e aumentando o risco de vários problemas de saúde. Há inclusive uma associação entre o risco de demência e os níveis de consumo atual de álcool, constatado em casos de idosos e pessoas de meia-idade que revelam o quanto bebem e desenvolvem problemas. Os pesquisadores ressaltam, no entanto, que o estudo ainda é preliminar, sendo o maior mérito o fato de ele estabelecido uma associação entre ter um problema com a bebida, em qualquer momento da vida, e enfrentar problemas com a memória mais tarde.

 

Comentários
Carregando