Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Grampo da PF revelou esquema para favorecer empresas da família Gurgacz

0

E o governador Confúcio Moura sabia de tudo, tendo inclusive participado de reunião

Fantasmices

O Governo de Rondônia possui uma representação política em Brasília. Lá ficam nomeados, além do representante do Estado, que atualmente é a senhora Lizete Lionel, vários assessores. A representação funciona o dia inteiro, mas, pelo visto, não para a servidora Raquel Carrijo Kotnick, que cumpre expediente apenas entre 14 e 17 horas, recebendo CDS 10, ou seja, trabalha apenas 3 horas por dia e recebe cerca de R$ 7 mil. As manhãs de Raquel são ocupadas pelo Sindicato Nacional dos Servidores da Educação Básica, Profissional e Tecnológica – SINASEFE. Mas a folha de ponto dela, do mês de novembro do ano passado, está assinada nos dois horários, no papel, que aceita tudo, ela entrou pontualmente às 7h30min, saiu ao meio-dia, retornou às 14 horas e saiu às 18. Quem será seu padrinho (ou madrinha)?

Ainda o Detran

O Idecan, instituto responsável pelo concurso público do Detran, realizado ano passado, entrou em contato, através de sua assessoria, contestando algumas informações da última coluna. Abaixo a íntegra da “Nota de Esclarecimento”:

Nota de Esclarecimento

Em relação à coluna Painel Político publicada no dia 10 de fevereiro de 2015 o IDECAN esclarece que:

1) Diferente do publicado, a sede do Idecan fica em Brasília (DF), na SAUS, quadra 5, bloco K, salas 1404 e 1405, Ed. Ok. Office Tower, Asa Sul.

2) Não houve nenhuma ação do Ministério Público de Rondônia em relação ao concurso realizado pelo Idecan para a Prefeitura de Vilhena, em 2014. O concurso foi realizado de forma tranquila, dentro dos altos padrões de qualidade, segurança e sigilo do Instituto que realiza concursos e seleções em todo Brasil. O concurso anterior ao ano de 2014, realizado para esta prefeitura, não foi organizado pelo Idecan, mas por um instituto do próprio estado.

3) Os integrantes do Idecan, inclusive seus dirigentes, têm total liberdade de exercer sua cidadania, filiando-se a quaisquer partidos políticos que lhes sejam convenientes. O Instituto, no entanto, é apartidário. Prova disso são os concursos realizados para diversos órgãos públicos por todo o Brasil, em gestões exercidas por membros de diversos partidos.

4)  O Idecan lamenta que o seu nome tenha sido vinculado a questões jurídicas e políticas as quais ele não tem nenhuma associação.

Assessoria de Comunicação / IDECAN

Sobre a nota

O Idecan pode até ter mudado para Brasília, mas sua sede era em Muriaé. Quanto a “liberdade de filiação”, se não fosse problema, o Ministério da Agricultura não teria cancelado o contrato. O instituto ganhou uma liminar, mas o caso segue na justiça (detalhes AQUI).

Você sabe o que é PCPV?

É a sigla para Plano de Controle da Poluição Veicular, desenvolvido pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), que, através da resolução 418/2009 estabeleceu que as cidades, com frotas superiores a 5 milhões de veículos, fizessem um controle sobre a quantidade de poluentes emitidos na atmosfera pelos escapamentos. Nessa resolução apenas São Paulo se enquadrava, porém, como o “Brasil é um país de todos”, os demais estados enxergaram uma oportunidade de arrecadar uns trocados e danaram a produzir seus PCPV. Quem saiu logo atrás foi o Paraná, depois vieram os outros. Mas o pulo do gato dessa história é a elaboração do PCPV, que através dele define o edital de licitação para as empresas que vão operacionalizar.

Evidente

Que um negócio desses não passaria desapercebido pela turma do governo da cooperação. Em agosto de 2011, uma conversa gravada pela Polícia Federal, com autorização judicial, flagrou o cunhado de Confúcio Moura (governador de Rondônia), Francisco de Assis (preso em 2014, acusado de uma série de crimes) com o diretor do Detran, e vice-governador Aírton Gurgacz, falando exatamente sobre a elaboração do PCPV de Rondônia e claro, como eles iriam ganhar dinheiro com isso. O ex vice-governador e atual deputado estadual pede a Assis que “ele dê uma preferência” para o pessoal dele, e lembra que seu irmão, o empresário Assis Gurgacz já tem uma empresa que trabalha na elaboração desse plano em outro estado. Veja abaixo o diálogo gravado pela PF:

convesa1

 

Interessante

Observar no diálogo que tudo já “estava acertado”, inclusive com a anuência do governador e a participação do senador Acir Gurgacz, que, segundo Aírton, haviam falado conversado em sua sala. Veja abaixo a continuação do diálogo:

conversa2

Em setembro de 2013

O governador Confúcio Moura publica no Diário Oficial do Estado, a criação da Comissão Transitória, responsável pela elaboração do PCPV-RO. Em licitações realizadas por outros estados, o valor médio da elaboração desse plano é de R$ 1,9 milhão, mas isso só ocorre após as secretarias de meio ambiente realizarem o trabalho técnico, de levantamento. A vistoria fica por conta dos Detrans, sendo que alguns terceirizam esse serviço e outros cadastram oficinas para efetuar as vistorias, tudo evidentemente pago pelo contribuinte. Em Rondônia, a frota de veículos está longe dos 5 milhões, de acordo com o IBGE, temos cerca de 760 mil, em todo o Estado, incluindo motos e jericos.

Também em 2013

Foi a última vez que se ouviu falar desse Plano aqui por essas bandas. Em 2014 o Estado foi assolado por uma onda de operações policiais que prendeu grande parte das autoridades de Rondônia. Porém, isso não exime os envolvidos. A conversa comprova que, de fato, quando se trata de elaboração de projetos que renderam algum dinheiro, todos se juntam para tentar abocanhar uma fatia.

Toc-toc

  • Quem é?
  • É a Polícia Federal. De novo. Viemos apreender seu iate.
  • Essa decisão judicial só pode ser classificada como fúria selvagem”

Empresário Eike Batista (de novo) tendo seus bens apreendidos até a quantia de R$ 3 bi, para garantir pagamentos, caso ele venha a ser condenado. Segundo seu advogado, “não deixaram dinheiro nem para ele comprar bananas para o filho de 3 anos”.

10

Esse é o número de vezes que a vendedora Fabiana Pina, moradora do bairro Três Marias teve sua casa invadida nos últimos 2 anos. A última foi na tarde desta quarta-feira, ao chegar deu falta de uma série de objetos, “virei freguesa, são sempre os mesmos, chegam de carro e levam tudo”, conta. A polícia, segundo ela, quando atende simplesmente registra a ocorrência, “os policiais já me sugeriram que eu comprasse uma arma, acredita?”. Pois é, desse jeito ela vai terminar entrando para algum livro de recordes. Mas, para o governo da cooperação, está tudo certo. E a população errada.

Horizonte nublado

Março e abril prometem chuvas e trovoadas. Como diriam os Starks nas Crônicas do Fogo e do Gelo “o inverno está chegando”. De novo.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no www.painelpolitico.com e www.facebook.com/painel.politico e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondencia para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Qual a melhor hora para prática de exercícios?

O esporte praticado logo cedo ajuda a estabelecer uma rotina de exercícios mais sólida, simplesmente porque ocorre antes dos compromissos e horários de trabalho da maioria das pessoas. Diversos estudos científicos reforçam a ideia de que a atividade física matinal traz benefícios. O lado negativo disso é que, pela manhã, a temperatura do corpo tende a ser mais baixa, o que aumenta o risco de lesões e pode reduzir o desempenho do praticante. Na mão oposta, quem prefere praticar esportes mais tarde se beneficia de temperatura corporal e níveis hormonais no auge, o que melhora o desempenho. Um estudo da Universidade de Chicago, nos EUA, indica que é mais fácil atingir resultados melhores em resistência e construção de massa muscular exercitando-se no final do dia. O risco de lesões também é menor, já que o corpo responde mais rapidamente por estar desperto por muitas horas. Além disso, para muitas pessoas, o exercício noturno é uma forma de relaxar depois de um dia estressante. O denominador comum de todos os estudos parece ser que o exercício, independentemente do horário em que é praticado, é muito melhor do que o sedentarismo.

Comentários
Carregando