fbpx
Coluna – Gurgacz desmente Carlos Lupi, “não passei procuração”

E ainda, dois Procuradores e dois secretários de Estado vão ter que devolver dinheiro por grupos de trabalho

Orquestra

Vários senadores estão afinando o discurso de “eleições já” para a presidência da República. Essa articulação vem ganhando força porque o PT e seus aliados sabem que a oposição não tem nome para enfrentar Lula nessa altura do campeonato. O líder petista está enfraquecido, mas o apelo popular junto as massas mais pobres ainda é grande. O populismo é uma praga que deve ser combatida, não apenas na América Latina, mas no mundo todo. Esse clientelismo doentio mantém os pobres como massa de manobra e esse é um dos motivos de continuarmos sendo uma republiqueta.

Coro

E quem engrossa esse coro é o senador rondoniense Acir Gurgacz (PDT) o eterno indeciso. Em entrevista na Rondônia Rural Show, disse que “essa é a única alternativa do Brasil”. Não, não é. A alternativa mais viável é um esforço pluripartidário em prol do país, algo que soa estranho para os políticos, já que a grande maioria ocupa cargo ou para ter foro privilegiado ou para tratar de negócios próprios. Não sei se o senador de Rondônia se encaixa em um desses perfis.

Desmentido

O que está chato nessa história toda é a falta de clareza na opinião de Gurgacz. Nesta terça-feira o jornal O Globo divulgou matéria falando sobre a possibilidade dele (Gurgacz) e de Romário Farias (PSB-RJ) mudarem o voto em relação à Dilma. O jornal citou como fonte o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi que, em entrevista, garantiu que o senador rondoniense vai votar à favor da presidente afastada, “O Acir vai votar contra (o impeachment), ele mandou por escrito”, disse Lupi. Em nota postada no Facebook, e divulgada em outras redes, Acir desmentiu, “não passei procuração para o presidente do PDT ou para qualquer outra pessoa falar em meu nome”. Então Lupi é um mentiroso. Tá lá no Globo.

Enquanto isso

O PDT puniu os seis deputados federais que votaram contra Dilma. A punição mais grave foi aplicada a Giovani Cherini (RS), que foi expulso da legenda. Os outros cinco parlamentares – Sérgio Vidigal (ES), Flávia Morais (GO), Mário Heringer (MG), Subtenente Gonzaga (MG) e Hissa Abrahão (AM) – foram suspensos por 40 dias. Flávia e Vidigal também foram afastados do comando dos diretórios estaduais de Goiás e do Espírito Santo. Com uma bancada de 19 deputados, o PDT deu 12 votos contrários ao impeachment na Câmara.

Pois é

Agora a legenda vai examinar processos contra os senadores pedetistas Lasier Martins (RS) e Acir Gurgacz, que também votaram a favor do impeachment. Gurgacz integra a executiva nacional do PDT e é presidente estadual da legenda há anos. Ele foi o responsável pelo fortalecimento do partido no Estado e sempre caminhou lado a lado com o PT. Sua trajetória política o credencia a votar á favor de Dilma, ou engrossar a orquestra do “eleições já”.

LF_asx

Grupo LF informa – Calibragem de pneus melhoram estabilidade do carro

Os SUVs têm o centro de gravidade mais alto do que veículos como sedãs, por exemplo. Essa estrutura torna esse tipo de utilitário mais propenso a capotamentos, o que pode piorar se a calibragem não estiver em dia. Em geral, os SUVs tem pneus maiores, com paredes grandes na lateral. Com o pneu murcho, as laterais baixam, a área de contato do pneu com o solo aumenta e isso pode fazer com que ele “segure” demais no chão. Como esse tipo de situação varia de acordo com a construção lateral dos pneus, em alguns carros o efeito pode ser o contrário. “Alguns pneus podem dobrar na lateral, levantando e diminuindo a área de contato com o asfalto”, dizem fabricantes de pneus. Sua picape pode perder estabilidade no eixo traseiro. É importante lembrar que todo tipo de carroceria sofre quando há falhas na calibragem, mas a picape fica especialmente instável quando os pneus têm pressão acima do normal. Ao carregar a picape, é preciso aumentar a pressão dos pneus. Mas ao esvaziá-la, a pressão deve ser reduzida ao normal exigido pela montadora.

Por aqui

Dois secretários de Estado e dois procuradores podem ter que devolver uma grana aos cofres públicos por terem recebido indevidamente valores de grupos de trabalho. E estou falando de muito dinheiro, coisa de R$ 300 mil para cima. E ainda vão responder por improbidade administrativa com risco de perderem cargos públicos. Mais adiante a gente trás mais detalhes sobre o caso.

Em Brasília

Eduardo Cunha tenta algumas manobras para ganhar tempo e evitar a cassação. Se porventura ele escapar dessa, o que não é difícil, vez que estamos no Brasil e por aqui tudo é possível, Marcos Rogério vai ter que tomar cuidado. O presidente afastado da Câmara dos Deputados é dado a se vingar dos desafetos. Dilma que o diga.

Clínica Mais Saúde informa – Ficar muito ocupado é bom para o cérebro

Você anda estressado com a quantidade excessiva de tarefas a cumprir? Um novo estudo acabou de mostrar que isso pode fazer bem ao cérebro. A pesquisa, publicada recentemente no periódico científico Frontiers in Aging Neuroscience, mostrou que pessoas ocupadas têm mentes mais rápidas e melhor memória. Para chegar a essa conclusão, pesquisadores da Universidade do Texas, em Dallas, nos Estados Unidos, pediram que 330 participantes saudáveis, com idade entre 50 e 80 anos, relatassem suas tarefas diárias. Em seguida, os voluntários foram submetidos a uma bateria de exames. Os resultados mostraram que independentemente do nível de instrução individual, ter um dia a dia mais atarefado está relacionado a um cérebro mais saudável. Os participantes mais ocupados mostraram-se capazes de processar informações mais rapidamente, tinham melhor memoria, raciocínio e vocabulário do que aqueles com um cotidiano mais tranquilo. Essas pessoas também apresentaram melhor memória episódica – habilidade de lembrar acontecimentos específicos.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta