Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Inscrição da Civil é mais cara que a da PRF

0

Sob encomenda

O programa Profissão Repórter, exibido pela Rede Globo na última terça-feira parece “missa encomendada” ainda mais quando deu voz a José Lúcio Gomes, do consórcio Energia Sustentável que, tirando uma com a cara da população tascou, “é a chuva que vem lá da Bolívia”, se referindo a maior enchente já registrada na história do Rio Madeira, que atingiu mais de 25 mil famílias em dois estados, isolou Acre e Guajará-Mirim e acabou com os distritos da região do Baixo Madeira.

Evidente

Que se trata de piada de mau gosto por parte de José Lúcio Gomes, diretor de Jirau que ainda desdenhou ao afirmar que “ a gente sabe que cientificamente nós temos depoimentos isentos de geólogos, de hidrólogos, de vários institutos nacionais e internacionais que realmente não tem nada a ver uma coisa com a outra, assim como o saci-pererê, o boitatá e a cheia do Madeira. Aí você pode atribuir a qualquer coisa”.

Que a promotora Aidee Maria Moser, do Ministério Público Federal acrescentou um detalhe que até os bagres que restaram no Madeira já sabiam, que não foram feitos estudos coisa nenhuma, e os que fizeram, foram mal feitos. Portanto, por mais que as usinas se esforcem para negar, a responsabilidade é sim delas. Não foram feitos os estudos necessários, e isso sabe-se desde antes da liberação das licenças ambientais, que aliás, a ex-ministra Marina Silva dizia que não daria, enquanto não fossem realizados estudos adequados. Como o sudeste estava na iminência de um apagão, atropelaram todos os estudos e o resultado é este que vimos esse ano. E ano que vem, tem mais, se providências não forem tomadas.

Quem assistiu

Também entendeu porque as famílias que estão abrigadas nas escolas não querem ir para o acampamento de refugiados montado pelo governo do Estado. Nas escolas, a estrutura é muito melhor, nem se compara àquelas barracas que parecem fornos expostos ao sol. Dramática a situação dos desabrigados, que deve se prorrogar por mais um tempo. Apesar do rio estar baixando, a situação só deverá normalizar daqui a pelo menos dois meses.

Olha essa

O Detran intensificou as blitz na capital nas últimas semanas. Além do papel pedagógico das blitz, elas também são uma verdadeira máquina de fazer dinheiro. Sem contar a fortuna que é arrecada através dos pagamentos de licenciamentos, IPVA, carteiras de habilitação, emplacamentos, etc.

Mesmo assim

Usuários estão furiosos com o Detran. Muita gente vem acordando 5 da manhã para conseguir um bom lugar na fila e não perder o dia inteiro tentando resolver questões naquele órgão. Faltam servidores e sobram problemas, principalmente para quem precisa do Detran.

De volta

Alex Testoni, prefeito de Ouro Preto que está licenciado, retornou ao município após uma viagem de 10 dias, mas não pretende reassumir o cargo, pelo menos nos próximos dias. Testoni afirmou que pediu licença por 180 dias e pretende, neste período, organizar sua vida empresarial, que segundo ele, estava em segundo plano desde que foi eleito prefeito. Ele vai ficar na cidade e garante que retorna ao cargo, tão logo suas coisas estejam resolvidas.

O prefeito

Se queixou da pressão que vinha sofrendo para ser candidato ao governo, mas reafirmou que preferiu ficar fora da disputa para manter a palavra que havia dado a Confúcio. Ele se disse surpreso com a onda de assaltos que vem ocorrendo na cidade e afirmou que mesmo afastado, vem apoiando a vice prefeita em algumas medidas a serem adotadas, entre elas o agendamento de uma reunião com o governador para solicitar mais efetivo para o município.

#VemqTem

Para quem gosta de rádio, uma novidade no dial vem fazendo sucesso aos sábados na Rádio Globo AM – 1310. É o programa #VemqTem, apresentado pelas jornalistas Ariany Rolim, Emililli Sousa, Janaína Brito, Jully Ceni, Karina Quadros e Thais costa. O programa, de variedades, é divido em 6 quadros, comandados por cada uma delas e cada quadrotem temas diversos e diferentes. Além de contar com a participação do público por telefone e redes sociais, temas como música, comentários sobre notícias da semana, estética, moda, turismo, enfim, uma enorme diversidade de assuntos. O programa é levado ao ar das 11 às 13 horas.

Tá caro

Muita, mas muita gente mesmo anda reclamando dos altos valores que estão sendo cobrados pela Fundação Carlos Bittencourt (FUNCAB) nas inscrições do concurso da Polícia Civil de Rondônia. Eles variam entre R$ 96 (nível médio) e R$ 106 (nível superior). A Polícia Rodoviária Federal, por exemplo, que oferece 116 vagas a mais que a Polícia Civil de Rondônia, cobra R$ 60 pela inscrição.

É bom lembrar

Que existe um procedimento investigatório em andamento pelo Tribunal de Contas e Ministério Público por uma denúncia de esquema fraudulento nos concursos promovidos pela FUNCAB em Rondônia.

Rescindiu

A prefeitura de Porto Velho conseguiu, judicialmente, desfazer o contrato com a empresa Marquise, responsável pela coleta de lixo na cidade. Pelo acordo, a Marquise vai trabalhar durante seis meses, tempo que a prefeitura vai realizar licitação. Mauro Nazif pretende operar com várias empresas, dividindo a cidade em setores. Segundo ele, “é uma forma de quebrar o monopólio”. O contrato da Marquise era de mais de 20 anos e com valor superior a R$ 330 milhões.

Teimosia

O presidente da FIERO, Dênis Bau, pelo visto, quer ficar para sempre nessa posição. E estava armando o bote, não fosse uma decisão judicial que determinou, sob pena de multa de R$ 500 mil, o cancelamento da assembleia marcada para 14 horas do dia 14 de abril de 2014, que pretendia alterar o estatuto da entidade e permitir que Denis e a atual diretoria fosse reeleita, descumprindo acordo judicial que garantiu sua permanência até 31 de janeiro de 2015. O Sindicato das Indústrias de Construção Civil do Estado (SINDUSCON) obteve liminar na justiça do Trabalho no último dia 11, abortando a manobra.

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Para fazer parte de nossos grupos no whatsapp envie um whats para 9248-8911 com a seguinte informação: nome+sobrenome+NOTÍCIAS (apenas para receber informações); Caso queira participar de debates e interagir com os demais membros envie nome+sobrenome+DEBATES; Não incluímos ninguém por indicação, a própria pessoa deve enviar o pedido. Notícias são enviadas até às 22 horas, a partir desse horário só se for algo de grande relevância. Também estamos com grupos no aplicativo Telegram. Para mais informações clique AQUI.

Posição do casal durante o sono revela a força do relacionamento

Você gosta de dormir de conchinha ou geralmente acorda do outro lado da cama, de cara para a parede? Uma nova pesquisa mostra que a posição durante o sono com o parceiro revela muito sobre o relacionamento. E a chave é a distância entre os corpos, de acordo com as 1,1 mil pessoas entrevistadas. Parceiros que dormem bem pertinho, a uma distância de 2,5 cm, são mais felizes que aqueles que ficam mais de 70 cm separados. Casais que fazem contato físico durante a noite estão em melhores condições que os que não se tocam. A pesquisa, publicada nesta quarta-feira no Festival Internacional de Ciência de Edimburgo expande o trabalho do psiquiatra Samuel Dunkell. Segundo ele, pessoas que dormem na posição fetal são mais suscetíveis à indecisão, ansiedade e críticas. As que preferem a posição semifetal são conciliadoras, passíveis de comprometimento e dificilmente tomavam posições extremas. Aquelas em posição “real” (de barriga para cima) tendem a ser confiantes e expansivas. E as que preferem dormir de bruços mostram tendência à rigidez e perfeccionismo. O estudo constatou que 42% dos casais dormiam de costas um para o outro; 31% com o rosto apontando para a mesma direção e apenas 4% face a face. Cerca de 34% se tocavam durante o sono e 12% passavam a noite a menos de 2,5 cm de distância, enquanto 2% dormiam mais de 70 cm separados. Daqueles que adormecem juntos, com contato corporal, os que estão face a face tendem a ser mais felizes que os “de conchinha”, com o rosto apontando para a mesma direção ou olhando para direções opostas. Entre os que não se tocam, o maior número de casais felizes olha no mesmo sentido — sobretudo aqueles que dormem de costas ou de frente para o outro. As informações são do jornal O Globo.

Comentários
Carregando