Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Kamikaze mostra que pregões eletrônicos são fraudados

0

E ainda: Haus Bier Petrolina expande suas atividades no nordeste; Sindisaúde terá que convocar novas eleições

Até hoje, nada

A praça Jonathas Pedrosa, inaugurada em 1915 continua uma lixeira, tomada por ambulantes durante o dia e marginais nas madrugadas. O local é deprimente. Um vídeo do coletivo Kaus PVH demonstrou bem essa situação. Interessante é que o Ministério Público, acostumado a dar pitaco até em cavalgada, simplesmente ignora essa situação. Deveria processar prefeito, vereadores e secretários municipais pelo descaso e abandono com espaços públicos em Porto Velho.

Impressionante

Como não se dá valor à qualidade de vida na capital rondoniense. Praticamente todos os espaços públicos que deveriam ser agradáveis e atender às famílias, são tomados por ambulantes, noiados ou simplesmente abandonados. E as pessoas querem e precisam desses espaços. Prova disso é a multidão que ocupa a praça Marechal Rondon (ginásio de esportes) nos finais de semana.

Nova eleição

O Sindisaúde vai ter que convocar novas eleições em até 60 dias. A justiça do trabalho concendeu liminar suspendendo a posse da diretoria eleita em 3 de fevereiro desse ano e determinou nova eleição. Como interventor foi nomeado Juscelino Amaral, que já ocupou a função anteriormente. Uma ação alegava que houve falhas nas urnas eletrônicas como servidores que não constaram seus nomes nas listas de votação, inadimplentes que votaram, servidores que deixaram de votar em razão da localização das urnas e servidores que constavam com seus nomes indicados em municípios diversos.

Nós já havíamos

Falado sobre essa situação de eleições nos sindicatos em Rondônia, que se transformaram em pequenos feudos de grupos que se perpetuam no poder. O Sindisaúde é um desses casos. Com orçamentos milionários, seus diretores mantém altos padrões de vida com regalias de dar inveja a deputados federais, isso tudo custeado com dinheiro do suor dos que de fato trabalham. Com raríssimas excessões os sindicatos de Rondônia trocam suas diretorias. O Sintero, por exemplo, está sob o comando do PT desde sua fundação. Mudam-se os presidentes, mas o grupo é sempre o mesmo.

Crise, onde?

Vender cerveja parece ser um bom negócio, ao menos no nordeste. A Haus Bier Petrolina está expandindo sua área de atuação e agora atende em 10 pontos de distribuição no Vale do São Francisco. Já tem em Cabrobó, Campo Formoso, Senhor do Bonfim e até em Juazeiro. É Rondônia marcando território no nordeste. A Haus Bier Petrolina pertence à família do Chefe da Casa Civil de Rondônia, Emerson Castro.

Pois é

Só que o alvará de funcionamento da Haus Bier Petrolina, postado por ela própria no Facebook tem um pequeno problema, lá não consta que ela seja “indústria” e sim “restaurantes e similares”. Sabe o que isso quer dizer? Está irregular, é mais ou menos como aconteceu com a Lumiar quando participou de uma licitação para lavar roupas hospitalares. Lavar roupa ela podia, de hospital não. A Lumiar também pertence à família de Emerson Castro. Existe uma normativa do Ministério da Agricultura sobre produção de bebidas alcoólicas. Abaixo, o alvará mostrado pela Haus Bier.

Alvará não consta a atividade de indústria
Alvará não consta a atividade de indústria

Pregões eletrônicos

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira a Operação Kamikaze II, que investiga fraudes em pregões eletrônicos e fez buscas em Porto Velho e Guajará-Mirim. Não é de hoje que se discute a eficácia dessa modalidade para licitações. São sim passíveis de fraudes e nem de longe podem ser usadas como argumentos para “transparência” e “honestidade” por governos ou prefeituras. Rondônia sofre com isso. Quer um exemplo? As obras de asfaltamento do programa “Mão Amiga” conduzidas pelo ex-diretor do DER Lúcio Mosquini. As empresas vencedoras, curiosamente todas de pessoas ligadas a ele de alguma forma, venciam os certames com preços surreais.

Terminou

Que foram obras mal feitas, o asfalto está desmanchando e a população ficou no prejuízo. Creio que mais importante que o “menor preço” é a qualidade técnica das obras e principalmente a capacidade de execução por parte de empresas que atuam no setor público. Empresa no papel é o que mais existe, agora empresas com lastro patrimonial, bens e um acervo de obras produzidas com qualidade, são poucas. Essas deveriam ser observadas e contratadas. Não precisa de “pregão eletrônico”, basta uma vistoria nas dependências, na contabilidade e uma tabela de preços de referência para poder executar uma obra pública. Essa balela de “permitir a participação de todos” é uma forma de corrupção desmedida.

Prova disso

São as obras de saneamento de Porto Velho. Fizeram licitação via “pregão eletrônico”, venceu uma empresa de fora do Estado e até hoje não foi colocada uma manilha sequer. E nem vou falar dos viadutos, das estradas, dos hospitais, etc…

Clínica Mais Saúde informa – Jovens de hoje fazem menos sexo que gerações anteriores

Os jovens de hoje têm menos relações sexuais que as gerações anteriores, revela um estudo feito com 26.707 pessoas nos Estados Unidos. Segundo a pesquisa, publicada nesta semana na revista científica Archives of Sexual Behavior, a porcentagem de jovens de 20 a 24 anos que afirma não ter parceiros sexuais desde os 18 anos é de 15%. Em 1960, a porcentagem era de 6%. A outra geração que mostrou uma taxa mais alta de inatividade sexual foi a dos nascidos na década de 20. Os dados do estudo foram baseados nas respostas de jovens e adultos à General Social Survey, um levantamento anual sobre hábitos e comportamentos dos americanos. Segundo a pesquisa, as mulheres jovens são cerca de duas vezes mais propensas do que os homens a ser sexualmente inativas. Entre as nascidas em 1990, o número é de 5,4%, enquanto em 1960 era de 2,3%. Pesquisa publicada recentemente no periódico científico Journal of Adolescent Health mostrou que mais de 30% dos jovens britânicos têm problemas sexuais. No último ano, pessoas de 16 a 21 anos enfrentaram distúrbios como disfunção erétil, ejaculação precoce ou dificuldade de chegar ao clímax, distúrbios comumente relacionados a pessoas mais velhas.

Comentários
Carregando