Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Mais um roubo no almoxarifado do governo está sendo investigado

0

Falida

Assim podemos classificar a usina asfáltica de Ji-Paraná, mantida pelo governo do Estado e que, em tese, deveria estar produzindo mil toneladas de asfalto/dia, quantidade suficiente para pavimentar 1 quilômetro. Os motivos são inúmeros, mas o principal deles é a péssima gerência. Na verdade, as tais economias tão propaladas pelo governo da enganação, estão saindo mais caras que os contratos anteriores, que eram terceirizados. E explico.

Custo operacional

Na contabilidade do governo da enganação, se retirar o lucro das empresas, a sobra, em tese, seria economia, certo? Errado. Isso porque o governo precisa arcar com a estrutura de maquinário, incluindo aí a manutenção, mão de obra (por mais que o servidor esteja na folha de pagamento, ele poderia estar atuando em outras frentes) e principalmente os desvios de peças, combustíveis e equipamentos, que movimentam um mercado negro que não para. Sem contar que quando uma máquina do governo para, o tempo de recuperação é enorme. Na verdade a única economia é a dos impostos, que deixam de ser pagos pela empresa. Mas, pera lá, quem recebe o imposto recolhido não é o governo?

Pois é

A usina asfáltica de Ji-Paraná vai de mal a pior e só não fechou as portas porque é do governo. Para se ter uma idéia, até mesmo insumos que haviam sido emprestados pela prefeitura de Ji-Paraná foram utilizados e não foram devolvidos. Por isso está sendo feita uma licitação para compra de asfalto. De fato, tem coisa muito errada nessa gestão confuciana.

Olha essa

Ano passado o Estado ficou estarrecido com o furto de televisores, notebooks e aparelhos de ar-condicionado do almoxarifado da SEDUC, em Porto Velho. O caso foi tão tenebroso que até mesmo um servidor da secretaria, que trabalhava no almoxarifado desapareceu nas águas do Madeira durante uma viagem à serviço e o caso não foi devidamente esclarecido. Os familiares do servidor se queixam e acusam a polícia de “não investigar o caso direito”.

Então

Agora está acontecendo uma investigação para descobrir como que, em janeiro deste ano foram furtadas 75 centrais de ar-condicionado do almoxarifado da Secretaria de Estado da Saúde, que fica lozacalizado na Avenida Rio Madeira. O roubo teria acontecido em um final de semana. Uma camionete teria feito 4 viagens para dar conta do “serviço”.

Violência

No início dessa semana um jovem foi esfaqueado na escola Eduardo Lima e Silva, em Porto Velho, por outro aluno após uma confusão generalizada, iniciada após uma discussão sobre um lanche derrubado. Pais de alunos que estudam na escola afirmam que a situação naquela unidade é caótica. Brigas estão ocorrendo quase que diariamente e os estudantes colocam vídeos na internet. Uma rápida pesquisa no Youtube mostra vários videos de agressão entre jovens naquela escola. Alguns pais afirmam que quando havia vigilante, essas coisas não aconteciam com tanta frequencia.

Cá entre nós

Acho que o Ministério Público deveria intervir e recomendar ao governo da enganação que contrate vigilantes para as escolas, antes que ocorra algo mais grave, do tipo morrer algum estudante. Se isso acontecer, garanto que a SEDUC não vai conseguir “repor o material” como diz estar fazendo com as escolas vandalizadas.

Imperdível

Com taxa zero em até 24 vezes, o novo Citroen C3 é uma grande oportunidade para você trocar de carro. Disponível nas versões Exclusive, Origine e Tendance o carro oferece a mais alta tecnologia. Vá na LF Exclusive e faça o test drive. Pinheiro Machado com Rafael Vaz e Silva.

Momento TV Rondônia

Nos dias 03 e 04 (quinta e sexta-feira) a Universidade Federal de Rondônia realiza o Seminário – 50 anos do golpe militar no Brasil: balanços e perspectivas, no auditório da UNIR Centro, a partir das 19 horas. Na sexta-feira haverá a aula magna do curso de Ciências Sociais, ministrada pelo professor Dr. Bruno P. W. Reis, do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal de Minas Gerais. O evento é uma iniciativa do Departamento de Ciências Sociais da UNIR e conta com o apoio da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia. Para o professor Vinícius Valentin Raduan Miguel, “esta é uma oportunidade de troca de experiências e de discussão dos atuais dilemas democráticos a luz do passado”. O evento é aberto a comunidade.

De volta

Alex Testoni volta ao Brasil no fim de semana, mas pelo facebook já avisou que não vai ser candidato. Sua declaração não é novidade nenhuma, porque ele vinha dizendo há tempos que “tem um compromisso com Confúcio Moura”. Testoni dizia que, caso o governador viesse a reeleição, ele ficaria fora. Na verdade o prefeito de Ouro Preto vem dando sinais de descontentamento com a política já há algum tempo. Ele deve retornar a prefeitura nos próximos dias.

Contra o inquérito

Agentes da Polícia Federal realizaram manifestação nesta quarta-feira no aeroporto de Porto Velho. Eles querem o fim do inquérito policial, “Inquérito não é feito para investigar. A polícia tem que focar na coleta de provas. Quem coordena o inquérito não tem nenhum contato com a investigação”, disse  diretor jurídico do Sindicato dos policiais Federais de Rondônia, João Bosco Costa. E completou, “o que traz de beneficio a polícia perder tempo e ficar intimando as pessoas para serem ouvidas em delegacias se ao chegar no  juiz elas podem mudar tudo que disseram?”. De fato ele tem razão. Conheço um monte de gente que fez isso.

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Para fazer parte de nossos grupos no whatsapp envie um whats para 9248-8911 com a seguinte informação: nome+sobrenome+NOTÍCIAS (apenas para receber informações); Caso queira participar de debates e interagir com os demais membros envie nome+sobrenome+DEBATES; Não incluímos ninguém por indicação, a própria pessoa deve enviar o pedido. Notícias são enviadas até às 22 horas, a partir desse horário só se for algo de grande relevância. Também estamos com grupos no aplicativo Line e Telegram.. Para mais informações clique AQUI.

Comer 7 em vez de 5 porções de frutas e vegetais por dia reduz risco de morte

Comer sete ou mais porções de frutas, verduras e legumes por dia é mais saudável do que as cinco recomendadas pelos médicos e prolongaria a expectativa de vida, revela uma nova pesquisa. Cada porção contém cerca de 80 gramas, equivalente a uma fruta grande ou um punhado de frutas ou verduras e legumes pequenos. O estudo, feito com cerca de 65 mil homens e mulheres, sugere que quanto mais alimentos desse tipo as pessoas ingerirem, menos chances têm de morrer – em qualquer idade. Entre os benefícios comprovados, está a redução do risco de câncer e de doenças cardíacas. Além disso, os estudiosos avaliaram a mortalidade geral, além das mortes causadas por câncer, doenças cardíacas e derrame. Eles descobriram que o risco de morte precoce provocada por qualquer uma dessas doenças caiu, ao passo que a ingestão de frutas e vegetais aumentou. Ao longo da pesquisa, os cientistas descobriram que o risco de morte foi reduzido em: 14% se o indivíduo ingerir entre uma e três porções de frutas, verduras e legumes por dia; 29% entre três e cinco; 36% entre cinco e sete 42% para sete ou mais.

 

Comentários
Carregando