Coluna – Mariana Carvalho perde até ganhando

PSDB diz que deputada federal disputa prefeitura, mas ela silencia. Confirmação mesmo só dia 5 de março e pode ser um péssimo negócio

Princípio do fim

A prisão do marqueteiro de Dilma e Lula, João Santana é um marco para o fim do PT no Brasil. Responsável pela imagem da presidente, e conselheiro de crises, Santana era o cara. Era porque agora vai cair em desgraça. Quem não lembra do fim de Marcos Valério, que está preso e o melancólico Duda Mendonça, que saiu de cena? A pressão sobre Santana será ainda maior. A Lava Jato atingiu o centro nevrálgico das duas últimas campanhas petistas e podem apostar, muita coisa vai aparecer nos próximos dias. Se estava ruim para Dilma, começa a ficar impossível acreditar que ela escape do impeachment ou da cassação pelo TSE. Ela está cercada e não tem mais para onde correr.

Matilha

E os lobos estão vorazes. O PMDB prevendo a desgraça petista, começa a se afastar. O discurso de Michel Temer em Porto Velho, ode esteve na última sexta-feira deixa isso muito claro, quando afirmou que “está na hora do PMDB seguir sozinho”. É claro que é preciso traduzir isso para “o tempo do PT acabou, agora a gente vai olhar o cenário e seguir os rumos que os ventos apontarem”.

João Santana

Está em uma situação complicada, principalmente porque a Lava Jato conseguiu bloquear bens, dinheiro e vai inviabilizar completamente o marqueteiro do Planalto. Ele vai ficar em uma situação tão complicada, que se verá obrigado a entregar como foi a operacionalização das verbas que irrigaram a campanha eleitoral. A Lava Jato já sabe todo o caminho, outros já delataram. A prova que o PT vai largar Santana à própria sorte veio com a declaração de Ruy Falcão, presidente da legenda nesta segunda-feira, “o PT não tem marqueteiro. Contrata as pessoas para fazerem programas. Isso não diz nada com relação ao PT”, afirmou Falcão. Lembrado de que as suspeitas da Polícia Federal são de que Santana teria recebido US$ 7,5 milhões em contas no exterior, entre 2012 e 2014, por serviços prestados ao PT, Falcão afirmou que o ônus da prova cabe a quem acusa. Se Santana falar (e ele deve, não é político e tem Marcos Valério como exemplo), poderá causar um estrago irreparável para Dilma, Lula e Marcelo Odebrecht. É o começo do fim.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]Por aqui

Mariana Carvalho vem sendo fortemente pressionada para disputar a prefeitura, mas ela não quer. Pode até vir, mas será na marra. A executiva do partido vem insistindo para que ela seja candidata, mas ela reluta, e com razão. A entrada de Mariana no processo eleitoral pode até render uma dorzinha de cabeça ao grupo de Nazif, mas basta fazer as contas para ver que ele não está assim, digamos, tão mal. De cara o prefeito já tem o PDT, PT, PMDB (que se não lançar candidatura vai com ele) e a grande maioria dos vereadores. O PSDB tem…o PSDB. O prazo para Mariana firmar se é ou não candidata será 5 de março, data em que os tucanos receberão novos filiados. Até lá pode ser que ela resolva sua vida.

O problema

É que se Mariana Carvalho vencer Mauro Nazif vai precisar de pelo menos dois anos para tomar pé da situação. Vai ter dificuldades em montar equipe e essa demora vai deixa-la em uma situação ruim junto ao eleitorado, que é imediatista. Há que se levar em consideração a total falta de experiência. Se ela perder, ficará marcada como candidata ‘pé-frio’ e eleitor brasileiro não gosta disso. De um jeito ou de outro ela só tem a perder. Tá faltando assessoria para a deputada, que anda ouvindo gente que não entende nada de nada.

Rebatendo

Jaqueline Cassol, presidente do PP afirmou na última sexta-feira em Jaru, que o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho, “deveria ponderar suas palavras antes de falar sobre certos assuntos”. Ela se referia às declarações do paramentar sobre sua saída do PP, anunciada também na sexta-feira durante solenidade do PMDB. Maurão disse que estava deixando a legenda “por falta de espaço”. Para Jaqueline, que em 2014 derrotou Maurão na convenção do PP e disputou o governo, “a insatisfação tem a ver com esse episódio”.

Tudo suspenso

Quem for prestar concurso público este ano para cargos no governo federal e espera ser chamado ainda em 2016 pode se preparar para ficar o ano desempregado. O Orçamento da União não prevê a contratação de ninguém, pelo contrário, o governo precisa cortar urgentemente.

O PT pode

O ministro das Minas e Energia Eduardo Braga anunciou em entrevista ao Estadão de São Paulo que o governo pretende privatizar várias concessionárias de energia pelo país, entre elas a Ceron. O processo deve iniciar a partir do fim de março e também serão vendidas as concessionárias do Piauí, Alagoas e Acre. O curioso dessa história é que quando o PSDB queria vender essas empresas, por constatar que elas oneram demais a folha, o PT e sua camarilha sindical fizeram o maior escândalo, afirmando que “estavam vendendo o Brasil”. Agora como é o PT que está à frente da privatização, se trata de “destravar investimentos”.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]Já era

Delcídio Amaral está solto, volta ao Senado mas não deve permanecer por muito tempo. Quem conhece a dinâmica do Congresso sabe que ele será tratado, de agora em diante, como um “leproso” (*NA – Perdoem o termo, mas é a gíria utilizada no Congresso para políticos em desgraça) e deve ficar isolado. Por mais que ande chantageando e pressionando governistas e aliados, a tendência será um afastamento de 120 dias e vai tentar ganhar o máximo de tempo possível. A inevitável cassação deve acontecer antes do fim do ano. Ele perdeu o ‘timing’, deveria ter feito delaçãoCair em desgraça em Brasília é o mesmo que ser um zumbi.

Na Bolívia

Evo Morales e seus bolivarianistas estão se batendo para tentar reverter a possível derrota que o impede de ser candidato pela quarta vez à presidência do país andino. Até às 17 horas desta segunda-feira, haviam sido apurados 80,4% dos votos e indicavam uma disputa apertada, com 54,5% pelo ‘não’ contra 45,5% do ‘sim’. De acordo com a agência boliviana de notícias ‘El Deber’, Morales perdeu em todas as capitais (9), vencendo apenas nas áreas rurais. Analistas ouvidos pelo jornal também avaliam que Evo Morales dividiu o país com uma política de ‘medo’. Para o analista político Yerko, este é o fim do excepcionalismo de Evo Morales, ‘o resultado de hoje marca o fim da ideologia do nacionalismo e do estado forte’.

No tapetão não

Corria forte a informação de que o deputado federal Expedito Netto conseguiria a presidência do PSD em Rondônia graças a sua proximidade com o ministro das Cidades Gilberto Kassab. Não deu. O partido se reuniu no último sábado na fazenda Três Capelas, de propriedade do ex-deputado Moreira Mendes e ele deixou claro aos presentes que ‘o diretório regional do PSD está eleito e cumpre mandato até o ano de 2018, não sendo possível sua destituição por simples atos da executiva nacional’.  Mas o partido não falou nada sobre as eleições desse ano.

E o PR

Realiza cerimônia de filiações no próximo sábado, 27, na assembleia Legislativa e vai contar com a presença do deputado federal paulista Tiririca. Na ocasião também se filia à legenda o deputado estadual Ribamar Araújo, que deve disputar á prefeitura este ano.

Clínica Mais Saúde informa – Novo exame de sangue detecta problemas cardíacos ‘ocultos’

Um novo exame de sangue pode ajudar a diagnosticar problemas cardíacos hereditários, de acordo com a British Heart Foundation. Pesquisadores financiados pela instituição de caridade descobriram que, ao analisar um grupo específico de genes, conseguem detectar de forma segura problemas que paciente desconhecia. Os testes genéticos até então disponíveis analisam um pequeno número de genes e só podem identificar condições específicas, o que implica em custos mais altos e tempo de diagnóstico maior – uma grande barreira para disponibilizar o teste nos sistemas públicos de saúde. Mas pesquisadores do Imperial College London e MRC Clinical Sciences Centre dizem que o novo teste, que analisa 174 genes, é mais rápido e confiável. O método, já disponibilizado em dois hospitais na Inglaterra, vem testando, com sucesso, cerca de 40 pessoas por mês. A pesquisa foi financiada pela British Heart Foundation e as descobertas publicadas no Journal of Cardiovascular Translational Research.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta