Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Nilton Capixaba mudou de ambulâncias para tratores

0

Sabe de nada, inocente…

Até agora não apareceu nenhum culpado pela elaboração e aplicação da pergunta envolvendo o senador Ivo Cassol na prova do Detran, realizada no dia 6 deste mês. Confúcio Moura se fez de “gato morto” e até pediu desculpas. O Detran, comandado pelo vice-governador Aírton Gurgacz também emitiu nota considerando “desastroso” o uso da prova para atingir o principal desafeto político do atual grupo que comanda o Estado. Pelo sim, pelo não, devem terminar demitindo o estagiário.

Falando em Cassol

Ele e o ex-prefeito de Porto Velho, Roberto Sobrinho, compõe o listão com cerca de 300 nomes de gestores e ex-gestores que estão com contas reprovadas pelo Tribunal de Contas e por isso estão inelegíveis.

Fio do bigode

O deputado Maurão de Carvalho imprensou o senador Ivo Cassol no último fim de semana em entrevista de rádio transmitida a grande parte do Estado. Maurão declarou, “quem me convidou e lançou a minha pré-candidatura foi o próprio Cassol, ainda no início de novembro do ano passado. O senador é homem de palavra e não vai voltar atrás e retirar o apoio ao meu nome. Ele é homem de cumprir os compromissos, sempre foi, e não será agora que irá fazer diferente”.

Com isso

Fica cada vez mais complicado para o italiano continuar insistindo na candidatura de sua irmã, Jaqueline ao governo. E para piorar ainda mais o clima, nesta segunda-feira aportou na capital César Cassol, irmão de Ivo e Jaqueline, que veio prestar apoio a Maurão de Carvalho. E o fim de semana não foi nada positivo para o senador. Ele esteve em Ouro preto do Oeste visitando o deputado federal Carlos Magno, que havia chegado na sexta-feira e se recupera de um transplante de fígado e tentou convencer o aliado a se lançar para o senado. Carlão, com sua mineirice peculiar, deu a entender que prefere ficar exatamente onde está.

Além do mais

Os novos amigos de Cassol, o bonde do PT pilotado por Padre Ton, não conseguiu convencer a companheirada a embarcar na viagem de ter Ton candidato ao Senado, com Ivone Cassol de suplente. Como resultado, o PT está falando ‘suzinho’ e Ivo vem quebrando a cabeça para tentar resolver essa confusão.

A todo vapor

O deputado federal Nilton Capixaba, que alegou a Câmara dos Deputados estar “em tratamento de saúde”, está em plena campanha eleitoral, conforme a coluna revelou semana passada. Para completar, ele ainda recebeu a título de “verba indenizatória” cerca de R$ 30 mil, sendo R$ 22.741,50 em maio (ele está de licença’ desde o dia 7/5) e R$ 9.147,00 agora em junho (ele continua licenciado). Capixaba é coordenador da bancada de Rondônia e se for representado, pode até ser cassado por quebra de decoro.

Até hoje

A Câmara dos Deputados realizou 51 sessões deliberativas. Capixaba compareceu a 22. Nas outras 29 (incluindo as de ‘licença para tratamento de saúde’), ele alegou ‘atendimento a orbigação político-partidária’. Capixaba também é membro de várias comissões da Câmara, entre elas a que trata da responsabilidade das usinas sobre a cheia do Madeira, também é titular da comissão que acompanha as obras do PAC e a de fiscalização e controle dos gastos de recursos públicos com obras da Copa e das Olimpíadas 2016. Foram realizadas 36 reuniões dessas comissões, ele participou apenas de 9. Em 8 ele sequer apresentou justificativa.

Antes eram ambulâncias

Agora Nilton Capixaba entrou no ramo da agricultura. Nos últimos meses, danou-se a participar de solenidades de entrega de tratores em vários municípios. Pessoas próximas dizem que Capixaba não quer nem ouvir falar em ambulância perto dele. Mas era interessante observar o seguinte, em uma ação do Tribunal Superior do Trabalho (TST) julgada em 2013, foi mantida a demissão de um funcionário das Lojas Reener que apresentou um atestado médico falso. Ele foi demitido por justa causa. Na sentença o relator da matéria na Segunda Turma, desembargador convocado Valdir Florindo, afirmou, “o caixa da Renner cometeu ato de improbidade, gerador da justa causa conforme prevê o artigo 482, alínea “a”, da CLT”. A Câmara poderia aplicar esse entedimento e dar ‘justa causa’ ao deputado gazeteiro.

Terceira via

O PSOL deve lançar como candidato ao Senado o pastor Aluizio Vidal. Como candidato ao governo a legenda lança Pimenta de Rondônia, coligado com o PSTU. A decisão foi tomada no último sábado. Já Herbert Lins, presidente do PHS, deverá ser candidato a deputado federal pela legenda.

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Para fazer parte de nossos grupos no whatsapp envie um whats para 9248-8911 com a seguinte informação: nome+sobrenome+NOTÍCIAS (apenas para receber informações); Caso queira participar de debates e interagir com os demais membros envie nome+sobrenome+DEBATES; Não incluímos ninguém por indicação, a própria pessoa deve enviar o pedido. Notícias são enviadas até às 22 horas, a partir desse horário só se for algo de grande relevância. Também estamos com grupos no aplicativo Telegram. Para mais informações acessehttp://painelpolitico.com/grupos-de-noticias

Pâncreas artificial feito com iPhone é testado com sucesso em diabéticos

Um pâncreas artificial portátil, construído a partir de um iPhone modificado, regulou com sucesso os níveis de açúcar no sangue em pessoas que têm diabetes tipo 1, segundo uma pesquisa publicada no “The New England Journal of Medicine” no domingo. O pâncreas artificial é a última versão de um dispositivo que vem sendo redesenhado por muitos anos. O sistema consiste em um iPhone 4S acoplado a um monitor de glicose, duas bombas, e reservatórios de insulina e glucagon. Um sensor embaixo da pele de um dos lados do abdômen mede a glicose no fluido entre as células, o que corresponde de perto aos níveis de glicose no sangue. O sensor libera uma leitura para o smartphone e o software do smartphone calcula a dose de insulina a cada cinco minutos. O medicamento é, então, bombeado através de tubos finos de dois pontos de infusão minúsculos incorporados sob a pele do outro lado do abdômen do paciente. O telefone também tem um aplicativo no qual um paciente pode inserir informações imediatamente antes de comer, indicando se a refeição é o café da manhã, almoço ou jantar, e se o conteúdo de carboidratos será pequeno, grande ou típico. Em seguida, ele calcula e distribui as doses adequadas. O dispositivo ainda requer uma picada no dedo duas vezes por dia para obter uma leitura precisa de sangue, o que o paciente entra no telefone. Os desenvolvedores testaram o dispositivo durante cinco dias em dois grupos de pacientes, 20 adultos e 32 adolescentes, comparando os resultados com as leituras obtidas com bombas de insulina convencional que os participantes estavam usando. Cerca de um terço das pessoas com diabetes tipo 1 dependem de bombas de insulina para regular o açúcar no sangue, o que elimina a necessidade para injecções e pode ser programado para imitar a libertação natural de insulina. O problema é que essas bombas não se ajustam automaticamente às necessidades de insulina variáveis ​​do paciente, e eles não liberam glucagon. Este novo dispositivo libera ambos os hormônios, e faz isso com pouca intervenção do paciente, a cada cinco minutos.

 

Comentários
Carregando