Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – PDT espera Confúcio de braços abertos para Senado em 2018

0

Enquanto isso, Valdir Raupp corre atrás do prejuízo nas redes sociais; e ainda, violência doméstica, um tema que está longe de ser solucionado

Malas prontas

O governador Confúcio Moura deve mesmo aportar no PDT, de Acir Gurgacz para disputar o senado em 2018. A outra possibilidade seria o PSB, que deve manter o cargo de vice-governador com Daniel Pereira. Com isso, a vida de Valdir Raupp fica complicada e crescem os rumores que Maurão de Carvalho vai mesmo deixar o PMDB, exatamente por não estar encontrando o apoio que ele esperava da legenda. Não é de hoje que PAINEL POLÍTICO vem falando sobre a rasteira que o PMDB estaria armando para Maurão. Caciques da legenda afirmam que a candidatura dele “não decolou” portanto, no PMDB ele não terá espaço.

Enquanto isso

Raupp segue investindo pesado em Rondônia. O senador tem participado de todo tipo de evento no estado e em Brasília divulga suas atividades nas redes sociais. Vem postando de reuniões de bancada e ‘lives’ dentro do plenário correndo atrás do prejuízo. Na semana passada, um relatório da Polícia Federal o isentou em um dos inquéritos da Lava Jato, mas isso porque o crime prescreveu. Ele não perdeu tempo e patrocinou postagem em todas as redes. Raupp quer um nome para fazer dobradinha em 2018, mas Confúcio não serve. Sondagens já apontaram que essa dupla, nas urnas, seria derrota certa.

Na balada

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB) foi manchete dos principais jornais do país por integrar a “turma da balada” do Congresso Nacional. Reportagem veiculada no fim de semana mostrou que ela é habitué das festas mais caras da capital federal. Mas, analisando as contas da deputada, chama a atenção o pagamento de R$ 60 mil, duas parcelas de R$ 30, para uma empresa de Brasília com a rubrica “divulgação da atividade parlamentar”. A deputada deve ter muita coisa para divulgar a esse preço.

A empresa

Pertence a chefe de gabinete do prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella e a filha dela. Parece ser muito dinheiro para pouco barulho…

Sonegação

Consumidores estão pedindo notas fiscais eletrônicas em postos de combustíveis pelo país e estão recebendo todos os tipos de desculpas, menos as notas. Em pelo menos um caso registrado pela câmera de celular, uma consumidora foi obrigada a retirar o combustível de seu carro porque o posto se recusou a fornecer a nota. Outros, relatam situações parecidas por áudios que circulam em grupos de Whatsapp. Se pedir nota vai fazer baixar o preço na bomba, é pouco provável, mas que dá um gás na arrecadação, isso é certo. Em Rondônia, por exemplo, os postos pagam 17% de tributos federais, 25% de ICMS, o que representa 42% do valor do combustível. Os dados são da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Derivados. A tabela completa de todos os estados você confere clicando AQUI.

Violência doméstica

Uma blogueira denunciou em seu canal que vinha sendo perseguida, ameaçada e foi agredida por um ex, na cidade de Florianópolis, em Santa Catarina. O fato, que se tornou corriqueiro na vida de grande parte das mulheres chama a atenção por seu relato em relação ao atendimento na delegacia da mulher, onde ela foi recebida por homens, não teve o problema resolvido e decidiu que o melhor para sua segurança é ir embora para sua cidade natal.

No caso dela

Ainda existe essa possibilidade, ela tem família e amigos em outro estado, mas e as que não tem? Abrindo um paralelo, em Rondônia, as mulheres sofrem com a violência e não tem a quem recorrer. Diariamente são registrados dezenas de casos, cujas vítimas não encontram nenhum tipo de amparo no Estado.

Tem boi na linha

E no Rio de Janeiro, em três grandes operações das forças armadas, foram apreendidos até hoje apenas 14 armas, sendo revólveres e pistolas. Não prenderam fuzis, granadas, nem munição do armamento pesado utilizado pelos traficantes. O Rio deixou de ser caso de polícia faz tempo, o Estado brasileiro precisa intervir com força nas chamadas “comunidades”, ou então é melhor sair logo, a brincadeira está ficando cara e quem paga a conta somos nós.

Beber moderadamente reduz em até 34% o risco de morte

Boa notícia para quem não abre mão de um drink no final do dia. De acordo com um novo estudo da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, e da Universidade Shandong, na China, o consumo regular moderado de bebida alcoólica pode ajudar as pessoas a viverem mais. Os autores consideraram o consumo moderado como menos de 14 doses para homens e sete para mulheres por semana, sendo que uma dose equivale a 285 ml de cerveja, 120 ml de vinho e aproximadamente 30 ml de destilado. Em contrapartida, os homens que bebiam quantidades acima do limite tinham 25% mais chances de morrer precocemente, de diversas causas, e 67% mais chances de morrer devido ao câncer. Nas mulheres, entretanto, esses riscos relacionados ao consumo excessivo não foram percebidos de forma significativa. Segundo os especialistas, as descobertas mostram que, para a maioria das pessoas idosas, os benefícios gerais do consumo do álcool podem superar o possível risco de câncer. Apesar de o consumo excessivo do álcool estar associado a uma série de problemas de saúde, inclusive o risco cardíaco, ele pode ter um efeito protetor contra doenças se consumido com moderação.

Comentários
Carregando