Coluna – Pelo andar, Raupp será traído por Confúcio em 2018; O avião e o deputado

Acordo prevê que quem ‘estiver melhor’ entre Raupp e Confúcio disputa o senado; Marcos Rogério está bem, mas falta explicar aumento de patrimônio

Acharam

A Polícia Federal em diligências não divulgadas encontrou um cofre no Banco do Brasil com pertences da família do ex-presidente Lula. Dentro do cofre haviam alguns ítens que havia ‘sumido’ do acervo do Palácio do Planalto, como o crucifixo feito pelo artista mineiro Aleijadinho que estava desaparecido desde que Lula deixou a Alvorada. As informçaões foram divulgadas na noite desta sexta-feira. Clique AQUI e veja mais sobre o caso.

Enquanto o PT desmonta

O PMDB vem crescendo rapidamente, principalmente em Rondônia. O partido deve agregar de uma vez cerca de 50 vereadores do no Estado e terá em suas fileiras cerca de 20 prefeitos. Alguns já eram do partido e outros migraram na janela que abriu com a mini-reforma eleitoral. Além disso a legenda também deverá contar com pelo menos 8 deputados estaduais nso próximos dias.

Atualmente

Já fazem parte da bancada do PMDB na Casa, Edson Martins, Rosângela Donadon e Só na Bença. Nos próximos dias, já confirmados migram Maurão de Carvalho (presidente da ALE que deixa o PP), Lebrão, que sai do PTN, Glaucione (PSDC) e Marcelino Tenório (PRP). O deputado Jean Oliveira (PSDB) avalia se também migra para o PMDB e ainda existe a possibilidade de assumirem vaga na assembleia Euclides Maciel (que deixa o PSDB e vai para o PMDB), e Valdivino Tucura (PRP e também se filia ao PMDB).

Também mudam de legenda

Laerte Gomes, que sai do PEN e vai para o PSDB, o suplente de deputado federal Flávio Lemos, que deixa o PR para ingressar no PMDB, assim como Tiziu Jidalias, que também saiu do PP e foi para o PMDB. O deputado Hermínio Coelho ainda não decidiu para onde vai, mas já saiu do PSD e ingressaram ainda no PMDB o prefeito de Nova Mamoré, Laerte Queiroz, que desfalca o PSDB.

Quem mais perdeu

Foi o PP de Ivo Cassol, que vem enfraquecendo desde que o senador deixou o governo. Já o PR, comandado por sua irmã, Jaqueline, conseguiu agregar um deputado estadual (Ribmar Araújo que deixou o PT) e dois vereadores na capital, Bengala e José Wildes, ambos do PT.

Olho em 2018

O PMDB está se fortalecendo para as eleições gerais que acontecem em 2018 e já existe um acordo de cavalheiros pré-estabelecido entre o senador Valdir Raupp e o governador Confúcio Moura para que um não atrapalhe o outro na disputa pelo Senado. Ambos tem clareza que apesar de serem duas vagas, o partido não conseguiria emplacar ambos e Confúcio deixou combinado que quem estiver melhor junto à opinião pública na época das convenções, ele (Confúcio) será candidato a deputado federal, deixando Raupp brigar pela reeleição.

Mas

É bom lembrar que em 2010 Confúcio tinha esse mesmo acordo com a ex-deputada estadual Sueli Aragão e na convenção do partido, que aconteceu em Ji-Paraná, Confúcio deu uma rasteira em Sueli, que estava confiante em ser a indicada para disputar o governo. Números da época mostravam que ela tinha vantagem em pesquisas, mas Confúcio foi mais rápido nas articulações. Como havia um racha no grupo de situação (Cassol/Expedito) ele levou a melhor e venceu as eleições. Nada impede que ele articule para inviabilizar a candidatura de Raupp em 2018, afinal não é novidade nenhuma que Confúcio quer uma cadeira no Senado Federal.

PDT desfalcado

O deputado federal Marcos Rogério deixou o PDT e vai assumir a direção estadual do DEM já na próxima terça-feira. Com isso o partido de Acir Gurgacz perde seu principal nome no Estado. Rogério teve expressiva votação nas últimas eleições e pode ser um nome forte para o Senado em 2018, isso claro, se não fizer nenhuma lambança.

O problema

É que circula boatos fortes por todo o Estado sobre uma suposta compra de duas aeronaves pelo deputado, sendo que ele tem como fonte de renda, até onde se sabe, apenas o salário de deputado federal. Na eleições de 2010, Marcos Rogério declarou à justiça eleitoral um total de R$ 260 mil, sendo uma casa no valor de R$ 200 mil e uma camionete 2009, de R$ 60 mil. Ja em 2014, o patrimônio do parlamentar havia triplicado e ele declarou um total de R$ 733 mil, entre investimentos, e a mesma casa, na rua Dom Augusto, 1321 em Ji-Paraná, que desvalorizou e passou a valer, segundo a declaração do parlamentar, R$ 94 mil.

Já o avião

Em relação ao avião, o parlamentar afirma ter apenas um terço da aeronave, comprada em sociedade com dois outros empresários. Sobre o segundo avião, ele nega.

Marcos Rogério

Ganhou projeção nacional por ser o relator do processo de cassação contra o presidente da Câmara Eduardo Cunha, que está todo enrolado por receber propinas de empresas ligadas ao Petrolão. As denúncias vieram à tona com as investigações da Operação Lava Jato, pela Polícia Federal. Além do Conselho de Ética, nas comissões permanentes da casa, é titular da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania e Comissão de Direitos Humanos e Minorias. Também é suplente na Comissão de Minas e Energia. Ele também é autor de um projeto interessante é o PL 6184/2013 pretende incluir como conteúdo obrigatório do currículo do ensino médio noções básicas Direito Constitucional. O PL está em tramitação. Se conseguir dar boas explicações sobre sua vida financeira, Rogério tem fortes chances de disputar cargos majoritários em Rondônia. Como eu disse, é só não pisar na bola.

E quem não gostou

Nem um pouco da saída de Marcos Rogério foi o senador Acir Gurgacz que fica cada vez mais isolado com sua legenda. E dependendo do futuro de Dilma Roussef, que vem sendo defendida ferrenhamente pelo senador, é bem provável que ele afunde com ela. Gurgacz já se posicionou ser contra o impeachment e foi o relator das famosas pedaladas fiscais, manobras financeiras feitas pela equipe econômica da presidente que foram reprovadas pelo Tribunal de Contas da União e aprovadas no relatório do senador, que deve ir à votação nas próximas semanas. Se Dilma cair, as chances de Gurgacz em concretizar seu sonho de ser governador ficam cada vez mais distantes. Ele vai terminar apoiando Maurão de Carvalho para o governo.

Rindo à toa

E Maurão, por enquanto, está rindo à toa. Ele já conta com apoios importantes em praticamente todos os municípios e ainda vislumbra a possibilidade real de ser governador ainda no primeiro semestre de 2018, caso Confúcio renuncie para disputar algum cargo eletivo. As conversas para colocar o vice-governador Daniel Pereira no Tribunal de Contas estão avançadas e a vaga deve surgir com a saída do conselheiro Euller Potiguara ou de Francisco Carvalho, o Chico Paraíba.

E no domingo

Não deixe de ir às ruas pedir mudanças em nosso governo. Sai do Facebook e vai para o mundo real. É mais divertido, você vai ver.

Clínica Mais Saúde informa – Tatuagens melhoram seu sistema imunológico, diz estud

Pesquisadores da Universidade do Alabama, nos EUA, acabaram de dar mais um motivo para quem pensa em fazer uma nova tatuagem. De acordo com o estudo, o corpo reage melhor cada novo desenho feito na pele. Com a melhora das respostas imunológicas, o organismo todo fica menos suscetível a novas infecções, evitando o surgimento de novas doenças. Mas só vale para quem tem mais de uma tatuagem no corpo. Usando a analogia da equipe, fazer tatuagens é parecido com malhar. Na primeira vez o corpo não está acostumado e se sente enfraquecido ao exercício, da mesma forma que fica exausto ao ser “contaminado” por um agente externo. Porém, ao repetir o processo, a resistência aumenta. Foi o que perceberam ao analisar o organismo de um grupo de voluntários acompanhados durante a sessão. Os cientistas também avaliaram quantas tatuagens a pessoa já tinha e a duração da aplicação da tinta na pele. Para completar a pesquisa analisaram a quantidade de um anticorpo chamado imonuglobina A e do cortisol, hormônio relacionado ao estresse, na amostra de sangue. Eles notaram que os níveis da imunoglobulina caem menos a cada nova tatuagem, ou seja, a proteção do corpo se fortalece cada vez. Apesar do resultado, a pesquisa foi feita com um grupo reduzido: 24 mulheres e 5 homens. Mas isso não impede você de usá-la como desculpa para fazer mais uma tatuagem.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta