Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Polícia não registra ocorrência nas DPs após as 22 horas por medo de assalto

0

Policiais temem invasões de bandidos que querem roubar armas

Expediente

Grande parte das delegacias de Porto Velho não estão registrando ocorrências a noite e se o cidadão chegar depois das 22 horas, vai dar com a cara na porta. Mas isso tem um motivo sério, acredite, os policiais estão com medo de assaltos. É que normalmente o efetive é de um ou dois (agente e escrivão) e aí fica complicado. A bandidagem quer armas e enxerga um alvo fácil nas delegacias. Para evitar essa situação, os policiais preferem trancar a porta. E não abrem nem se bater, eles acham que é treta de bandido querendo aplicar golpe.

Essa situação

Beira o absurdo, eu sei, mas infelizmente é nossa triste realidade. Na Polícia Militar a coisa não está muito diferente. Apesar de ter um efetivo bem superior ao da Polícia Civil, são sempre os mesmos policiais que estão nas ruas, ou você ainda não percebeu que nos programas policiais é sempre o “cabo Gusmão” ou “cabo Valtecir” que aparecem nas entrevistas? Não é que as equipes deles sejam melhores que as dos outros, é que são as únicas.

Menos

No sábado, circulava uma mensagem em um grupo de whatsapp denominado “tropa de elite” onde o secretário Emerson Castro e a presidente da Caerd Iacira Azamor convocavam servidores do Estado para estarem nesta segunda-feira, às 14 horas nas escadarias do Palácio Presidente Vargas para “demonstrar gratidão e apoio” ao governador e afirmavam “teremos sim mais quatro anos de governo ético (?)”. Incomodado com a repercussão depois que a coisa fugiu do grupo de simpatizantes, Confúcio tratou de dar um “chega pra lá” nessa história e depois de ter “feito uma viagem interior”, sentenciou, “por se tratar de “sentença” jurídica, nada melhor do que se esgotar os recursos e as possibilidades da lei”, e acabou com a festa.

Evidente

Que foi um banho de água fria na turma da “onda amarela”, mas Confúcio agiu com prudência pela primeira vez. Apesar de ter colocado “sentença jurídica” entre aspas, ele sabe que o Tribunal Regional Eleitoral está coberto de razão e tem certeza de uma coisa, esse mandato está na UTI, respirando por aparelhos. E pior, essa “sentença jurídica”, somada as demais que virão, enterram de vez qualquer chance dele ter um futuro político. É a chamada “lei do ficha limpa”.

A lista

Demorou mas saiu na sexta-feira a tão falada “lista do Janot” e para os rondonienses a maior surpresa foi o nome de Carlos Magno, deputado federal do PP, citado nominalmente e reconhecido através de fotos como beneficiado por uma “mesada” de R$ 150 mil, segundo o delator, “para pagar vacinas” já que o ex-parlamentar rondoniense é portador de hepatite.

Acontece

Que até onde se sabe, e os bagres do madeira sabem disso também, os parlamentares e ex (sim, eles também) tem acesso a um plano de saúde sem limites de gastos estendido a suas respectivas esposas e filhos com até 21 anos de idade, que cobre Cirurgia plástica reparadora de face, mama e abdômen, tratamentos psiquiátricos e psicoterápicos, fonoaudiologia, remoção terrestre e aérea, entre outros. Em 2011, por exemplo, o convênio do Senado, que é de primeira linha, bancou o transplante e a importação, direto da Alemanha, de um coração artificial ao custo de US$ 500 mil – o equivalente a R$ 833 mil para o então senador Romeu Tuma (falecido).

Daí

Não faz sentido dizer que Carlão pegava essa grana para “pagar vacinas”. A não ser que seja vacinas para gado, aí pode ser. Mesmo assim, ele tratou de enviar uma nota esfarrapada onde conclui “sempre respeitando os poderes constituídos e as leis, vai acompanhar todas as diligências, absolutamente seguro de que a verdade dos fatos virá á tona e que tudo será esclarecido. Certo disto, reintera sua confiança na Justiça”. Então tá.

Já o senador

Valdir Raupp, cujo nome já era ventilado há tempos manteve o mesmo posicionamento, afirmou se tratar de “uma legítima doação de campanha”, versão confirmada horas depois por uma nota da Queiroz Galvão. Como já estava com o nome “na fogueira”, o impacto foi menor do que no caso de Carlos Magno, que deverá dar explicações a Ivo Cassol, líder do PP em Rondônia.

Falando em Cassol

Nesta terça-feira o plenário do Supremo Tribunal Federal deve julgar seu último recurso, que já é “o recurso do recurso do recurso”. Enfim, está na pauta e se de fato como já é esperado, a sentença não seja revertida, ele deverá dar início ao cumprimento da pena de 4 anos e 8 meses de prisão, além do pagamento de multa e perda do cargo. No caso quem assume é seu pai, Reditário Cassol.

Como em Brasília

A maré não está para peixe, principalmente os graúdos, a probabilidade de Cassol escapar é praticamente zero. E para complicar ainda mais sua situação, ele é filiado ao PP, o partido que nadou de braçada no escândalo do Petrolão. As más línguas dizem que Cassol não está na lista porque chegou tarde em Brasília. Maldade com o senador, uma pessoa completamente desapegada dessas questões materiais mesquinhas, como dinheiro.

Falando em prisões

Tic-tac, tic-tac…e não demora!

Mais rápido

Baixe o aplicativo de Painel Político para seu celular em http://app.vc/painel_politico, em versões para Android e IOs. É rápido, leve e você vai ficar por dentro das últimas notícias sem precisar abrir o navegador de seu telefone.

Melhor o silêncio

A mensagem em homenagem às mulheres da presidente Dilma Roussef que foi ao ar no último domingo causou revolta em todos os brasileiros, principalmente pelo fato dela subestimar o tamanho da crise financeira pela qual o país encontra-se afundado. O dinheiro sumiu da praça e os preços, principalmente nos supermercados beiram o absurdo. Em que pese o oportunismo dos comerciantes descarados, mas com o altos valores dos fretes a situação está se tornando insustentável. O problema não é a crise em si, o problema é tentar convencer principalmente a classe média de que “está tudo bem” e que “tudo não passa de uma invenção da mídia golpista”. Irritava menos quando estava calada.

Mobilização

Honestamente não tenho a menor idéia da proporção do que vai ocorrer no próximo dia 15, mas creio que será uma manifestação coletiva bem maior que as ocorridas em 2013. É bom a polícia ficar atenta principalmente com os baderneiros que estarão infiltrados. Movimentos radicais como MST e alguns braços mais estúpidos da esquerda devem tentar causar o máximo de estrago. Não sei como estará esse país na segunda-feira, 16.

Antes tarde

Fica o registro da coluna em relação a passagem do Dia Internacional da Mulher. Não quero repetir aquele clichê de que “todo dia é dia da mulher”, mas ainda é o melhor que temos. Esse país precisa de igualdade de gêneros, salários equiparados e principalmente mais respeito por vocês, representantes femininas da raça humana.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no www.painelpolitico.com e www.facebook.com/painel.politico e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondencia para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

O que causa a ‘barriga de cerveja’?

Gelada, com amigos e no bar: beber cerveja muitas vezes é um prazer. Talvez por isso haja quem se orgulhe de uma proeminente barriga “conquistada” a base de cerveja. Mas a bebida é realmente a responsável? O que de fato causa a famosa “barriga de cerveja”? Segundo estudos científicos, não há nada específico na cerveja que cause gordura abdominal: as calorias que engordam vêm do álcool. O problema de beber generosamente é que isso dá um grande trabalho extra para o fígado, que precisa se concentrar em queimar o álcool e eliminar suas toxinas, por assim dizer. Isso significa deixam de passar pelo órgão outros alimentos que você possa estar ingerindo, como a gordura da carne, da batata frita e outros petiscos. Além disso, um copo grande de cerveja tem cerca de 150 calorias. Se você soma o que pode vir a beber em uma saída com os amigos, vai perceber que existe aí um grande potencial de ganho de peso. E, se a isso juntamos uma dieta rica em gorduras e carboidratos, a combinação é infalível: você terá uma barriga de cerveja. Mas por que este sobrepeso se concentra na área abdominal? Depois dos 35 anos, o metabolismo do organismo fica mais lento, o que torna difícil queimar tantas calorias. No caso das mulheres, os quilos extras tendem a se acumular nos quadris, músculos e no bumbum. Por sua vez, os homens costumam acumular gordura ao redor da cintura. Por isso, o melhor para perder a barriga é beber com moderação, evitar alimentos gordurosos e manter-se em forma fisicamente.

Comentários
Carregando