Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Prepare-se, governo corta combustível de viaturas da Polícia Civil

0

Policiais terão R$ 300 por mês para cada veículo Gol trabalhar nas investigações

Olha essa

O governo da cooperação vinha sistematicamente, nos últimos três anos, alardeando uma série de investimentos na segurança pública. Dizia, em propagandas e entrevistas concedidas por assessores do primeiro escalão “que nunca se investiu tanto”. Apesar disso, a população estava cada vez mais refém da criminalidade. Quem não se recorda, por exemplo, do toque de recolher que houve em dezembro de 2013 após uma série de episódios de crimes por toda a Porto Velho?

Pior

A polícia até hoje deve explicações a sociedade sobre uma série de assassinatos ocorridos em Porto Velho e no interior do Estado, que nunca foram solucionados, e adormecem no fundo de gavetas, sabe-se lá de quais delegacias, como o homicídio de Naiara Karine, cuja alma não descansa pela falta de solução do mandante de sua morte. Os homicídios de Alto Paraíso, cujas investigações viraram um balaio de gato que ninguém sabe dar explicação. A morte do auditor fiscal em Porto Velho, cujo crime continua sem solução, e mais recentemente do jovem que foi raptado e teve seu corpo carbonizado dentro de seu próprio carro.

Pois bem

Se já estava ruim, vai ficar ainda pior. O Ofício 038/GAB/DT, de 2 de fevereiro último ano, que circula nas delegacias de Rondônia, estabelece uma série de restrições para o uso de viaturas, determinadas pelo governador Confúcio Moura através do Decreto 19.642, publicado no Diário Oficial do Estado em 20 de janeiro, entre elas que a Polícia Civil disporá do montante de R$ 31 mil para a manuteir os veículos da frota tanto da Capital quanto do interior do Estado e R$ 177 mil para abastecimento, sendo que essas cotas são mensais.

E a distribuição

Será da seguinte forma, os veículos tipo Gol, que pertencem ao acervo da Polícia Civil terão R$ 300 por mês, cada, para usar em gasolina. Os carros Gol e Pálio locados terão a cota de R$ 400 e as camionetes, tanto do acervo quanto as locadas vão dispor de R$ 900. Já os carros que pertencem as perícias técnicas e criminal devem informar a necessidade de combustivel para só então serem liberadas as requisições.

Mas tem mais

Em caso de deslocamento entre cidades, os agentes precisam fazer o pedido com no mínimo um dia de antecedência, informando destino e quantidade de combustível a ser usado. Os motoristas ou responsáveis pelos carros precisam controlar o consumo e se “sobrar” o saldo deve ser transferido ou para outra viatura, ou para o mês subsequente.

Traduzindo

O governo quer cortar custos, mas ao invés de exonerar o batalhão de comissionados e apadrinhados ou rever os próprios gastos, decidiu sacrificar exatamente o setor mais mal aparelhado e sacrificado que tem, a segurança pública. Portanto caro leitor, se você estava achando que a situação não iria piorar, lembre-se, sempre tem um PMDB ou um PT para …. você.

Enquanto isso

O Sindicato dos Agentes Penitenciários e Socioeducadores do Estado de Rondônia (Singeperon), fez um alerta esta semana sobre uma possível paralisação dos servidores do sistema penitenciário e socioeducativo. Uma das causas é a falta de efetivo, a superlotação e as condições de trabalho. De acordo com o sindicato “O Governo vem inaugurando unidades, mas sem servidores suficientes para trabalhar. Ele [Estado] não tem nem previsão de quando irá dar posse aos 219 candidatos já formados pela Escola da Sejus, bem como a convocação da 3ª turma”. A categoria também anda insatisfeita com o não cumprimento de decisões judiciais que asseguram o pagamento de benefícios já transitados em julgado, a exemplo do auxílio-alimentação.

E o concurso?

Em 2014, de olho na reeleição e com interesses claramente eleitorais, foi realizado um concurso público na Polícia Civil e Militar. O número de contratados não supre nem de longe a necessidade existente. A Polícia Civil pretende convocar 10 delegados para o interior, mas esse número é insignificante. Para se ter uma ideia da situação atual, várias delegacias estão sem delegados e vários estão respondendo por duas ou mais delegacias.

Em Pimenta Bueno

Em janeiro deste ano um cabo da Polícia Militar sofreu um acidente de moto e foi socorrido no hospital Ana Netta. De acordo com informações de quem estava no local, não havia desfibrilador funcionando para estabilizar o paciente, ele teve paradas cardíacas e faleceu. A vice-presidente da Câmara, Scheilla Cassol fez uma postagem em seu perfil no Facebook denunciando essa situação. O prefeito não gostou e rebateu, afirmando que por lá, a coisa toda funciona.

Essa semana

A vereadora voltou a afirmar que não apenas o desfibrilador não estava funcionando como cobrou também o funcionamento do gerador de energia, que está incapacitado e declarou, “eu, Scheilla Cassol afirmo com toda a certeza que não havia combustível na hora do acontecido, não havia desfibrilador com condições de uso no dia. O prefeito e o secretário de saúde usaram a imprensa para mentir sobre o fato. Em hipótese alguma culpo a equipe médica, não culpo os profissionais, mas culpo sim a falta estrutura para um atendimento decente, reafirmo, faltou combustível e não havia desfibrilador”.  O prefeito, que é irmão do deputado estadual Kaká Mendonça disse que “respeita a opinião da vereadora, mas não quer embate”.

E agora?

Quase um ano após a maior enchente da história os prédios da Justiça Federal e Tribunal Regional Eleitoral continuam fechados e aparentemente condenados. Os prejuízos são enormes, já que ambos haviam construído inclusive anexos. Por enquanto não se sabe o que vai acontecer.

E no TRE

Essa história de prédio está causando uma confusão danada, com direito a envolver até o Tribunal Superior Eleitoral. A coisa é tão séria que a Corte está rachada e isso vem causando um tremendo mal estar entre os servidores. A novela, ao que tudo indica, vai longe.

Sessões

Mesmo assim, a Corte vem julgado as ações das eleições de 2014. Por enquanto ainda não existe previsão para o julgamento das denúncias que envolvem o governador Confúcio Moura. O Ministério Público Eleitoral, além de coligações adversárias impetraram uma série de ações, vamos ver como a Corte vai tratar essas questões.

Apartando

Um conhecido, e grande, escritório de advocacia está se separando após alguns anos de caminhada em parceria.

Assombrando longe

E como não podia deixar de ser, o governo petista arrumou uma boquinha para o fantasmão Mangabeira Unger, que já foi assessor de coisa nenhuma no governo Lula e agora volta na gestão Dilma. Vai ser “secretário de assuntos estratégicos”, ou seja, continua sem função. Para quem não sabe ou não lembra, ele andou assombrando por aqui também. A brincadeira deve custar uma ação de improbidade administrativa ao governador Confúcio Moura, que não só sabia do apartamento alugado e não usado, como chegou a ser pego no grampo cobrando o pagamento do aluguel, mobiliado, em prédio de luxo usado apenas três meses durante três anos. Para saber mais, é só olhar aqui http://migre.me/ousQt

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no www.painelpolitico.com e www.facebook.com/painel.politico e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondencia para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Proteína de café tem efeito similar ao da morfina

Pesquisadores da Embrapa e da Universidade de Brasília (UnB) descobriram fragmentos de proteína no café com efeito similar ao da morfina, apresentando qualidades analgésica e ansiolítica. Em seguida, os cientistas verificaram que os peptídeos encontrados demonstraram ter mais tempo de duração desses efeitos em experimentos com camundongos. O pedido de patente de sete peptídeos identificados no estudo foi encaminhado ao Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (Inpi) no final de agosto do ano passado. Na maior parte da semente do café, no endosperma, um concentrado proteico foi submetido à digestão enzimática in vitro para simular o processo digestivo em humanos e, assim, deduzir como poderia ser o processo real de biodisponibilização e atividade final dessas moléculas dentro do organismo.

Comentários
Carregando