Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Presidência da Assembléia é marcada por corrupção e escândalos

0

Sina

A cadeira de presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia trás problemas, e muitos. Pelo menos desde Silvernani Santos (Jaru), o primeiro ex-presidente acusado de crime (terceira legislatura da Casa). Ele é um dos proptagonistas do tal “escândalo das passagens aéreas”, que resultou, recentemente, na condenação do deputado federal Moreira Mendes. Essa história é longa e para saber mais, CLIQUE AQUI. Em seguida, foi eleito presidente daquele poder, o jovem Marcos Donadon (Vilhena), eleito presidente em 1995, atualmente está preso por crimes ocorridos naquele período. Junto com ele, também pelos mesmos crimes, seu irmão, Natan Donadon cumpre pena na Papuda, em Brasília. Ele perdeu o mandato na Câmara Federal após ter sido condenado.

Na sequência

Os deputados elegeram como presidente Natanael Silva (Ariquemes), que tinha como vice, Carlão de Oliveira (Alta Floresta). E essa dupla deu trabalho. Natanael, que tem um mandado de prisão em aberto e é considerado foragido pela justiça de Rondônia, chegou ao ponto de atear fogo em documentos do legislativo que comprovariam seus crimes, dentro da própria Assembleia, com dezenas de testemunhas, entre elas promotores, policiais e bombeiros.

Para quem não sabe

Ou não lembra, o Ministério Público de Rondônia investigava o desvio de cheques do Poder Legislativo para as contas da empresa Dismar (distribuidora dos produtos Skol). Em uma tarde de sexta-feira, com autorização da justiça, promotores e oficiais de justiça foram até a Assembleia com ordem de busca e apreensão de documentos e computadores. Eles foram impedidos de entrar pela Polícia do Legislativo, que recebeu ordens do próprio Natanael para atirar, caso alguém entrasse. Ele estava em deslocamento pelo interior e voltou para Porto Velho. Quando chegou, foi direto para a presidência, onde ateou fogo em documentos que, segundo o Ministério Público, comprovariam crimes por ele cometidos.

Cheques na Dismar

Em uma sexta-feira foram parar na conta da empresa Dismar, 55 cheques da Assembleia Legislativa, em nome de servidores de uma “folha parelala” (isso mesmo, a folha paralela começou com ele, e não com Carlão de Oliveira). O valor total dos cheques era R$ 601.315,00. O então deputado Eduardo Valverde apresentou denúncia ao Ministério Público, com cópias dos cheques e a partir daí tiveram início as investigações, que culminariam anos depois com a deflagração da Operação Dominó, da qual Natanel escapou.

Porém

Pelos crimes de peculato e supressão de documentos públicos, o ex-presidente da Assembleia, que chegou a ser nomeado Conselheiro do Tribunal de Contas, foi condenado a 14 anos e 8 meses de prisão, em regime fechado, a ser cuumprido no presídio Edvan Mariano Rosendo, o “Urso Panda”. Natanael está sendo considerado foragido desde o dia 23 de junho último.

Era Carlão

Natanael, ao sair da Assembleia, articulou a eleição de seu sucessor, o então deputado estadual Carlão de Oliveira, que não apenas deu continuidade a folha paralela, como também a aperfeiçoou. O esquema era simples, a Casa tinha uma folha “oficial”, na qual constavam os nomes dos servidores ativos, e uma folha “paralela”, onde centenas de servidores recebiam altos salários, muitos sem sequer ter conhecimento disso. Para se ter uma idéia, algumas pessoas só descobriram que eram “servidores” quando a Receita Federal cobrava os impostos. Nesse período, a Casa pagava em cheques nominais e eram os deputados que recebiam endossavam e descontavam os valores.

O esquema

Envolvia empresas e uma factoring, cuja prisão do proprietário revelou que o mesmo tinha duas identidades e era foragido de um crime de homicídio. Sidney Gonçalves Nogueira, proprietário da Signo Imobiliária era na verdade, José Caleide Marinho. Ele foi preso na época da Operação Dominó, e era o responsável pela lavagem de dinheiro. A coisa na época de Carlão de Oliveira era tão escandalosa, que os deputados realizavam festas de confraternização e sorteavam, entre eles, veículos zero quilômetro, passagens aéreas (pagas pela assembleia) entre outros mimos.

A casa caiu

Em 2006, quando Ivo Cassol, então governador, se recusou a fazer o repasse orçamentário a Assembleia e vinha tendo problemas de governabilidade causados pelos deputados, que queriam manter contratos com o governo. Os parlamentares ameaçaram abrir um processo de impeacheament contra Ivo, que retaliou, tornando público imagens de reuniões gravadas clandestinamente em seu escritório. Já estava em curso uma operação da Polícia Federal, que foi acelerada pela exibição das fitas no Fantástico, em 2005. Em 2006 a Operação Dominó prendeu juízes, deputados, desembargadores, promotores, empresários e assessores, colocando um ponto final da “era Carlão”. E já foram tarde.

Depois

Tivemos mais um presidente complicado com a justiça, Valter Araújo, que foi preso não por problemas na Assembleia, mas por usar o cargo para exercer pressão junto ao Executivo para manter contratos, receber pagamentos e outras benesses. Cá entre nós, Valter está pagando sozinho por um crime onde deveriam estar presos pelo menos mais uns 10, entre eles o apadrinhado de Confúcio, Romulo Lopes e o ex-secretário de saúde, José Batista. Essa fatura o Executivo deve tanto quanto o legislativo. Que venha a 9ª legislatura, e com ela pessoas comprometidas com a população.

Falando em legislativo

Foram feitos 74 pedidos de registro de deputado federal, 363 para deputado estadual e 5 para o Senado. Antes de votar em qualquer um desses, pense bem, veja o que cada um oferece ao Estado, ou quais serviços já foram prestados por eles. A bancada federal é de extrema importância, pois é nossa cara lá fora. Já fomos achincalhados demais por causa de nossos representantes em Brasília e na Assembleia Legislativa. Está na hora de dar um basta. Recomendo uma pesquisa no Google pelo nome dos candidatos nos quais você pretende votar, e partir disso você aprofunda sua pesquisa. Em relação a bancada federal, você pode olhar o ranking dos políticos nesse site http://www.politicos.org.br/. Para entender como funciona, o endereço é o http://www.politicos.org.br/ranking

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Para fazer parte de nossos grupos no whatsapp envie um whats para 9248-8911 com a seguinte informação: nome+sobrenome+NOTÍCIAS (apenas para receber informações); Caso queira participar de debates e interagir com os demais membros envie nome+sobrenome+DEBATES; Não incluímos ninguém por indicação, a própria pessoa deve enviar o pedido. Notícias são enviadas até às 22 horas, a partir desse horário só se for algo de grande relevância. Também estamos com grupos no aplicativo Telegram. Para mais informações acessehttp://painelpolitico.com/grupos-de-noticias.

Cientistas desenvolvem teste capaz de prever risco de Alzheimer em até um ano

Cientistas britânicos anunciaram a criação de um teste que poderia prever se uma pessoa com problemas de memória poderá desenvolver a doença de Alzheimer em até um ano. O estudo, feito por especialistas do King´s College de Londres em parceria com a empresa Proteome Sciences, foi publicado na revista “Alzheimer & Demência”. O método consiste em identificar um conjunto de 10 proteínas no sangue do paciente. Se for confirmada a presença das substâncias, o resultado pode acarretar na evolução da doença em até 12 meses. Segundo os cientistas, o resultado tem 87% de precisão. Além disso, todo o processo não custaria mais de R$ 1 mil ao paciente. Se aprovado pelas autoridades de saúde, o exame pode estar no mercado em até dois anos. Para chegar à fórmula do teste, os pesquisadores investigaram 26 proteínas que têm ligações com doença de Alzheimer no passado. Eles tomaram amostras de sangue de 1.148 pessoas, dos quais 476 tem a doença, 220 tinham o “transtorno cognitivo leve” e 452 eram idosos, mas sem demência. Após a triagem, descobriu-se que 16 das proteínas estavam associadas ao encolhimento do cérebro, seja por transtorno cognitivo leve ou por Alzheimer. Em um segundo momento, os cientistas identificaram 10 proteínas cuja presença poderia prever, com razoável grau de precisão, se as pessoas com transtorno cognitivo leve desenvolveriam a doença de Alzheimer em um ano. Apesar do sucesso, os próprios especialistas se mantiveram cautelosos. Eles agora querem que mais testes sejam feitos para se elevar a precisão, já que o índice de 87% significa que uma em cada 10 pessoas receberia um diagnóstico errado. E para uma doença incurável, os efeitos psicológicos seriam desastrosos.

 

Comentários
Carregando