Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Preso na Mamon foi coordenador financeiro da campanha de Confúcio

0

Anivaldo de Deus Pinto era o “homem forte” na captação de recursos nas eleições de 2010. Ele tinha R$ 24 milhões quando foi preso

TATE

Antes de falar sobre a operação Mamon, em si, vamos explicar como funciona o esquema. A Secretaria de Finanças do Estado tem um órgão que chama Tribunal Administrativo de Tributos Estaduais e ele serve para julgar recursos de empresas que são autuadas por fiscais da SEFIN. Então, quando a empresa ou o empresário é multado, ele recorre ao Tribunal que julga essa apelação. Por via de regra, não há muito o que ser discutido, uma vez que a maioria das autuações são feitas de forma correta.

O Tribunal

É composto por três câmaras, sendo uma de Primeira Instância e duas de segunda, que possui duas câmaras. A princípio, os problemas foram detectados na primeira, que é composta por 11 membros, entre eles Anivaldo de Deus Pinto, que foi preso na manhã desta quinta-feira na Operação Mamon. Além dele, compõe a primeira instância Anderson Aparecido Arnaut, Carlos Alberto da Silva, Carlos Magno de Brito, Daniel Glaucio Gomes de Oliveira, Edmar Cabral de Lima, Elder Basilio, Emir Braz de Araújo Marques, Nivaldo João Furini, Reinaldo do Nascimento Silva, Rony Eguez Vacadiez. Vale destacar que, segundo o Ministério Público “a Sefin é composta em sua maioria por servidores honestos, tendo alguns desonestos”. Alguns desses demais membros estão sendo investigados também.

Voltando

Mas, quem é Anivaldo de Deus Pinto? Pois é. Ele foi um dos coordenadores financeiros da campanha eleitoral de Confúcio Moura em 2010. Um dos homens fortes no quesito “captação de recursos”, peça chave em qualquer eleição. E integra o TATE há bastante tempo. A investigações remontam a 2008. De lá para cá, o patrimônio dele só aumentou. E de forma escandalosa. O Ministério Público afirma ter encontrado na conta corrente de Anivaldo, R$ 22 milhões, além de R$ 2 milhões em cheques, em sua residência no conjunto Alphaville. Ele também foi autuado por ter em sua residência, um revólver sem documentação.

Prosseguindo

Os investigadores encontraram ainda na residência de Anivaldo, pelo menos 100 escrituras de imóveis em diversas cidades do país, e todas foram devidamente bloqueadas. Segundo informou o Procurador Geral de Justiça, “esse é sem dúvida um dos maiores golpes aplicados contra o erário da história de Rondônia”. Anivaldo recebia em sua conta depósitos feitos por dezenas de empresas e pessoas físicas. Foram identificados cerca de 120 no total. Dezenas de depósitos eram feitos com valor de R$ 4.999, que não acende a luz vermelha no Banco Central. Em tese. A maior parte desses depósitos e transferências eram feitos por empresas e pessoas autuadas pela SEFIN, que estavam recorrendo ao TATE.

Para se ter uma ideia

Em uma rápida pesquisa no Google, é possível encontrar dezenas de apelações julgadas “procedentes” por Anivaldo, e certamente, pelo bem da saúde financeira do Estado, elas deveriam ser revistas. Empresas como a JBS, Ambev, Eletrogóes e Vivo já tiveram recursos julgados por ele.

Usinas

O Procurador e os investigadores não confirmaram, mas também não negaram a possibilidade de empresas ligadas aos consórcios das usinas também terem pago propina a Anivaldo e a quadrilha, Sim, ele não agia sozinho. No Brasil, ninguém se apodera de tanto dinheiro sozinho. O bolo tem que ser dividido e tem políticos envolvidos no rolo. A participação de partidos políticos também não está descartada. Como bem lembraram os investigadores, a Operação Mamon está em sua primeira fase, mas isso não significa que está no começo. Tem mais gente envolvida no esquema e essas casas vão cair.

Apadrinhados

Durante as buscas na casa do governador Confúcio Moura feitas em dezembro de 2014 na Operação Platéias o computador pessoal dele foi apreendido. Com a análise do material encontrado, os investigadores da Polícia Federal já chegaram a duas conclusões, a primeira é que Confúcio sabe exatamente quem são os servidores comissionados do governo e por quem eles foram indicados e a segunda é que ele sabe de tudo e não toma providências porque não quer.

Sobre os comissionados

No computador do governador foi encontrada uma planilha de nomes, salários, lotação e quem indicou cada um dos cargos em comissão do Estado. A planilha, em formato Excel aponta cada um deles, ficando difícil portanto, ele negar que não sabe quem indicou a jovem Fabiana de Vito para o cargo em comissão no DER. Sobre isso, aliás, o departamento vem fazendo corpo mole, diferente da impressão que tentou passar com aquela nota divulgada na quarta-feira. Eles não repassaram ao Ministério Público as informações sobre quem abonava a folha de ponto da moça, que de acordo com as primeiras investigações, foi indicada por um deputado federal de Rondônia. E ele anda espumando de raiva por que a bela foi exonerada.

Sobre saber tudo

Confúcio despacha com seus assessores por e-mail. Ele é informado sobre as movimentações nas secretarias, o que dá certo, o que dá errado. Ele também foi informado, diversas vezes, por servidores públicos sobre alguns, digamos, deslizes por parte de seus assessores. Mas não adotou as medidas que se espera de um governante. Em todos os casos, passou a mão na cabeça dos traquinos. Esses e-mails e a lista de comissionados vão dar uma tremenda dor de cabeça. E como dissemos anteriormente, a operação Platéias continua em andamento e não demora teremos novidades.

Deu azar

O empresário Mário André, sobrinho de Mário Calixto Filho, que foi preso pela terceira esta semana na Operação Ardina não estava sendo encontrado pelos policiais e por pouco não escapou. Ele desembarcou em Brasília na véspera da operação e o sistema do aeroporto o identificou, alertando os policiais. Dessa vez ele deve demorar para sair.

Em andamento

Lembram do escândalo da folha de pagamento do Estado, onde constava até o nome de Pelé e Martha Rocha? Pois é. As investigações continuam em andamento e já revelaram uma verdadeira quadrilha instalada no governo que usava servidores fantasmas para desviar dinheiro. A coisa é maior do que se imaginava.

Último dia

E a partir desta sexta-feira, 15, o Ministério Público passa a ter um novo Procurador Geral. Trata-se de Airton Pedro Marin Filho. A posse acontece às 17 horas na sede do órgão. Marin terá a difícil missão de substituir Héverton Aguiar, que no geral fez um grande trabalho, dando ao Ministério Público um dinamismo fora do comum. Como PGJ, Aguiar conduziu quase duas dezenas de operações policiais no Estado, desbaratando pesados esquemas de corrupção nas esferas municipais e estadual. Espera-se de Marin que faça igual ou supere. Boa sorte ao novo PGJ, e estaremos acompanhando o desenrolar das operações que foram iniciadas na gestão Aguiar. Que elas tenham desfecho, rápido na nova administração.

Olha essa

O Circo Garcez se instalou na pracinha do Conjunto Santo Antônio e vem causando uma série de transtornos aos moradores. Porto Velho dispõe de pouquíssimos espaços de lazer e não é justo uma empresa ocupa-los. Os moradores exigiram ver alguma licença por parte dos administradores do circo, mas até agora não apareceu nada. A pracinha fica na rua Padre Chiquinho com Getúlio Vargas.

Erramos

Na última coluna dissemos que o imbróglio entre o Hospital do Câncer e o Estado é devido a um aparelho de radiologia. Na verdade é por radioterapia.

Mas vocês viram?

O Estado tem a incrível capacidade de silenciar diante de coisas sérias, como a perda do equipamento de ressonância magnética e o não funcionamento do Centro de Diagnósticos por Imagem. Nem uma palavra.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no www.painelpolitico.com e www.facebook.com/painel.politico e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Força do punho ajuda a prever chance de ataque cardíaco e derrame

Descobrir a sua probabilidade de ter um ataque cardíaco ou um derrame é algo que pode estar escondido na palma da sua mão, segundo as conclusões de um estudo canadense. Uma pesquisa com mais de 140 mil pessoas de 14 países, publicado na revista científica Lancet, sugere que a força do punho é um indicador melhor que a medição da pressão sanguínea para se prever o risco dessas doenças. Segundo pesquisadores canadenses, esse seria um método “simples e barato” de ser implementado. A força de se pressionar algo com a mão, naturalmente, vai sendo reduzida no decorrer dos anos. Mas aqueles cuja a força cai muito rapidamente têm um risco maior de se ter problemas de saúde. As mulheres nos seus 20 anos, por exemplo, conseguem exercer uma força do punho equivalente a 34 quilos – algo que cai para 24 quilos quando elas atingem os 70 anos. Para homens nas mesmas faixas etárias, esse número cai de 54 quilos para 38 quilos. O estudo mostrou que a cada 5 quilos de força reduzido na força do punho se aumenta em 17% em problemas de coração e 9% a de derrame. Doirean Maddock, da Fundação British Heart, disse que a pesquisa “é bastante interessante, mas que ainda é preciso se fazer mais estudos para se determinar a ligação entre a força do punho e as doenças cardiovasculares”. O que se sabe até o momento é que o endurecimento das artérias acabam reduzindo a força muscular.

Comentários
Carregando