Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Quanto vai custar o voo de Dilma em Rondônia?

0

Até quando?

O assassinato de uma adolescente de 14 anos pelo seu ex-namorado, um dia antes dele completar 18 anos reabre o debate sobre a redução da maioridade penal e a impunidade sobre esse tipo de crime. Para resumir a história, com ciúmes porque a ex estaria saindo com outro rapaz, o jovem a convidou para conversar e em um local deserto, efetuou um disparo no olho da menina e filmou tudo, inclusive ela pedindo perdão. Ele então enviou o vídeo por celular para amigos e foi para casa assistir um jogo de futebol. Ao ser preso, disse não se arrepender do que fez. A polícia sabe que ele premeditou o crime, tendo inclusive a certeza do tempo de internação, no máximo 3 anos. O crime foi cometido em uma pequena cidade goiana, nos arredores de Brasília.

O problema

É que o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA) foi elaborado há 24 anos, em uma época onde os adolescentes não tinham tanto acesso a informações, como atualmente. Os crimes dessa natureza continuam proliferando e o Estado brasileiro, hipócritamente, recusa-se a discutir esse tema com profundidade. Até o dia em que a vítima for a filha de um senador, aí a coisa vai tomar outra dimensão.

Foguetório

Ano de eleição, tudo que é bicho desenterra, inclusive os “bichos grandes”. Querendo fazer média com a população para ver se consegue uns votinhos por essas bandas, a excelentíssima presidente da República Dilma Roussef programou para este sábado “um sobrevôo sobre as áreas alagadas”. Uma visita inútil e desnecessária. Melhor seria doar o dinheiro que vai ser gasto com todo esse aparato para os desabrigados. Quanto será que vai custar esse sobrevôo presidencial?

Manifestação

E seja lá onde for a tal coletiva, que provisóriamente está marcada para as 20 horas em local incerto, os sindicatos estarão presentes cobrando a tal transposição, que na verdade é o único assunto que interessa para nós rondonienses no que diz respeito ao Planalto. É bem provável que surja um “assunto de grande urgência” que leve a presidente embora antes dessa tal coletiva. Não se espantem se isso acontecer.

Aliás

Se sobrevôo desse retorno aos desabrigados e atingidos pela cheia, eles estariam com os problemas resolvidos. Confúcio e sua turma não cansam de ficar voando o baixo Madeira, mas solução mesmo, até agora, nenhuma. O problema vai começar mesmo quando o rio baixar. Não vi nenhum planejamento para amenizar os impactos, nem mesmo o recolhimento do lixo que está flutuando nas áreas alagadas da região central da cidade de Porto Velho.

Intervalo

A cervejaria Outbeer inaugurou seu empório e está oferecendo uma grande diversidade de produtos, que vão desde geléias diferenciadas, como as de pimenta, passando por massas, molhos, mostardas diversas e claro, cervejas do mundo inteiro. Vale a pena dar uma conferida. E a partir da semana que vem a Outbeer estará com uma nova cozinha, oferecendo uma grande variedade de pratos. A Outbeer funciona na Calama, esquina com João Goulart, em Porto velho. O telefone é o 3224-1855.

Esquerda

Passo a seguir nos próximos tópicos a fazer breves observações sobre o triste situação em que nos encontramos em Rondônia, e no Brasil. A América Latina foi tomada por uma onda de esquerda nas duas últimas décadas e esse socialismo disfarçado vem criando uma geração que está politicamente alienada e dividindo o país em dois grupos, os de esquerda, que concordam com a situação exatamente como ela está, e a direita, que vem radicalizando o discurso. E isso é perigoso. Nosso sistema democrático é frágil, novo, mas apesar de algumas eventuais falhas, vivemos em um estado democrático de direitos.

Ditadura

Vejo com preocupação o crescimento de discursos ultradireitistas, mas isso se deve, principalmente ao nosso sistema penal. As pessoas estão cansadas de tanta impunidade, de ver mensaleiros, sejam eles do PT ou do PSDB, escaparem praticamente ilesos de seus crimes, que não são poucos. O Brasil é um país riquíssimo, do contrário estaríamos tão ou mais quebrados que alguns países africanos, dadas as vultosas quantias que são desviadas, os gastos desvairados do setor público e as trapalhadas administrativas a que somos submetidos.

Para se ter uma idéia

Desde que Rondônia se tornou Estado, tivemos sucessões desastrosas de administradores, e incluo todos nesse pacote. Por incrível que possa parecer, a população mais velha do Estado lembra com saudades de Jorge Teixeira, um coronel do exército que governou Rondônia até a transição ditadura/democracia. Após Teixeirão só tivemos desastres, já começamos mal, com o peemedebista Jerônimo Santana; em seguida tivemos Oswaldo Piana; Valdir Raupp, também do PMDB que entregou o Estado com três folhas de pagamento em atraso; José Bianco, que colocou as contas em dia, mas demitiu 10 mil servidores; Ivo Cassol, acusado de ser “centralizador”, mas manteve o equilíbrio financeiro e agora Confúcio Moura, que bagunçou tudo de novo.

Como resultado

Temos um Estado ainda sem identidade, com altos custos e uma classe política deficitária. No cenário nacional, caminhamos para uma ditadura de esquerda, que acredite, é tão nociva quanto a ditadura militar. Ela é dissimulada e esconde-se atrás do discurso “pelo social”, dando pão e circo e mantendo as pessoas alienadas. Nosso sistema de educação é um dos piores do mundo, e não temos previsão de melhorias. O Brasil precisa repensar seus representantes, suas políticas públicas e principalmente, precisamos de uma reforma ampla no código penal, processual e cível. Precisamos de punições mais rápidas, de um judiciário que não se deixe contaminar por questões políticas e uma classe política preparada, que conheça a realidade de seus representados e que tenha responsabilidade com a população produtiva. Do contrário, temos tudo para virar uma Venezuela, só nos falta o Hugo Chavez.

Entregou

Na última quinta-feira foi entregue em Pimenta Bueno um veículo doado pela presidência da Assembleia Legislativa ao Centro de Atendimento as Pessoas Especiais (CENAPE). O carro foi doado por Hermínio Coelho, atendendo a um pedido da vereadora Scheilla Cassol (PROS) e havia sido prometido ainda ano passado, durante uma visita que Hermínio fez ao município.

Campanha

O jornalista Paulo Andreoli está prometendo lançar uma campanha de arrecadação de doações em dinheiro para pagar uma condenação que levou do Tribunal de Justiça em uma ação movida pelo ex-prefeito Roberto Sobrinho, em 2009. Segundo Paulo, “Vou abrir um site para arrecadar dinheiro ( aprendi com a bandidagem do PT), além de realizar churrasco e feijoada para somar o devido. Também nos planos um bingo. Tudo com ampla, total e grande divulgação na mídia local. E vamos que vamos. DANOS MORAIS….sei…”.

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Para fazer parte de nossos grupos no whatsapp envie um whats para 9248-8911 com a seguinte informação: nome+sobrenome+NOTÍCIAS (apenas para receber informações); Caso queira participar de debates e interagir com os demais membros envie nome+sobrenome+DEBATES; Não incluímos ninguém por indicação, a própria pessoa deve enviar o pedido. Notícias são enviadas até às 22 horas, a partir desse horário só se for algo de grande relevância. Também estamos com grupos no aplicativo Line e Telegram.. Para mais informações clique AQUI.

Alerta

O primeiro caso confirmado de transmissão do HIV durante uma relação lésbica foi relatado nesta quinta-feira por autoridades de saúde federais dos EUA, que disseram que o caso é extremamente raro mas aconselharam casais lésbicos a tomar precauções quando um dos parceiros está infectado. Testes genéticos mostraram que os vírus em ambas mulheres eram mais de 98% idênticos, provando que uma infectou a outra, informou o Relatório Semanal de Morbidade e Mortalidade divulgado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças americano (CDC). Em numerosos estudos prévios de mulheres que pensaram ter sido infectadas por outras mulheres, ou nenhum teste genético tinha sido feito ou as mulheres recém-infectadas relataram outras atividades que pudessem ter sido a causa, como sexo recentemente com homens, uso de drogas injetáveis ou transfusões de sangue. As mulheres do novo caso, ambas na cada dos 40 anos, moravam em Houston quando a transmissão aconteceu em 2012. A parceira infectada estava sob tratamento contra o HIV desde o começo de 2009 até o fim de 2010, mas então tinha parado de tomar os remédios. As mulheres relataram ter feito sexo durante seus períodos menstruais e usado vibradores, em algumas ocasiões com tamanha brutalidade que ocorreram sangramentos.

Comentários
Carregando