Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – “Rondônia quer o PT governando Rondônia”. Será?

0

Bonde

Embarcam para Brasília nesta madrugada os deputados petistas Claudio Carvalho e Epifânia Barbosa, além do ex-prefeito de Porto Velho, Roberto Sobrinho. Eles pretendem convencer a executiva do PT nacional que Padre Ton deve ser o candidato ao governo pela legenda. As informações são que o PT terá mesmo que apoiar o PMDB, quer queira ou não. Mesmo Confúcio não querendo.

Canto da sereia

Nas últimas semanas, os petistas de Rondônia passaram a “bater” no governador Confúcio Moura na expectativa de atrair o senador Ivo Cassol e seu grupo. Como as conversas esfriaram, eles resolveram adotar a estratégia, que pelo jeito, não está funcionando. A atual executiva petista conseguiu isolar ainda mais a legenda, que está falando sozinha. Confúcio já descartou qualquer acordo com o PT nesse primeiro turno, assim como já rifou também o PC do B.

Porém

O governador anda arrastando asa para o lado do DEM, PTB e claro, o PDT. No partido comandando por Nilton Capixaba, que sabe-se lá porque ainda não foi condenado pelo escândalo da Máfia dos Sanguessugas (2006), o nome mais indicado para ser vice seria o de Léo Moraes, vereador em Porto Velho com 30 anos completados em janeiro último. Léo garante que não foi sequer sondado sobre o assunto e disse que “aceita o convite para ser candidato a deputado estadual”. O PDT teria alguns nomes a oferecer, mas a idéia é ampliar o leque, e o partido comandando pelo senador Acir Gurgacz vem em último caso. Quem também anda se bandeando para o lado do PMDB é o DEM, de José Bianco.

Mais conversas

Na semana passada o PSB, de Mauro Nazif ouviu a conversa do senador Ivo Cassol. Falaram, falaram, mas não chegaram a lugar nenhum. Porém, quem engrossa as fileiras do PSB é o ex-secretário de Turismo do Estado Júlio Olívar, pessoa muito próxima a Confúcio e que vem trabalhando pesado para tentar ser indicado a vice do peemedebista. Olívar já foi candidato a vice em 2006, na época ele estava no PC do B e a petista Fátima Cleide era a cabeça de chapa. Porém, a possibilidade disso acontecer é bastante remota.

Marcando presença

O deputado estadual Maurão de Carvalho realiza, nesta terça-feira, um café da manhã com a imprensa para “reafirmar sua pretensão para disputar o governo”. O evento será no Hotel Ecos, em Porto Velho e o parlamentar explica, “o ato contará com a presença de lideranças, da capital e do interior, que estão alinhados com meu nome como pré-candidato ao Governo do grupo político liderado pelo senador e presidente regional do PP, senador Ivo Cassol”.

Segundo Maurão

Já existem mais de 10 partidos apoiando sua pré-candidatura, “que a cada dia tem recebido novas adesões e o apoio espontâneo de lideranças de todas as regiões do Estado”. E nesta segunda-feira, em entrevista a um programa de rádio na capital, o vice-presidente estadual do PR, deputado estadual Flávio Lemos declarou seu apoio a pré-candidatura de Maurão ao governo.

Mas, e Jaqueline?

Ao ser questionado sobre a pré-candidatura de Jaqueline Cassol ao governo, o deputado afirmou, “sou vice-presidente regional do PR e não fui ainda comunicado da pré-candidatura da Jaqueline Cassol”. Para Flávio Lemos, “o nome do deputado Maurão é o melhor, dentro do grupo, por ter experiência na vida pública e por agregar em torno de si diversas lideranças. Por isso, estou apoiando o seu projeto de pré-candidatura ao Governo”. Outro que também partiu abertamente em apoio a Maurão de Carvalho foi o deputado Lebrão.

Sem chance

O deputado Lebrão, presidente do nanico PTN e 1º Secretário da Assembleia, disse à coluna que conversou com o senador Ivo Cassol na semana passada e deixou claro que não tem interesse algum em caminhar com o grupo, caso Jaqueline seja a candidata, “falei para o senador que meu candidato é o Maurão. Achei até que ele fosse brigar comigo, mas ele aceitou minha posição”, disse o parlamentar.

Na correria

Enquanto isso, Jaqueline Cassol passou o fim de semana em uma série de reuniões pelo interior. Esteve em Vilhena, Colorado, Pimenta Bueno e Cacoal. Falou sobre sua pré-candidatura, concedeu entrevistas e afirma, “meu nome está à disposição do partido. Se for preciso, abro mão da candidatura, vou de vice, saio para federal, enfim, o que minha legenda decidir”, disse a advogada e empresária.

Enquanto isso

Confúcio cumpre agenda de candidato. No último sábado reuniu uma claque de cerca de 800 pessoas (peemedebistas, comissionados e simpatizantes) na inauguração de uma usina de calcário em Pimenta Bueno.

Dia 10

A partir do próximo dia 10 estão autorizadas pela Justiça Eleitoral as convenções partidárias para escolha dos candidatos. O prazo encerra dia 30. Os partidos e coligações tem até às 19 horas do dia 5 de julho para apresentarem o requerimento de registro de candidatos a governador e vice-governador, senador e respectivos suplentes, deputado federal e deputado estadual ou distrital.

Falando em registro

Algumas pessoas questionaram o fato de que a consulta ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não tem valor normativo, por isso a situação de Expedito Júnior não estaria assim tão, digamos, consolidada. De fato, a consulta não tem valor normativo, mas ela mostra a opinião e a forma como a Corte vai conduzir determinados assuntos. Portanto, já mostra que, caso o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) indefira o registro estará indo na contramão do entendimento do TSE.

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Para fazer parte de nossos grupos no whatsapp envie um whats para 9248-8911 com a seguinte informação: nome+sobrenome+NOTÍCIAS (apenas para receber informações); Caso queira participar de debates e interagir com os demais membros envie nome+sobrenome+DEBATES; Não incluímos ninguém por indicação, a própria pessoa deve enviar o pedido. Notícias são enviadas até às 22 horas, a partir desse horário só se for algo de grande relevância. Também estamos com grupos no aplicativo Telegram. Para mais informações acessehttp://painelpolitico.com/grupos-de-noticias

Aprender segunda língua retarda o envelhecimento do cérebro

Aprender uma segunda língua pode causar um efeito positivo sobre o cérebro, amenizando seu envelhecimento. O benefício é possível mesmo que o aprendizado aconteça na idade adulta, constata um novo estudo realizado pela Universidade de Edimburgo, na Escócia, publicada na revista Annals of Neurology. Os pesquisadores descobriram que a leitura, fluência verbal e inteligência foram melhorados em um estudo aplicado em 262 pessoas com 11 ou 70 anos. Uma pesquisa anterior já havia sugerido que ser bilíngue poderia retardar o aparecimento da demência por vários anos. Os testes tinham o objetivo de averiguar se o aprendizado de línguas melhora as funções cognitivas. O cientista Thomas Bak, do Centro de Envelhecimento da Universidade de Edimburgo, foi quem comandou os trabalhos. Bak disse que encontrou o padrão significativo de melhorias na atenção, foco e fluência das atividades cerebrais.

Comentários
Carregando