Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Coluna – Roubo no almoxarifado da Seduc completou 2 anos e ninguém pagou a conta

0

Foram surrupiados notebooks, 200 televisores e aparelhos de ar-condicionado. E ainda tem uma morte relacionada ao caso

Vexatória, mas necessária

A decisão da juíza Inês Moreira da Costa do Tribunal de Justiça de Rondônia que mantém a proibição de revista íntima a parentes e visitantes de presos do sistema penitenciário de Rondônia atende a todos os preceitos de humanidade. De fato o procedimento é vexatório, constrangedor e invasivo, porém é necessário. O Estado é responsável pela guarda dos presos, mas sabemos que esse é um gargalo que atinge todo o país. Os agentes penitenciários, linha de frente do sistema, enfrentam a dura realidade da total falta de estrutura e segurança para trabalhar.

O Estado

Faz vistas grossas a essa situação. Os agentes são meros carcereiros que só são lembrados quando são mortos ou presos por terem cometido crimes. O sistema penal brasileiro não é nem um pouco diferente do sistema como um todo, ele faz parte, mas porque acredita-se que os agentes envolvidos estão imunes a ameaças e tentações? Simples, porque o Estado só lembra dos depósitos humanos que viraram as cadeias quando ocorrem rebeliões ou fugas.

O sistema

Penal rondoniense está no mesmo nível dos demais estados da federação. No Brasil do paternalismo, preso só não vive melhor porque as cadeias não possuem infra-estrutura, do contrário viveriam muito melhor do que os locais onde cresceram. Sim, por aqui também só fica preso “puta, preto e pobre”. Proibir a revista esperando que o Estado “se adeque” é como tentar cobrir a cabeça descobrindo os pés. A “revista vexatória” é o preço que se paga por ter alguém preso, e não se enganem, em outros países onde o sistema tem acesso a equipamentos com tecnologia de ponta, a revista se faz necessária.

O problema maior

Do sistema brasileiro é a hipocrisia que galga em todos os segmentos. Por aqui ninguém é preconceituoso, mas se diz “chocado” com beijo gay, “é contra a família”, dizem uns. Todos são contra a tortura, desde que o torturado não seja o ladrãozinho que te assaltou, “esse merece a morte”, dirão outros. Mas o cerne da questão, o âmago nunca é debatido de fato. O problema do Brasil, caros senhores, é a falta de investimentos sérios em educação. Isso certamente vai reduzir a quantidade de “hóspedes” no sistema prisional e todo o resto.

Enquanto isso

Não acontecer, continuaremos sempre chovendo no molhado, discutindo utopias. Um delas, é a de que o sistema penitenciário vá se adequar de alguma fora. Ou acreditando que revistar os presos após a saída dos parentes vá resolver o problema da entrada de drogas, celulares e armas. O que resolve isso é a proibição de contato, mas por aqui preso tem até “visita íntima”.

Olha essa

O Postalis, fundo de pensão dos Correios que nos últimos anos colocou dinheiro de seus associados (leia-se carteiros e funcionários dos Correios do Brasil inteiro) em praticamente todas as aventuras financeiras mal sucedidas do país, entre elas Eike Batista e suas empresas, descobriu um rombo gigantesco em suas contas. O Postalis é administrado em uma parceria PT/PMDB (as legendas indicam seus diretores), deve ser por isso que está em uma situação tão complicada. Um dos executivos do Postalis é Ernani de Souza Coelho, presidente do conselho deliberativo por indicação da ECT, também é um nome do PT. Funcionário aposentado da estatal, ele é marido da ex-senadora Fátima Cleide, do PT de Rondônia, e contratado como assessor da presidência dos Correios.

Sucateado

Enquanto o PT e o PMDB afundam o Postalis, os Correios, empresa que já foi referência, segue sendo sucateado. Chovem reclamações contra os péssimos serviços da empresa. Usuários reclamam que em Porto Velho uma encomenda PAC está demorando mais de 30 dias para ser entregue, porque expirou o contrato com a empresa que fazia o transporte aéreo dos Sedex de Cuiabá para Porto Velho. As encomendas estão vindo de caminhão. Na Central de Distribuição dos Correios o atendimento é limitado das 15 às 17 horas e mesmo assim eles não atendem o telefone.

Canto da sereia

Laerte Gomes, deputado estadual ligado ao grupo político do ex-senador Expedito Júnior anda pensando seriamente em assumir a liderança do governo na Assembleia. O problema, fora o fato dele ser, em tese, de grupo oposicionista, é que o convite não partiu do governador. Laerte estaria caindo na conversa de gente ligada ao governo que tenta convence-lo a aceitar a bucha.

O que se passa?

Até hoje encontra-se parado, dormindo nas gavetas de alguma repartição a investigação sobre o roubo de centrais de ar-condicionado, televisores e notebooks do almoxarifado da Seduc, ainda em 2013. E não foi um simples furto, foram roubados 200 aparelhos de televisão, 46 notebooks e 3 centrais de ar-condicionado de 36 mil BTUs. Esses equipamentos deveriam estar integrando o acerco das escolas da rede estadual de ensino, mas até hoje o caso não chegou a lugar algum.

Interessante

Que sobre o assunto paira inclusive a suspeita de uma morte, do chefe do almoxarifado, que teria sido assassinado durante uma inspeção para a Seduc na região do baixo Madeira. Ele teria “se afogado”, mas a família e amigos contestam essa versão.

Ao mesmo tempo

As escolas continuam sendo vandalizadas e saqueadas indiscriminadamente pela total falta de segurança. Neste fim de semana, foi a vez da escola Ulisses Guimarães, situada no bairro Jardim Santana. Eu só gostaria de saber uma coisa, e talvez o Ministério Público pudesse explicar, afinal, quem está pagando a conta por essa roubalheira toda? Alguém está sendo responsabilizado? Até quando as escolas serão saqueadas? O material roubado/danificado está sendo reposto? E as crianças, principais prejudicadas, estão sendo compensadas? A vontade que dá, na verdade é perguntar, (e desculpem o palavreado) que porra é essa zona que todo mundo rouba e ninguém é responsabilizado?

E agora?

O PMDB entrou com uma ação contra Hermínio Coelho alegando que ele teria concedido benefícios para servidores da Assembleia em período eleitoral. Acontece que o mesmo advogado do PMDB, também entrou com ação idêntica em nome do PDT. A justiça, ao perceber que as duas tratavam do mesmo objeto arquivou uma, a do PMDB. Só que o PDT não autorizou a ação, que tem como testemunhas, peemedebistas. Um outro problema é que as decisões foram adotadas não por Hermínio, mas pela Mesa Diretora da Casa, e grande parte delas foram vetadas pelo Executivo.

O PDT

Está avaliando a retirada da ação por não ter sido consultado anteriormente.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no www.painelpolitico.com e www.facebook.com/painel.politico e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondencia para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

30 minutos a menos de sono por dia engorda

Pode parecer pouco, mas perder 30 minutos de sono por dia durante a semana pode ter consequências indesejáveis em longo prazo. De acordo com um novo estudo, dormir meia hora a menos todos os dias pode causar aumento do peso e interferir no funcionamento do metabolismo. O estudo também mostrou que não adianta compensar o sono perdido na semana durante o fim de semana. Os resultados da pesquisa foram apresentados na reunião anual da Sociedade de Endocrinologia, em San Diego, neste mês. “A perda de sono é muito comum na sociedade moderna, mas só na última década percebemos suas consequências metabólicas”, disse o principal autor do estudo, Shahrad Taheri , professor de medicina no Weill Cornell Medical College, em Qatar, em Doha.. “Nossos resultados sugerem que evitar o débito de sono pode ter benefícios positivos para o peso corporal e para o metabolismo”, explicou citando o efeito da falta de descanso em um quadro de diabetes tipo 2, doença estudada pelos pesquisadores.

 

Comentários
Carregando